Conecte-se agora

Gladson e Vagner Sales vão estar no mesmo palanque 

Publicado

em

A informação foi passada ontem á tarde ao BLOG pelo governador Gladson Cameli. O apoio ao candidato do MDB a prefeito de Cruzeiro do Sul, Fagner Sales, foi confirmado em conversa que tivemos sobre vários assuntos políticos. “Vou para o palanque do Fagner, está decidido”, disse resoluto o governador. Dentro deste contexto muda a coligação que sustenta a candidatura do Fagner, o vice deverá ser o professor Zequinha (PROGRESSISTAS), e sairá o candidato à vice do PSDB, Luis da Papelaria. Foi que disse ao BLOG o ex-prefeito Vagner. “Não vou trocar o apoio do governador pelo PSDB”, confirmou Vagner Sales. A notícia do apoio de Cameli ao candidato do MDB já tinha sido comunicada ontem ao senador Márcio Bittar (MDB) e à deputada federal Jéssica Sales (MDB). O anúncio oficial deverá ser feito em Cruzeiro do Sul, logo após o retorno do governador Gladson. A tendência do ex-prefeito Ilderlei Codeiro será a de não acompanhar a nova chapa e vir somar com a candidatura a prefeito do ex-deputado federal Henrique Afonso (PSD). Rifado da chapa, o PSDB ainda não se pronunciou se continuará apoiando a candidatura do Fagner Sales (MDB) ou se em represália irá somar com a candidatura de Henrique. O grande articulador para que a aliança entre MDB e PROGRESSISTAS ocorresse foi o senador Márcio Bittar (MDB), que já tinha levado o governador a apoiar Leila Galvão (MDB), em Brasiléia.

COM O NICOLAU, O BURACO É MAIS EMBAIXO

O deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) me ligou ontem em meio a uma reunião na sua casa com dirigentes de 12 partidos e as presenças do ex-deputado federal Henrique Afonso (PSD) e do professor Zequinha (PROGRESSISTAS), para dizer que acabava de ser fechada uma chapa com Zequinha para prefeito e Henrique de vice. “Dei minha palavra que vou apoiar esta chapa, sou homem de palavra, não volto atrás, e o Zequinha não será vice do MDB, mas será candidato à prefeitura do nosso grupo. Não vamos ganhar nada se juntando ao grupo do Vagner Sales”, falou Nicolau ao BLOG.

MEU PARTIDO EM PRIMEIRO LUGAR

O deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) destacou que respeita a decisão do governador Gladson de se juntar ao MDB, mas não vai lhe acompanhar se apoiar mesmo a candidatura do Fagner Sales (MDB) a prefeito de Cruzeiro do Sul. “O meu partido em primeiro lugar. Tenho o aval da presidente regional do (PROGRESSISTAS), senadora Mailza Gomes, sou o presidente da Assembléia Legislativa, tenho respalo do presidente municipal Zequinha, e não vou trabalhar para fortalecer o partido de um adversário político. Isso está decidido.” Disse um convicto Nicolau.

UMA GRANDE TRAPALHADA

A dedução que se chega é que o senador Márcio Bittar (MDB) e os que estavam nesta articulação deixaram este angu criar caroço. Tomaram uma decisão de levar o Gladson Cameli para apoiar o MDB, sem conversar e não tendo o mínimo respeito pela liderança do deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), foi um erro grosseiro e amador. E ainda passaram por cima do Zequinha. É a velha história de oferecer uma mercadoria sem ter na prateleira.  Redundou numa grande trapalhada. E, agora não tem como o deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) voltar atrás, sob pena de ser desmoralizado. O Márcio, experiente, já era para ter aprendido que em política não se dá pitaco em partido alheio, e que todo apressado acaba comendo cru.

CONFUSÃO PARA MAIS DE METRO

O resultado disso tudo é que, se não bastassem os outros problemas políticos do governador Gladson Cameli com aliados que estavam no seu palanque na última eleição, jogaram no seu colo um porco espinho para ele acariciar, no seu reduto, em Cruzeiro do Sul. Que loucura!

PARTIDO FECHADO

Esqueceram nisso tudo de combinar com o deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) desta aliança com o MDB. E que este já tinha fechado o pacote de candidatura própria do PROGRESSISTAS. Na política, nunca se anuncia acordo sem ter todas as partes concordando.

NÃO DOU RASTEIRA

“Tirem o meu nome disso.” Foi a reação ontem do governador Gladson ao BLOG DO CRICA, sobre o boato de que estaria havendo uma manobra autorizada por ele para detonar a candidatura do Tião Bocalom (PROGRESSISTAS) á PMRB. Por mim, o Bocalom será candidato, disse Cameli.

“VAMOS GANHAR A ELEIÇÃO”

Conversei também ontem com o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS), que desmentiu o golpe na candidatura do Bocalom. “Nós vamos ganhar a eleição, Crica, o Bocalom já está nas pontas e nem eu nem o Petecão ainda nem entramos na campanha”, enfatizou ao BLOG.

FORA DE COGITAÇÃO

Também conversei com o James Gomes, que fala pela presidente do PROGRESSISTAS, senadora Mailza Gomes, que também desmentiu o boato. “Não há nada disso, estamos firmes com o candidato Bocalom”, pontuou ao BLOG. Com isso, fica desmentida a boataria.

FIRME COMO CHICLETE

O senador Sérgio Petecão (PSD) também negou a possibilidade de sacar a candidatura do “Velho Boca.” Reafirmou que sua decisão de apoiar a candidatura do Tião Bocalom (PROGRESSISTAS) é pagina virada, como também no PROGRESSISTAS, destacou Petecão.

NEM EM SONHO

Fez questão de declarar que sonha quem ainda pensa que poderá apoiar a candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB). Ainda que o Bocalom não fosse candidato, jamais apoiaria a Socorro para mais um mandato. É maluco quem imaginar este cenário, assinalou ao BLOG.

ROMPIMENTO DEFINITIVO

Ainda sobre a conversa com o governador Gladson este disse ontem que, o seu rompimento com a deputada federal Mara Rocha (PSDB) é definitivo, e nesta quarta-feira deverão sair no Dário Oficial as primeiras demissões do grupo. “Ela vai para seu lado e, vou para o meu”, disse.

CHEGA DE AGRESSÕES

Gladson Cameli diz que, chega dele ser atacado na mídia, pela deputada federal Mara Rocha (PSDB). Justificou que está apenas reagindo, o que já era para ter ocorrido antes. O único erro que admite é tê-la chamado de “mal amada,” por não ser seu perfil a ofensa pessoal a ninguém.

CONVERSA FRANCA

Na sua chegada a Rio Branco esta semana deverá chamar o secretário de Agricultura, Edivan Maciel, indicação da Mara, que acha estar fazendo um bom trabalho. Destacou que na reunião vai querer saber se a sua lealdade será com ele ou com a deputada federal Mara Rocha (PSDB).

PRETO NO BRANCO

Gladson afirmou ao BLOG que separa as situações dos irmãos Mara Rocha e Major Rocha. Falou que terá uma conversa franca com o vice-governador Major Rocha, não gostaria de um rompimento, mas não vê como lhe atender em algumas reivindicações. Destacou que, se não conseguirem se acertar vai acatar a decisão do vice de romper politicamente se este decidir.

NÃO DÁ MAIS, DIZ ROCHA

O BLOG procurou ouvir também o vice-governador Major Rocha. A sua posição foi pragmática: – da minha parte já cansei, o governador não cumpriu o que me prometeu na campanha, e se não houver uma repactuação, vamos cortar os nossos laços políticos sem esperar mais.

NADA MAIS A PERDER

Rocha diz que, em termos de cargos não tem mais o que perder dentro do governo.

PRATO FEITO

Perguntei ao Gladson, o que espera ganhar rompendo com aliados importantes. Não tem relações políticas com o senador Sérgio Petecão (PSD), com o deputado federal Flaviano Melo, dos quais se encontra afastado. E pode romper com o Rocha. Destacou que todos vieram com candidaturas a prefeito tipo “prato feito,” sem conversar com ele, o que lhe deu o direito de procurar um candidato. “Ou não posso escolher quem apoiar para prefeito”? Indagou ao BLOG.

NA BUSCA DE UM VICE

O PT não definiu ainda quem será o vice na chapa do deputado Daniel Zen (PT) para a prefeitura da capital. Existem conversas com o PCdoB, PSOL e PV. Foi o que garantiu ontem ao BLOG o presidente regional do PT, Cesário Braga. Sairá de um desses partidos.

MESMO PALANQUE

No segundo turno para a PMRB, se acontecer um cenário que leve a bem avaliada prefeita Socorro Neri (PSB) para uma disputa complementar, Sérgio Petecão (PSD), Flaviano Melo (MDB), Mara Rocha (PSDB) e Major Rocha (PSL), tendem estar juntos no outro palanque.

ROSANA GOMES

Coloquem sempre nas simulações sobre a eleição para a prefeitura de Senador Guiomard, o nome da candidata Rosana Gomes (PROGRESSISTAS), não está na disputa para fazer figuração, mas com boa chance de vitória. E lembrar que, a campanha não começou.

FRASE MARCANTE

“Acariciar para depois castigar é o mesmo que enfeitar os condenados antes de levá-los à forca”. Anselmo Fracasso

 

Anúncios

Blog do Crica

Além das expectativas 

Publicado

em

QUANDO REASSUMIU a Secretaria Estadual de Saúde, poucos acreditavam que o secretário Alysson Bestene pudesse se sair bem na frente das ações no combate à pandemia do coronavírus, afinal, a sua primeira passagem pela pasta foi o de um desempenho sofrível.

Mas, ele conseguiu afastar as expectativas negativas, com o bom desempenho que está tendo no momento mais difícil de condução do órgão, que é o de enfrentar uma pandemia de um vírus desconhecido e para o qual não se tinha nem um protocolo medicinal para o combate. 

O sistema de saúde chegou a tempos difíceis, mas não colapsou no todo. Neste ponto tem que se reconhecer que, assim como o governador Gladson Cameli, ele apostou na ciência e passou ao largo dos movimentos negacionistas e terraplanistas, contrários à vacina, e que pregavam o tratamento com algo ineficaz como a cloroquina. 

Com a chegada da vacina poderá chegar ao final do ano como alguém que assumiu desacreditado, e terminou como um gestor que deu certo e saiu por cima. Não há como rebater dados reais.

LOUCOS DA CLOROQUINA

A NOVA cepa do vírus do Covid-19 chegou a Cruzeiro do Sul, onde a situação hospitalar é preocupante. Em Brasiléia, o quadro é parecido. O INTO, praticamente com as UTIs lotadas, e os loucos da cloroquina só desdenham.

VOLTO A REPETIR

NÃO CANSO de lembrar que, se o governador Gladson fosse um negacionista da ciência, poderíamos estar bisando Manaus. A sorte é ser um seguidor da ciência.

DE JOELHO PARA A CHINA

AS PRINCIPAIS cabeças do governo federal passaram os últimos meses avacalhando a China e a Coronavac. Tiveram agora que se ajoelhar ante aos chineses, implorando pela liberação de insumos para a vacina.

GRAÇAS AO DORIA

FIZERAM pouco caso da vacina, e insistiram que poderia se frear a pandemia com o placebo cloroquina. E, só temos hoje a Coronavac, e graças à ação do governador Doria. Não fosse sua persistência, estaria um caos.

ESFORÇO ZERO

O ESFORÇO do governo federal para a viabilização da vacinação foi zero. Recentemente, o presidente soltou uma declaração tosca de ser a Coronavac uma vacina ineficaz.

PARA COMEMORAR

COM A LIBERAÇÃO dos insumos chineses para a fabricação da vacina no Brasil, enfim, vamos comemorar esta luz no fim do túnel. Porque teremos produção local.

NÃO CONVERSA SOBRE POLÍTICA

O GOVERNADOR Gladson tem dito a quem conversa de que, não vai discutir as composições políticas para a eleição de 2022, antes de concluir a vacinação no estado.

SEM NENHUM SENTIDO

E, NÃO FARIA sentido, abrir uma discussão política no auge da pandemia do coronavírus, com a contaminação avançando, pois, seria uma grande irresponsabilidade.

MENOR FORÇA

FORA SENA MADUREIRA, o MDB saiu da eleição municipal não tão forte como planejou, que faria dez prefeitos. Os demais prefeitos eleitos foram em municípios pequenos.

PRESTÍGIO PESSOAL

E, ASSIM MESMO, em Sena Madureira, a reeleição do prefeito Mazinho Serafim (MDB) se deu mais pelo seu prestígio pessoal, do que pela dependência partidária.

ENSINAR A FALAR

AS RELAÇÕES políticas entre o Governo e a ALEAC vão ser feitas, pelo deputado Nicolau Júnior (PP), foi o que já declarou o Gladson. Não é uma tarefa das mais fáceis.

NO QUADRADO

HÁ um movimento político dentro do governo para deixar o prefeito Tião Bocalom no seu quadrado. O dão como carta fora do baralho no apoio à reeleição do Gladson.

DECLARAÇÃO PÚBLICA

OUVI DE UMA FIGURA que circula nos meios palacianos de que, a única forma do prefeito Bocalom mostrar ser confiável, seria uma declaração pública que apoiaria a reeleição do Gladson. Sem isso, é visto como inconfiável.

APOIADOR DO PETECÃO

O PREFEITO TIÃO BOCALOM é citado no círculo do poder do governo como apoio certo à candidatura do senador Sérgio Petecão (PSD) ao governo, na eleição de 2022.

PIOR NÃO PODE SER

ATÉ AQUI, todos os que passaram pela articulação política do governo fracassaram na missão de criar uma interação com a sua base no Legislativo. Vamos ver como é que se comportará nas mãos do deputado Nicolau Júnior (PP). 

APANHOU DE CHINELADA

NO CONFRONTO oratório nos últimos dois anos na tribuna da ALEAC, no cômputo geral, a oposição deu de chinelada na base governista que, na maioria, foi muda.

ARGUMENTO SIMPLÓRIO

O ARGUMENTO mais simplório é dizer que a base aprovou todas as matérias do governo, porque em compensação, se cala quando o governo é atacado.

DEU VOZ AO CONTRADITÓRIO

A VOLTA do Léo de Brito à Câmara Federal conseguiu novamente trazer o PT ao centro do debate no cenário político do estado. Graças à cassação do ex-deputado federal Manuel Marcos. Sempre bom, o contraditório.

BOM DIA, FRANK LIMA!

MUITAS reclamações de moradores do “Morada do Sol” acometidos de dengue, doença que está se alastrando no bairro. Reclamam da falta de ações municipais na área. Registro para o secretário de Saúde, Frank Lima.

NÃO COMANDARÁ

O esforçado Cesário Braga pode até continuar na presidência do PT, mas as articulações políticas no cenário de 2022, estão sendo feitas pelo Jorge Viana.

GRUPO DO BATOM

O JV não revela os nomes, mas já teria o compromisso de cinco mulheres de maior peso dentro dos governos do PT, para serem candidatas a deputadas federais, em 2022.

NADA DE EXCEPCIONAL

ATÉ o momento, o governo do Tião Bocalom não mostrou nada que possa ser destacado como uma medida de impacto. Até aqui está na mesmice. Uma coisa é governar Acrelândia, a outra é governar Rio Branco. O buraco é mais embaixo.

BOLSONARISTA JURAMENTADO

O DEPUTADO Luiz Gonzaga (PSDB) é hoje um “bolsonarista juramentado”. Nada a contestar, não estivesse ele, no partido do Doria, inimigo do Bolsonaro.

FRASE MARCANTE

“Sem o grão de areia, não existiria o deserto”. Ditado árabe

Continuar lendo

Blog do Crica

Melhor do que virar Manaus

Publicado

em

ENTRA EM VIGOR, a partir de amanhã, o decreto do governador Gladson Cameli – foto – determinando o “Toque de Recolher” em Rio Branco das 22 horas ás 6 horas. Espera-se que, seja cumprido para valer. Aqui, na vizinha Cobija-Bolívia, quem é flagrado sem máscara na rua é obrigado a cumprir por três horas serviço comunitário, como varrer praças. Fosse por estas bandas, os negacionistas da ciência iam babar de ódio. Como babaram, quando a capital passou pelo período vermelho e as atividades não essenciais foram fechadas. O mundo quase desaba. O que se espera agora é que este “Toque de Recolher,” não fique apenas num mero protocolo de intenções, mas que o governo adote medidas de fiscalização para ver se está sendo cumprido. Ou cumpre o que estiver escrito, ou é melhor então nem escrever.  

MANTEIGA EM FOCINHO DE GATO
Nada a comemorar efusivamente com a chegado de dois milhões de doses da vacina da Oxford. Para o Acre, é prevista a remessa de apenas 5. 500 doses. Motivo para comemorar se teria se a China tivesse liberado os insumos para a fabricação da CORONAVAC em massa no BUTANTAN. Sem isso, é escola de samba sem batucada.

SENTADA EM CIMA
COMO resultado do governo federal ter passado bom tempo desmoralizando o governo chinês, avacalhando sua vacina, os chineses se deram ao direito de endurecer.

FICA UM HIAT
ENQUANTO A China não liberar os insumos para a fabricação de novas doses, ficará este hiato de falta de vacinas. E, todos se precavendo para não pegar o Covid.

 NÃO PODE SE COBRAR
MAS, não pode se cobrar nada do governador Gladson Cameli, pelo contrário, foi um lutador a favor da ciência e contra os negacionistas. Não depende dele a vinda de novas remessas de vacinas para o Acre. Resta só esperar.

QUEBROU UM PARADIGMA
A carreata de ontem contra o Bolsonaro e pela vacinação quebrou o paradigma de que a esquerda só juntava meia dúzia de pessoas em protestos na capital, foi uma carreata bem representativa, plural, com muitos carros.

DIREITO DO CONTRADITÓRIO
FALA-SE em democracia, mas não se sabe respeitar o direito do outro de ter uma opinião política diferente. O direito ao contraditório é sagrado na democracia. Gostar ou não gostar ou não das ações do Bolsonaro é ato livre.

DECLARADAMENTE CONTRA
E NÃO HÁ como esconder que, o presidente Bolsonaro é contra a vacinação com a Coronavac. Entre dezenas de frases ditas, teve esta última, de que, ele não confia na eficácia.

NÃO SE INVENTA NADA
RESPEITO o direito de qualquer um dizer que o Covid se cura com Ivermectina, Cloroquina, com Melhoral, mas isso jamais me afastará de somar sempre com a ciência.

NÃO DISCUTO COM EXTREMISTA
TENHO POR PRINCÍPIO não discutir com extremistas, sejam eles de esquerda da seita petista do Lula, seja com as da extrema direita da seita bolsonarista. Todo extremista é cego por uma convicção política messiânica.

INVESTINDO ALTO
PARECE QUE VIROU moda novamente a invasão de residências e roubos de caminhonetes. As três Hilux roubadas da SEPA, até hoje não foram encontradas.

NÃO SERÁ COMO ANTES
AS RELAÇÕES entre o governador Gladson e seu vice Rocha podem até terem sido amainadas, mas nunca voltará a confiança da relação que tinham na campanha.

VACINA CONTRA A MALANDRAGEM
O FIM das coligações proporcionais foi como uma vacina contra a malandragem na política. Acabou a farra de presidentes de partidos nanicos colocar em leilão o apoio e o tempo de televisão das siglas que comandavam.

O JOGO AGORA É OUTRO
NA ELEIÇÃO para deputado federal e deputado estadual na eleição do próximo ano, cada partido terá de ter chapa própria. Será a hora de saber quem tem o café no bule.

CONHECIAM A COR DA CHITA
NENHUM dos novos prefeitos, tem o direito de ficar lamentando o espólio da gestão anterior. Na campanha, os eleitos tinham o remédio para todos os problemas.

MEIA BOCA
QUALQUER MEDIDA para conter o avanço da pandemia do Covid-19, como o “Toque de Recolher”, a ser decretado pelo governador Gladson a partir de amanhã, merece apoio. Não deu para entender não ter sido proibida a circulação no horário estipulado. Ficou meia boca.

TATEANDO NO ESCURO
SEM A PREVISÃO de chegada de novos lotes de vacinas, o estado vai ter que ficar tateando no escuro, criando mecanismos para evitar a proliferação maior do Covid.

EVITAR O EXEMPLO MANAUS
BRASILÉIA, já entrou em colapso hospitalar no combate ao COVID. Em Manaus, não foram tomadas medidas duras pelo governo, e se chegou aonde todo mundo sabe.

PLUS A MAIS
O DEPUTADO FEDERAL Jesus Sérgio (PDT), um parlamentar apenas razoável no seu mandato, na reeleição do próximo ano terá um plus ao seu favor, a sua mulher; a mística Néia, se elegeu a prefeita de Tarauacá.

BAQUE NA ESQUERDA
FALANDO em Tarauacá, a esquerda – leia-se PT-PCdoB-PSB – partidos que comandaram a prefeitura por longos anos, nesta eleição foram varridos do mapa do poder.

DESERDADOS
PETISTAS, pessebistas, e comunistas, foram também deserdados pelas urnas no município do Jordão, uma espécie de feudo, que dominavam com a mão de ferro.

O BURACO ERA MAIS EMBAIXO
O MOTE para brecar o PCdoB na coligação que apoiava a ex-prefeita Socorro Neri a mais um mandato era que, os comunistas tirariam votos. Foram expurgados. E, nem assim a Socorro se reelegeu. O buraco era mais embaixo.

FATO DESGASTANTE
MAS, foi um fato altamente desgastante para o PCdoB, que teve que, como o filho pródigo, voltar e bater na porta do PT para pedir guarida. Foi o dia negro dos vermelhos.

AINDA BEM
AINDA bem que no estado não foi registrado nenhum caso de alguém furar a fila para tomar a vacina. O que é um alento, pelo pequeno número que chegou.

FRASE MARCANTE
“Há duas espécies de tolos: os que não duvidam de nada e os que duvidam de tudo.” Príncipe de Ligne.

Continuar lendo

Blog do Crica

Uma disputa renhida para o Senado

Publicado

em

A ELEIÇÃO para a disputa de uma única vaga para o Senado, a acontecer no próximo ano, começa a movimentar os partidos que apoiaram o Gladson Cameli para o governo. O MDB colocou no jogo o nome do experiente deputado federal Flaviano Melo (MDB), como um elo que reaproximaria o partido do governo, do qual se encontra afastado e sem espaços. O DEM lançou o nome do bem avaliado deputado federal Alan Rick (DEM), aliado de primeira hora do governador. O PP trabalha para que a senadora Mailza Gomes (PP) consiga um novo mandato. Há ainda a possibilidade de uma candidatura com força no Juruá, da deputada federal Jéssica Sales (MDB). O governador Gladson Cameli tem dito que, ele disputará a reeleição. A candidatura do senador Sérgio Petecão (PSD) ao governo está só nos bastidores, mas vai despontar no próximo ano. Neste caso, cada candidato teria um nome para o Senado. E, assim, se poderá ter três nomes brigando pela vaga de senador, já que o PT lançará candidato.  É o velho ditado: – quanto mais cabra, mais cabrito.

BOI DE PIRANHA

O EX-PREFEITO de Rio Branco, Marcus Alexandre, deve ser candidato na eleição do próximo ano. Se ele tiver juízo; disputa vaga na ALEAC, ser candidato a deputado federal ou ao Governo, pode servir de boi de piranha.

CARA DE PAISAGEM

OS VEREADORES da capital não foram empossados para fazer cara de paisagem. Poucos se posicionaram contra a abertura do ano letivo, em meio ao pique da pandemia.

DADOS ALARMANTES

PARA SER TER UM EXEMPLO, ontem foram registrados 300 novos casos de contaminação pelo Covid-19, e quatro mortes. Para os negacionistas da ciência, isso é motivo de festa. Ainda bem que não temos um governador insano!

CURIÓ EM MUDA

O VICE-GOVERNADOR Rocha adotou a postura de curió em muda, não dá um pio. O melhor que ele fez foi recuar, não ganhava nada em trombar com o governador.

CONTER A ANSIEDADE

O GOVERNADOR Gladson tem que conter a sua ansiedade ao projetar para a opinião pública a vinda de 160 mil doses de vacina, pois, se não der certo vai se desgastar.

UMA TEMERIDADE

AINDA não se pronunciou, mas se for ser candidato a deputado federal em 2022, o deputado Roberto Duarte (MDB) dará um salto no escuro, não foi bem para a PMRB. E, teria adversários internos fortes, como a Jéssica Sales, o prefeito Mazinho, e o Flaviano Melo.

CONTEXTO DIFERENTE

TODA A BANCADA FEDERAL acreana foi eleita em coligações proporcionais. Em 2022, cada partido tem que ter a sua chapa própria. E, montar uma chapa não é fácil.

DENTRO DAS RECOMENDAÇÕES

ELOGIÁVEL a forma como o Pastor Agostinho, da Igreja Batista do Bosque, conduz os seus cultos. Segue rígido os protocolos para evitar a contaminação pelo Covid.

TEM COMO PEDIR VOTOS

A DEPUTADA FEDERAL Jéssica Sales (MDB) tem moral para chegar nos municípios do Juruá, e pedir votos à sua reeleição. Ninguém mais que ela, destinou recursos à região. Representa bem o Vale do Juruá.

DISPARADA A MAIS ATIVA

DENTRO da bancada feminina do Acre, na Câmara Federal, a deputada federal Jéssica Sales (MDB) é dispara a mais ativa politicamente. A Jéssica firmou o seu nome.

SER COMPETITIVO

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) trabalha para montar um partido competitivo em 2022, quer ter candidatos à Câmara Federal e á ALEAC, em todos os municípios.

NENHUMA DÚVIDA

NÃO HÁ a menor dúvida de que o senador Sérgio Petecão (PSD) será candidato a governador no próximo ano. Todos seus passos políticos têm sido neste sentido.

PSL NÃO SE FIRMOU

O PSL ainda não conseguiu se firmar politicamente no estado, em que pese o esforço da sua direção regional. Não conseguiu eleger um prefeito na última eleição. Dizer que adora o presidente Bolsonaro, não dá voto no Acre.

JV NO COMANDO

A coordenação para a montagem da chapa de deputado federal e deputado estadual no PT, vem sendo feita pelo ex-senador Jorge Viana, que tem gastado muita saliva.

NOMES PARA FEDERAL

O PT poderá ter numa chapa de Federal nomes como Raimundo Angelim, Sibá Machado, Léo de Brito, Fernanda Hassem, Nazaré Araújo e o Marcus Alexandre.

NÃO SE PRONUNCIOU

A EX-PREFEITA Socorro Neri, mesmo derrotada, saiu da eleição e do mandato, com o seu perfil projetado de forma positiva. Não falou se será candidata, em 2022.

NÃO SERÁ TÃO FÁCIL

O PSDB é um partido que terá dificuldade para montar uma chapa para a disputa de vagas na Câmara Federal. O partido esqueceu não ter mais coligações proporcionais.

NÃO TEM DOMÍNIO

VEJO muito dirigentes do PP alardear que são fortes, porque têm o prefeito da capital. Se não conhecerem o Tião Bocalom, ninguém tem domínio político sobre ele.

EDUCAÇÃO É INVESTIMENTO

COM a Educação, não se gasta, se investe. É o que fez o deputado federal Alan Rick (DEM), ao conseguir com sua emenda parlamentar, a reativação da obra da escola Maria Moreira, que estava parada desde o governo anterior.

RESOLVEU TROMBAR

O PREFEITO Bocalom resolveu trombar com os sindicatos da Educação e com os professores, ao manter o reinício presencial das aulas; naquela de que, quem manda sou eu. O agravamento da pandemia não o fez recuar. 

FRASE MARCANTE

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler, mas não leem”. Mário Quintana.

Continuar lendo

Blog do Crica

Sindicatos não acatam a volta às aulas em Rio Branco

Publicado

em

A PRESIDENTE DO SINTEAC, Rosana Nascimento, foto, disse ontem ao BLOG DO CRICA de que, os professores não vão abrir o ano letivo na rede municipal, como quer o prefeito Tião Bocalom, em fevereiro. “Os professores só vão retornar com a vacinação e a segurança de que não haverá contaminação pelo Covid-19”, disse Rosana. Esta também é a posição dos demais sindicatos da área da Educação. Para a sindicalista, a decisão da secretária Nabiha Bestene foi unilateral, não conversou com os professores, com os diretores de escolas, e por isso a sua determinação não será acatada. Para o dia primeiro de fevereiro os sindicatos estão programando uma manifestação na frente da prefeitura, para reforçar a posição de que são contra a medida. O retorno agora dos alunos seria colocar em risco os seus familiares em caso de contaminações, e se choca contra as orientações da ciência, é o que o pensam os sindicatos sobre o assunto.

POSIÇÃO SENSATA

A POSIÇÃO do SINTEAC é sensata. Não se pode brincar com vidas, pelo simples fato dos gestores da PMRB serem negacionistas,  tratar o COVID como um vírus que causa uma “gripezinha”. Ninguém tem o direito de expor alunos, professores, familiares, a serem contaminados.

CHORADEIRA SEM SENTIDO

OS PREFEITOS eleitos sabiam desde a campanha, que pegariam prefeituras sucateadas. Cessem, pois, o choro.

JOGANDO PARA A PLATÉIA

DEPUTADO DA BASE do governo comentou ontem com o BLOG, que o deputado Gerlen Diniz (PP) não vai deixar o cargo de líder do governo na ALEAC, porque nunca saiu. “Quis se valorizar, quando disse que ia sair”, ironizou.

SÓ NESSA HIPÓTESE

PELO QUE TENHO ouvido de lideranças emedebistas, o deputado federal Flaviano Melo (MDB) só disputaria o Senado com apenas uma candidatura dos aliados.

PREGO SEM ESTOPA

NUMA HIPÓTESE de termos o governador Gladson e o senador Sérgio Petecão (PSD) de candidatos ao governo, o deputado federal Flaviano Melo (MDB) deve ser candidato a uma reeleição. Não dá prego sem estopa.  

FORA DE COGITAÇÃO

O EX-SENADOR Jorge Viana (PT) descarta disputar uma vaga de deputado federal, por achar que seria pensar apenas em si. Vai com tudo para disputar o Senado.

OS TEMPOS SÃO OUTROS, NABIHA!

A secretária de Educação da PMRB, Nabiha Bestene, ainda deve estar com a cabeça nos tempos que o Kalume foi prefeito. Anunciou a volta ás aulas no município sem consultar os sindicatos e nem com a comissão do Covid.

ATÉ ENTRE OS OPOSITORES

O GOVERNADOR Gladson Cameli está em alta nas redes sociais, pelo empenho em trazer a vacina contra o Covid. A não continuidade da vacinação, não depende mais dele.

FALTOU BOM SENSO

COMO É QUE, se projeta a volta das aulas na rede municipal de forma unilateral, em pleno pico da pandemia, com UTIs lotadas? Não houve bom senso.

AO REI, TUDO, MENOS A HONRA!

O SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB) tem todo o direito de endeusar o Bolsonaro, mas não tem de lhe atribuir a distribuição de vacinas para o Acre, uma inverdade. A Coronavac só existe graças a uma parceria do governador Dória com o instituto BUTANTAN. Bolsonaro sempre foi contra a vacina. Ao Rei, tudo, menos a honra, Bittar!

DEPUTADO FEDERAL

O secretário de Saúde, Alysson Bestene, está se saindo melhor do que se esperava na condução do combate à pandemia. Seu nome é citado como candidato a deputado federal pelo PP, em 2022. Não seria fraco.

FALSA EXPECTATIVA

FOI CRIADO um clima de euforia com a chegada da vacina, como se todos os acreanos fossem ser vacinados. Sem mais vacina, a tendência é bater a frustração.

ERA PREVÍSIVEL

ERA altamente previsível que o governo da China não mostraria boa vontade em mandar insumos para a elaboração de vacinas no Brasil, após ofensas do governo federal. Foram na onda do trumpismo, e deu no que deu.

MESMO RUMO

TRAPALHADAS nas relações com a Índia também levaram o país a não mandar vacinas ao Brasil. Os brasileiros estão pagando por desacertos nas relações internacionais.

SEM LUZ

E NÃO HÁ uma luz no fim do túnel para que recomece a distribuição de novos lotes de vacinas. Enquanto isso, outros países estão com suas campanhas a todo o vapor.

ACABOU, ACABOU

O PEQUENO lote de vacinas que chegou para o estado, não deu nem para imunizar o público de idosos. A festa da chegada da vacina no Acre foi efêmera, lamentável.

SUMIU O CENÁRIO

O EX-DEPUTADO Ney Amorim (PT), que despontava como uma promessa de renovação política, sumiu de cena após a sua derrota para o Senado, uma aventura impensada.

CHANCE DE SER ELEITO

CASO não tivesse tomado uma decisão pela emoção em disputar o Senado, com o PT num momento difícil, o Ney Amorim teria chance de ser hoje um deputado federal.

FRASE MARCANTE

“A ambição universal das pessoas é viver colhendo o que nunca plantaram”. Adam Smith.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.