Conecte-se agora

A aliança sonhada para 2022

Publicado

em

O SENADOR MÁRCIO BITTAR (MDB)  trabalha para a montagem de uma engenharia política que leve a uma composição que congregue os maiores partidos do estado, em torno da candidatura para a reeleição do governador Gladson Cameli, no próximo ano. 

Bittar revelou ontem ao BLOG DO CRICA, que não é candidato ao governo, mas que vai estar puxando o debate para a composição da aliança que estará no próximo ano no palanque do Gladson. “O MDB não tinha outro caminho que não fosse o de vir para o grupo que apoiará o Gladson, porque não é fácil montar chapas para deputado federal e nem para deputado estadual fora do poder. E, dentro deste contexto, poderá se habilitar a indicar o nome do candidato a vice-governador”, ponderou Bittar. 

Márcio luta por uma composição de uma coligação orbitando a candidatura do Gladson, em que estejam o PP, MDB, PSDB, PTB, Republicanos, PSL, Solidariedade, e ser feito um trabalho que consiga atrair como aliado o grupo do senador Sérgio Petecão (PSD), e com isso evitar que ele seja candidato ao governo. 

Márcio considera que, para que isso venha a acontecer, o governador Gladson Cameli terá que ter um papel importante abrindo o diálogo mesmo com setores hoje distantes do governo. 

A roleta foi girada, vamos ver qual é o bicho que vai dar em 2022.

RISINHOS IRÔNICOS

OS TUCANOS COMEMORAM com risinhos irônicos a demissão do Edivan Maciel, da Agricultura. Motivo: Edivan abandonou a candidatura do Minoru Kinpara (PSDB) à PMRB, para apoiar a da Socorro Neri (PSB), apostando que, com isso garantiria a sua permanência no cargo, já que Neri era apoiada pelo governador Gladson.

QUESTÃO DELICADA

ESTA COMPOSIÇÃO sonhada do MDB indicar o vice na chapa do governador Gladson é uma questão delicada, passa pela confiança. Cameli tem dito que não abre mão do nome ser de livre escolha. Ficou escaldado com o Rocha.

NÃO ESCONDE A PREFERÊNCIA

E, Cameli não esconde de ninguém que a sua preferência para ter como vice é o secretário de Saúde, Alysson Bestene. O impasse é o Alysson e o Gladson serem do PP. 

RECADOS RECEBIDOS 

O NOVO secretário de Agricultura, Nenê Junqueira, recebeu duas orientações, antes de assumir: mostrar competência, e que os espaços do órgão nos municípios, serão ocupados por orientação de lideranças do MDB.

SIMPÁTICO E SEM ARESTAS

O BLOG tem uma informação segura (fonte não se revela) de que há todo um arcabouço sendo formado nos bastidores para lançar a Márcia Bittar de candidata ao Senado, em 2022, que poderia ser pelo PSL ou pelo Patriotas, caso seja este último, o partido em que o Bolsonaro se filiará. A Márcia é um nome simpático e sem arestas políticas.

CONVERSA POR CIMA

O PSL é hoje o partido do vice-governador Major Rocha, que é adversário declarado do governador Gladson Cameli, que milagre o senador Márcio Bittar (MDB) vai operar para levar o PSL e o Rocha, a balançar bandeira nas ruas para a reeleição do Gladson, em 2022?

DE OLHO NO PSB

UMA BOA fonte me contou que, a deputada federal Vanda Milani (SD) está sendo incentivada por uma alta figura palaciana a se filiar no PSB, para trazer o partido ao grupo do Gladson Cameli, na eleição do próximo ano.

NÃO TEM EMPATIA

NO MEIO DA CONVERSA indaguei ontem a esta importante fonte palaciana se o movimento passa pela deputada federal Vanda Milani assumir o PSB, e ser a candidata ao Senado. Resposta: “Não! Não tem empatia para disputar cargo majoritário, e nem grupo político, teria nosso apoio para a reeleição”.

PERGUNTA PRAGMÁTICA

EMENDEI a conversa com uma das maiores lideranças regionais do PSB estadual, sobre esta possibilidade. Riu, e indagou: “o PSB não vai apoiar o Bolsonaro, pode ir até com o Lula; ela, como bolsonarista, vai virar a casaca”?

CANTEI A PEDRA

NA COLUNA PASSADA cantei que o MDB, se fosse para o governo Gladson ia quebrado. E foi o que ocorreu o prefeito Mazinho, o deputado Roberto Duarte, o ex-deputado federal João Correia, disseram “não.” 

FICARIA MAL NA FITA

SE FOR OLHADO pela coerência política, o deputado Roberto Duarte (MDB) agiu certo em ser contra a aliança, porque teria de mudar o seu comportamento na ALEAC em relação ao governo, que o da independência crítica.

FLAVIANO SENADOR

VENCEU O GRUPO “MAMÃE QUERO MAMAR”, puxado pelo deputado federal Flaviano Melo (MDB), com Mauri Sérgio, Pádua Bruzugu, Aldemir Lopes e companhia. O grupo quer o compromisso do Gladson que o Flaviano Melo (MDB) será o seu candidato a senador em 2022.

QUER TODA EDUCAÇÃO

CONTAM QUE, o entusiasmado integrante do grupo “MAMÃE QUERO MAMAR”, o ex-prefeito Aldemir Lopes, agora quer os cargos da Educação estadual em Brasiléia.

SINCERIDADE É VIRTUDE

O PREFEITO de Sena Madureira, Mazinho, manteve a posição que assumiu neste BLOG, o de ser contra a aliança, porque vai apoiar o Sérgio Petecão (PSD) ao governo, na eleição do próximo ano. Sinceridade é virtude.

MERCADO PERSA

FAZ SENTIDO, a defesa do vereador Fábio Araújo (PDT) de que seja feita uma nova discussão do Shopping Popular ter tido a sua gestão terceirizada. Fala-se abertamente que aquilo virou um mercado persa imobiliário, com pessoas que têm dois, três, quatro espaços, alugam, e os antigos ambulantes virando apenas locatários. É um boato que deve sim ser investigado pelos vereadores.

APARTARAM A FARINHA

PELO que se vê das declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, este apartou a farinha com o senador Márcio Bittar (MDB), que sofre críticas duras ao seu relatório do orçamento com pedaladas fiscais.

FALSA IMPRESSÃO

ACABOU A FALSA impressão que o presidente Jair Bolsonaro tinha o domínio das Forças Armadas. A demissão dos comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica, que não lhe disseram amém, é uma mostra disso.

FRASE MARCANTE

“O casamento lembra um castelo sitiado: os que estão dentro querem sair, e os que estão fora querem entrar”. (Ditado árabe). 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.