Conecte-se agora

Peixe miúdo

Publicado

em

Nenhum peixe graúdo. Só filhote de mandi. A troca de partidos (o prazo se encerra dia 5) e as novas filiações ficaram restritas ao baixo clero da política, nenhuma liderança expressiva, de peso. No caso dos detentores de mandato, o que pesou foi a inexpressividade e a falta de estrutura das novas siglas criadas. Só os que estão em litígio foram obrigados a se aventurar.

Caso específico
É o caso da deputada Maria Antonia, que foi convidada e abandonar o PP. E dos deputados Chico Viga e Marileide Serafim, também obrigadas a abandonar o PSD, por apoiarem o PT.

Tucano de farda
O deputado federal Márcio Bittar (PSDB) é ligeiro: tirou o Coronel PM Deodato do PMDB, por onde tentaria a Câmara Federal, e o colocou na presidência do PPS para ser candidato.

Represália ao PMDB
Foi uma represália ao PMDB pela candidatura de Vagner Sales (PMDB) ao governo.

De velocípede a bicicleta
Numa mudança, a ex-prefeita Zila Bezerra será a presidente do PTB e Regina Lina só candidata a deputada federal. O PTB cabe hoje num velocípede. Após a eleição caberá numa bicicleta.

Sacramentar o ato
Hoje, representantes da direção nacional do PTB, oficializam, a decisão, em Rio Branco.

Água na Moqueca
Deputados que iam se filiar ontem ao PROS, sabiamente, cancelaram a decisão, pois, não teriam vantagem política com essa troca maluca de partido, mas sim problemas no futuro.

Fato natural
O presidente do PROS, Roberto da Princesinha, é candidato a deputado federal e é lógico exigir  que, quem entrar no seu partido lhe apóie na campanha e isso assustou todo mundo de cara.

Doidos de pedra
Os deputados Denilson Segóvia (PEN) e Lira Moares (PEN), anunciados como aderindo ao PROS, desistiram.  Seriam doidos de pedra se entrassem no PROS, sem chapa para a Aleac.

Burrice política
E seria uma burrice política Segóvia e Lira deixarem o PEN, pois tanto nesse partido, como no PROS, iriam acabar tendo que entrar no chapão do PT. Seria como trocar seis por meia dúzia.

Perda de quadro
O Prefeito de Epitaciolândia, André Hassem (PSDB), perdeu um bom quadro, Tadeu Hassem, ex-secretário de Finanças, que pediu para sair, já que ocupará importante cargo no governo.

Chapa forte
O PSDB conseguiu nos últimos dias montar uma chapa forte á Assembléia Legislativa. Na previsão do deputado Werles Rocha (PSDB) os tucanos podem eleger quatro deputados.

“O tempo vai esquentar”
Quem se filiou ontem ao PSDB foi El Bruxo, David Friale, que disputará uma vaga de deputado, com o slogan “o tempo vai esquentar”. Se nevar, no Acre, talvez, venha se eleger.

 PHD em política
É tolice prefeito de oposição prometer se filiar a um partido da FPA apenas para dourar a pílula do governador Tião Viana, que é do ramo, PHD em política e, não será jamais ensebado.

Pão, pão, queijo, queijo
Em política tem que ser pão, pão, queijo, queijo, ou se fica de um lado ou se fica do outro.

Pérola ecológica
“No ano de 2013 o mundo comemora os 25 anos do assassinato de Chico Mendes”. A frase li num texto de um encarte oficial em jornais. Comemorar assassinato? O texto foi escrito pelo Darly Alves?

Consulta eleitoral
O deputado Denilson Segóvia (PEN) fez uma consulta eleitoral para saber se pode voltar ao PSC, da deputada federal Antonia Lúcia, seu partido de origem. Se não puder ficará no PEN.

Compromisso assumido
Segóvia diz que mesmo no PSC continuaria apoiando a reeleição de Tião Viana.

Abuso de ingenuidade
Deputados foram ontem na tribuna para prometer ajudar os colonos do Caquetá expulsos de seus lotes por decisão da justiça. Abusaram da ingenuidade dessa gente. Não resolverão nada.

Esfera judicial
O máximo que podem fazer é contratar um bom advogado para esse pessoal e não o farão.

Salomão Matos
Salomão Matos, jornalista, se filiou ao PP, por onde será candidato a deputado estadual.

 Bagunça eleitoral
Quando o senador Sérgio Petecão (PSD) puxou a certidão no TRE-AC dos filiados no partido, teve uma surpresa: os deputados Marileide Serafim e Chico Viga não estão filiados ao PSD.

Não oficializou
Os deputados assinaram a ficha de filiação, mas a direção do PSD se esqueceu de encaminhar à justiça eleitoral. Moral da história: Marileide Serafim e Chico Viga estão sem partido.

Por isso a desmoralização
Essa verdadeira orgia de troca de partidos que acontece em todo Brasil, e no Acre não podia ser diferente, é o retrato de uma legislação arcaica que permite se legalizar verdadeiras negociatas que embutem essas mudanças. Qualquer um pode fundar um partido e sair por aí negociando vagas em troca de vantagens. Por isso a desmoralização dos políticos e da política.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.