Conecte-se agora

Enem: administrar bem o tempo é fundamental na hora da prova

Publicado

em

Além do estudo, ter um bom planejamento e administrar o tempo são fundamentais na hora de fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nos dias 5 e 6 de novembro, 8,6 milhões de candidatos devem fazer as provas do Enem que têm, no primeiro dia, 90 questões de múltipla escolha para serem respondidas em quatro horas e 30 minutos. No segundo dia são mais 90 questões e a prova de redação, e o tempo aumenta para cinco horas e 30 minutos.

Equilibrar o tempo entre as provas objetivas e a redação e começar pelas matérias em que o estudante tem mais facilidade são algumas dicas de professores.

O diretor do Colégio Concórdia, de São Paulo, Edson Wander Eller, sugere que o estudante comece a prova pela área em que tem mais facilidade, para assim avançar mais rapidamente no início do exame. “Ele vai dar uma atenção diferenciada para os itens que domina, vai conseguir evoluir mais na resolução da prova e deixa o restante do tempo para a área que domina menos”, diz o professor.

Outra dica de Edson Wander é que o aluno não permaneça tempo demais em cada pergunta. Se uma questão está tomando muito tempo do estudante, o melhor é passar para a próxima e retornar a ela no fim da prova. Para ele, o ideal é não estabelecer um tempo mínimo para a resolução de cada questão, mas ir balanceando o tempo ao longo da prova.

Um ponto importante, segundo o diretor do Colégio Concórdia, é reservar cerca de 30 minutos para preencher o cartão de respostas. “Se ele esquecer de responder, perder o tempo ou, principalmente, responder errado, a prova dele acaba sendo cancelada”, lembra.

A coordenadora de ensino médio do Colégio Batista Mineiro, de Belo Horizonte, Júnia Batista Tavares, também alerta os estudantes para que não passem tempo demais em uma única pergunta. “Nesse exame a administração do tempo é muito importante. A orientação é ir resolvendo as questões e se sentir um pouquinho mais de dificuldade, pular aquele item e depois retornar a ele, que vai exigir tempo maior”.

Se durante a prova a ansiedade e o nervosismo começarem a atrapalhar o desempenho, Júnia Batista recomenda uma pausa para respirar e recuperar a calma. “Tá ansioso, o coração bateu, está mais pesado? Respira e dá uma pausa. Às vezes, essa pausa durante a realização da prova vai ajudar o estudante a ir desenvolvendo com calma a tarefa que ele tem que fazer”.

Redação

A redação é aplicada no segundo dia de prova do Enem. De acordo com a habilidade que tenha para a escrita, o estudante precisa planejar o tempo gasto entre as provas objetivas e a de redação. A professora Júnia diz que não dá para passar ao estudante uma fórmula pré-definida sobre o melhor momento para escrever o texto, se no início ou no final na prova. Segundo ela, o estudante deve decidir o que considera melhor de acordo com o seu perfil.

“A recomendação de fazer a redação primeiro é interessante, mas depende do perfil do estudante. Um estudante da área de exatas pode preferir fazer a prova de matemática primeiro por achar que vai ganhar mais tempo. Então, as orientações não são para todos, elas estão aí para cada um adotar a que mais lhe der conforto”.

Lanche

Como as provas têm duração longa, levar água e lanche é bom para encarar a maratona do exame. Os educadores recomendam lanches leves e frutas. “Um aluno com fome ou muita sede não vai conseguir ficar quatro horas e meia concentrado na prova para terminá-la de forma adequada”, afirma o diretor do Colégio Concórdia. Neste ano, o Ministério da Educação informou que vai fiscalizar o lanche dos estudantes.

Cotidiano

Adolescente de 16 anos é apreendido vendendo maconha e cocaína em Rio Branco

Publicado

em

Uma ação dos Policiais Militares da Força Tática do 1° Batalhão resultou na apreensão de um adolescente de 16 anos no final da tarde desta terça-feira, 19, acusado de cometer tráfico de drogas na Rua Vista Alegre, situada no Parque das Palmeiras, em Rio Branco.

A guarnição policial estava fazendo um patrulhamento de rotina na região que é conhecida pelo intenso tráfico de drogas, quando visualizou o adolescente em atitude suspeita na rua. Durante abordagem e vistoria pessoal, foi encontrado em posse do adolescente 47 tabletes de maconha, 32 de trouxinhas de cocaína e uma quantia de R$ 240,00 reais, oriundo das vendas dos entorpecentes.

Diante dos fatos, foi dada voz de apreensão e o adolescente de 16 anos, foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os procedimentos cabíveis.

 

Continuar lendo

Cotidiano

Senado aprova auxílio-gás; dois senadores do Acre votaram e Bittar justificou ausência

Publicado

em

Por 76 votos favoráveis e um voto contrário, o Senado aprovou, nesta terça-feira (19), o substitutivo ao projeto de lei que cria subsídio destinado a famílias de baixa renda para a compra de botijões de gás de cozinha. O texto retornará à Câmara dos Deputados.

Com prazo de vigência de cinco anos, o auxílio Gás para os Brasileiros será destinado às famílias inscritas no CadÚnico, com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional, ou que tenham entre seus membros, residentes no mesmo domicílio, quem receba o benefício de prestação continuada (BPC), sendo dada preferência às mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência.

No painel de votação, dois senadores do Acre -Mailza Gomes e Sergio Petecão -votaram ´sim´ pela aprovação do projeto. Marcio Bittar justificou ausência por atividade política e cultural.

“Cada família que está no CadÚnico do Bolsa Família vai receber um subsídio que o governo federal vai definir entre 40 e 50 por cento, de acordo com o estado do Brasil em que a população esteja em maior ou menor dificuldade. E isso é muito importante, porque a média dos recursos que são pagos a famílias brasileiras no Bolsa Família é em torno de 200 reais por mês”, explicou o relator do projeto, senador Marcelo Castro.

O subsídio terá como fontes de custeio os royalties devidos à União em função da produção de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos sob o regime de partilha de produção; parcela da receita de comercialização do excedente em óleo da União; bônus de assinatura nas licitações de áreas para a exploração de petróleo e de gás natural; os dividendos da Petrobras recebidos pela União e outras dotações orçamentárias.

O valor do benefício será equivalente a, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilos, sendo o pagamento do benefício feito preferencialmente à mulher responsável pela família.

De autoria do senador Eduardo Braga (MDB-AM), o projeto de lei (PL) 2.350/2021 tramitou apensado ao PL 1.374/2021, do deputado Carlos Zarattini (PT-SP), e ao PL 1.507/2021, do senador Paulo Paim (PT-RS). O parecer do senador Marcelo Castro (MDB-PI) foi pela aprovação do PL 1.374/2021 e pela prejudicialidade dos demais.

Fonte: Agência Senado

Continuar lendo

Cotidiano

Acre recebe mais 22 mil doses contra Covid-19 para completar esquema vacinal

Publicado

em

O Estado do Acre segue a campanha de vacinação contra a Covid-19 e nesta terça-feira, 19 de outubro, recebeu mais um lote contendo 22.230 mil doses de imunizantes da Pfizer, enviados pelo Ministério da Saúde, para completar o esquema vacinal dos acreanos.

Em todo Acre, a relação de doses distribuídas e doses aplicadas corresponde a 79,7% e no cenário nacional o estado ocupa a décima segunda colocação entre os que mais vacinaram, com um percentual de 82,37% entre imunizantes distribuídos e aplicados.

Os municípios acreanos com maior percentual de vacinas aplicadas são: Santa Rosa do Purus com 96,1% e Assis Brasil com 95,9% e Manoel Urbano com 95,5%. Em Rio Branco esse percentual atinge 78,9% e na maioria dos demais a média oscila entre 70% e 87%.

Os que continuam com os menores percentuais são Capixaba com 56,3% e Rodrigues Alves com 66,4%, demandando da coordenação do Programa Nacional de Imunização (PNI) uma série de ações pontuais e contínuas, principalmente em caráter de conscientização sobre a importância de se vacinar com as duas doses.

Continuar lendo

Cotidiano

Ator acreano é assassinado a facadas no Rio de Janeiro pelo ex-namorado

Publicado

em

O jovem acreano Jheison Duarte, 32 anos, foi assassinado na noite de segunda-feira, 18, a facadas pelo próprio namorado em seu apartamento, no Rio de Janeiro (RJ).

Jheison Duarte nasceu em Brasiléia, interior do Acre, mas se mudou para o Rio de Janeiro em 2012, com o intuito de atuar em grandes palcos da dramaturgia brasileira.

De acordo com informações da família, o namorado de seu irmão, identificado como Luan, confessou o crime à polícia após o assassinato e revelou onde estava o corpo.

O autor do crime disse ainda em depoimento que não aceitava o término do relacionamento e, por isso, matou o companheiro. Luan foi à delegacia logo após o trágico episódio.

Um familiar do ator está indo para o Rio de Janeiro no intuito de liberar o corpo do seu irmão, que ainda está à disposição do Instituto Médico Legal (IML) do Estado. A família pede ajuda para trazer o corpo de Jheison ao Acre, onde será velado e sepultado pela família.

Os interessados em contribuir com qualquer quantia podem fazer a doação via pix, no e-mail [email protected] [irmã do Jovem].

Com colaboração de Contilnet

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas