Conecte-se agora

Jorge Viana faz reunião com lideranças comunitárias do Taquari

Publicado

em

A cheia do rio Acre deste ano foi considerada uma das mais graves catástrofes naturais da história do Acre. Em Rio Branco mais de 40 bairros foram atingidos. Entre estes, uma das situações mais graves foi a do bairro Taquari que tem uma população estimada de 18 mil pessoas ou cerca 4,5 mil famílias. O senador Jorge Viana tem acompanhado de perto a situação. Não como mero espectador, mas como um interlocutor entre as reais necessidades da população e o poder público.

Na manhã desta sexta-feira, 23, após se reunir com o prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, para tratar da liberação de recursos para a reconstrução das áreas mais atingidas da cidade, Jorge Viana visitou o Taquari. Lá esteve reunido com as principais lideranças do bairro, para conhecer de perto as demandas de cada um.

A reunião de Jorge Viana com as lideranças comunitárias foi realizada na casa do presidente da Associação de Moradores do Taquari, Salim Manasfi. Representantes da regional, diretores da associação e moradores do bairro apresentaram ao senador suas principais reivindicações e necessidades.

“Eu conheço bem Rio Branco. Não só porque fui prefeito e governador por dois mandatos, mas porque moro aqui. Mas, por mais que eu conheça a cidade e tenha acompanhado de perto, nos bairros, durante todo o período da alagação, não há como ter uma noção real do problema sem fazer o que a gente sempre fez: ouvir as pessoas, ir até onde elas estão. E é isso que estou fazendo”, disse Jorge Viana.

Na reunião no Taquari, Jorge Viana prestou solidariedade aos moradores e lembrou que seu mandato de senador pelo Acre está à disposição do governo do Estado, da prefeitura e da população nesse que é um dos piores momentos da alagação: a reconstrução dos danos causados.

“Estou aqui para somar forças e porque acredito que ouvindo as pessoas a gente corre menos risco de jogar serviço fora”, disse Jorge Viana que depois da reunião no Taquari esteve reunido com o governador Tião Viana.

Os moradores do Taquari apresentaram suas demandas e fizeram questão de agradecer o apoio e a disponibilidade do senador Jorge Viana em acompanhar de perto a realidade da comunidade no pós-alagação.

“Nosso bairro foi um dos mais atingidos pela cheia do Rio Acre. Somos 18 mil moradores. Desse total, 95% tiveram suas casas atingidas pelas águas. Muitos tiveram que sair de casa, perderam bens e há uma situação ainda mais delicada: a das casas que foram destruídas. Conversar com o senador e apresentar nossas principais necessidades é uma garantia que temos de que essas demandas serão priorizadas pelo governo e pela prefeitura”, disse Salim Manasfi.

O Coordenador da regional I Amarílio Campos lembrou a importância de ajudar às famílias que realmente querem deixar suas casas nas áreas inundadas. “Há muitas áreas críticas em que as pessoas precisam ser transferidas, mas só vale a pena retirar quem realmente está disposto a sair. Do contrário o governo tira e as pessoas voltam”, disse. Charlene Carvalho

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre registra mais duas mortes e 39 novos casos de Covid-19

Publicado

em

Em boletim divulgado nesta segunda-feira, 02, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), registrou 39 novos casos de infecção por coronavírus, sendo todos confirmados por exames RT-PCR, fazendo com que o número de infectados salte para 87.186 nas últimas 24 horas.

Duas notificações de óbitos foram registradas nesta segunda-feira, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 1.802 em todo o estado. De acordo com o boletim, 27 pessoas seguem internadas entre leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e de enfermaria.

Até o momento, o Acre registra 239.015 notificações de contaminação pela doença, sendo que 151.816 casos foram descartados e 13 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. 84.869 pessoas já receberam alta médica da doença.

Continuar lendo

Acre

Integrantes do cadastro de reserva da PM acampam na Aleac

Publicado

em

Na manhã desta segunda-feira, 2, os integrantes do Cadastro de Reserva (CR) do último concurso da Polícia Militar do Acre acamparam em frente à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) em busca da convocação do restante dos membros que ficaram de fora da última convocação.

Vanessa Morais, integrante do cadastro de reserva, contou que a manifestação surgiu após a declaração do governador Gladson Cameli em realizar novos concursos em 2021. Para ela, seria interessante a atual gestão aproveitar o restante do cadastro de reserva, algo em torno de 250 aprovados.

“O motivo de sempre, cobrar a convocação. Ao todo, eram 450 em manifesto na Aleac, na última vez ele prometeu chamar todos, teve a solenidade e foram anunciados e o número caiu para 325. Na convocação diminuiu para 200”, declarou.

A integrante se posicionou favorável ao anúncio do governador de que enviará a Aleac um PL para o remanejamento de dos aprovados para o Corpo de Bombeiros. “Em uma reunião a defasagem é de 125 militares, não contempla a todos. A manifestação começou hoje pela manhã às 8 horas e não tem hora para acabar”, ressaltou.

Continuar lendo

Acre

Matriarca da família Sales, Altiva Rodrigues morre em Brasília

Publicado

em

Em Brasília, nesta segunda-feira, 02, faleceu no Hospital Santa Lúcia, a matriarca da família Sales, Altiva Rodrigues Costa, 90 anos, vítima de um colapso no coração.

Dona Altiva é mãe do secretário municipal de Meio Ambiente, Normando Sales. Ela deixa 26 netos, nove bisnetos nascidos e dois a caminho.

A informação foi confirmada em nota publicada pela prefeitura de Rio Branco, assinada pelo prefeito Tião Bocalom (Progressistas).

“Toda a equipe da Prefeitura de Rio Branco lamenta a perda da matriarca da família Sales. Que Deus conforte a família e os amigos neste momento de dor e sofrimento”, diz em nota.

Continuar lendo

Acre

Agosto será marcado por chuva acima do normal e friagens no Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Segundo o portal ClimaTempo, apesar de ser o mês mais seco do ano na maior parte do país, agosto traz previsão um pouco diferente dessa tendência: choverá acima do normal no norte do Paraná, Mato Grosso do Sul, grande parte do Sudeste, Rondônia, Acre e Amazonas.

São previstas a passagem de três frentes frias neste mês de agosto. Uma por volta do dia 5, outra na virada da quinzena e uma terceira na última semana. Até o momento os modelos indicam que a primeira frente fria deve provocar mais chuva e a segunda deve trazer uma massa de ar frio mais intensa.

Devido ao avanço dessas novas massas de ar frio, agosto vai ser mais frio do que o normal em toda a Região Sul, São Paulo, Rio De Janeiro, metade sul de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, leste de Mato Grosso, Rondônia, Acre e parte do Amazonas.

A chuva diminui de intensidade em relação ao mês anterior. A temperatura fica estável na maior parte da Região. Entre Manaus e Belém a chuva ainda deve vir de forma frequente, impedindo que a temperatura suba de forma mais significativa na região.

Entre Rondônia, Acre e o sul do Amazonas, são esperados dois episódios de friagem ao longo do mês, um na segunda e outro na terceira semana do mês. O último deve ser mais intenso e extenso.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas