Menu

Pesquisar
Close this search box.

Acadêmicos de Medicina da Uninorte têm artigo publicado em revista nacional

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Com o título “Perfil de indivíduos com síndrome coronariana aguda atendidos em um hospital de urgência e emergência do Acre”, o artigo produzido por acadêmicos e um egresso do curso de Medicina do Centro Universitário Uninorte foi publicado na Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Com publicações trimestrais, esta edição da revista foi publicada no dia 10 de maio de 2023.


Um dos autores, egresso, da quinta turma de medicina da Uninorte, Mathews Barbosa Santiago destaca que a formulação desse estudo de campo teve início em meados de 2020, quando ainda era discente na instituição, antes da pandemia, no qual eles passaram seis meses realizando a coleta dos dados no Hospital de Urgência e Emergência do Acre (Huerb).

Anúncios


“Não imaginei que as dificuldades seriam tão grandes quando iniciou a pandemia, mas isso não impediu que o projeto continuasse. A coleta foi feita no setor de dor torácica, onde os pacientes só entravam no setor se tivessem testes de covid negativo e tomografia de tórax”, disse.
De acordo com Mathews, a partir dessas duas premissas, foi formada uma equipe de acadêmicos de medicina, de diversas turmas, que auxiliaram na coleta de dados. Com a coleta realizada, Mathews explica, também, que dois artigos já foram produzidos, mas que ainda há caminho para mais artigos serem publicados por meio desses dados coletados.


Confira o artigo no site da Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, AQUI:  (https://www.sbcm.org.br/ojs3/index.php/rsbcm/article/view/855)


“Sou extremamente grato a professora Dra. Ruth Lima, minha orientadora, e o Dr. Tiago Santos, cardiologista, co-orientador. A publicação na Revista Brasileira de Clínica Médica com o tema principal da coleta, que é o Perfil dos Pacientes com Síndrome Coronariana no Hospital do Estado, poderá auxiliar a compreensão da rede básica com vistas a prevenção para que os casos não evoluam, bem como, de auxílio na rede terciária que possui desfecho com mais complicações, ou até óbito”, destaca.


Segundo Mathews, a determinação do perfil de pacientes, que foi traçado com a pesquisa, ainda não havia sido feito no Acre e o reconhecimento, com aceite, pela revista, contribui para maior visibilidade dos resultados obtidos e que estão prontos para auxiliar a rede de saúde acreana.


Outra autora do artigo, a acadêmica Matilde da Silva Conceição, relata que o grupo realizava as entrevistas com os pacientes internados no Huerb e, posteriormente, uma equipe menor converteu os dados coletados em informação, para a elaboração do artigo. Desta forma, foi possível verificar as particularidades do público atendido no hospital de referência do Acre e comparar com a realidade dos demais estados e, também, a realidade nacional.


“A pesquisa foi aprovada previamente pelo Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da Uninorte, e contou com auxílio de voluntários (Andressa Damasceno, Célio Souza, César Parra, Christopher Wando, Jordana Decarli, João França, Nadab Santos, Willian Almeida) para as entrevistas com os pacientes internados no Huerb. Durante os meses de dezembro de 2020 a junho de 2021, justamente na pandemia, seguimos as orientações para veicular no ambiente hospitalar durante o período da covid-19”, conta sobre o processo de coleta de informações.


Para Matilde, essa é apenas uma das muitas pesquisas que o grupo teve a oportunidade de auxiliar e participar. Segundo ela, o processo de escrita foi uma experiência enriquecedora, no qual cresceu a vontade de publicar o estudo e pesquisar novas temáticas. Além disso, ela conta que com os novos dados que surgem diariamente, o diferencial é poder usar essas informações para promover mudanças e melhorias.


A coordenadora adjunta do curso de Medicina da Uninorte, e orientadora da pesquisa, a professora Ruth Silva Lima da Costa, ressalta que uma publicação como esta, em uma revista de circulação nacional, demonstra que a produção científica do curso não deixa nada a desejar, quando comparada ao que tem sido desenvolvido nos grandes centros.


“A coleta demorou seis meses, e tivemos a participação de um grupo de alunos do curso, que se revezavam em escalas e compareciam à unidade de dor torácica no Huerb, a fim de coletar os dados dos indivíduos incluídos no estudo. É importante destacar que o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em pesquisa local”, reforça sobre o processo da pesquisa.


A professora Ruth destaca, também, que o intuito é continuar produzindo mais estudos como esse, com o objetivo de demonstrar o potencial dos alunos da instituição frente ao cenário de produção científica.


“A partir dessa mesma coleta de dados, já publicamos um outro estudo, em uma outra revista também de circulação nacional, e ainda temos um banco de dados coletados, com informações que podem gerar novos estudos”, finaliza ao ressaltar que outras pesquisas estão sendo desenvolvidas para novas publicações.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido