Menu

Sem banheiro público, facção proíbe moradores de rua de “cagar”

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A falta de banheiros públicos deve complicar ainda mais a situação de moradores em condições de rua que moram nas imediações do centro de Rio Branco. Isso porque, um dos locais utilizado para a realização das necessidades fisiológicas dos moradores foi tomado por membros de facções criminosas.


Uma imagem divulgada nas redes sociais pelo jornalista Adaílson Oliveira, nesta segunda-feira, 30, mostra que em um porto às margens do Rio Acre, próximo ao Mercado Elias Mansour, os faccionados escreveram a frase ‘proibido cagar – respeito” – inibindo a presença de moradores que usam o local para a realização de suas necessidades básicas diárias.

Publicidade

Sobre o assunto, o vereador Adailton Cruz (PSB) afirmou ao ac24horas que deverá nos próximos dias realizar uma indicação solicitando providências do Poder Público em relação ao descaso no centro da capital.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido