Menu

“Criaram um núcleo para atacar o governo e a mim também”, afirma Moraes sobre altercações com oposição na Aleac

FOTO: SÉRGIO VALE
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Enfrentando problemas de coluna e em meio a dores e cirurgias realizadas e outras ainda a fazer, o deputado estadual Manoel Moraes (PP) foi o entrevistado desta quarta-feira (20) do Bar do Vaz.


Na conversa, o parlamentar falou a respeito de vários assuntos relacionados à atual gestão governamental, além de sua atuação como líder do governo na Aleac.


Inicialmente, ele evitou falar a respeito da polêmica de grande repercussão envolvendo a deputada federal Antônia Lúcia (União Brasil), responsável por graves acusações contra ele e sua família, se restringindo a dizer que foi um caso de “maldade, covardia e que não se faz ao pior inimigo.”



Sobre outra polêmica, essa na Aleac, com a ex-líder do governo Michelle Melo, o deputado disse que não teve responsabilidade pela polêmica com a colega.


“Culpa deles, não minha. Criaram um núcleo para atacar o governo e a mim também. Tive que responder à altura.”


Perguntado sobre a Operação Ptolomeu, Moraes disse que foi feito um mar de problemas e que a situação prejudica o andamento do governo.


“O governador tem que estar sempre focado nos problemas do povo do Estado e um problema desse tamanho sempre atrapalha; mas vejo ele hoje andando normal”, afirmou.


Sobre a disputa pela Prefeitura de Xapuri nas eleições deste ano, Manoel Moraes disse que seu grupo vai ganhar sem ter nenhuma aliança com o PT, do atual prefeito Bira Vasconcelos, que tem como vice, a mulher do deputado, Maria Auxiliadora.


“Não teremos composição com o PT em Xapuri. Eles não têm humildade e vão perder a eleição”, enfatizou.


Assista ao Bar do Vaz:

video
play-sharp-fill


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido