Menu

Ativista diz que Lula é um “fenômeno” e defende declaração de petista contra Israel

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O convidado da edição do Pôdicast comandado pelo publicitário David Sento-Sé, transmitido pelo ac24horas nesta segunda-feira, 26, foi o ativista político Francisco Panthio, que abordou diversos temas, dentre eles, a defesa “ferrenha” ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva – acerca da declaração contra as ações contra Israel.


Nascido em Cruzeiro do Sul, o ativista revelou que começou a atuar em causas sociais após uma derrota nas urnas no Vale do Juruá, com isso, resolveu defender as classes trabalhadoras em manifestações na capital Rio Branco.

Publicidade

No decorrer da entrevista, o ativista ainda elogiou o empresário e jornalista Roberto Vaz pela competência na apresentação do programa Bar do Vaz. “Ele encarna a entrevista dependendo do entrevistado” mencionou.


Ao falar de um assunto polêmico, ele que é filiado ao PCdoB defendeu a declaração do presidente Lula – aos declarou que Israel comete suicídio contra Hamas. Segundo ele, Lula é líder mundial. “Estão matando crianças em Israel e esse debate está a tona assim ao ponto do Lula ter mexido com o mundo porque nem um líder mundial teve coragem de falar aquilo. O Lula é um fenômeno mundial e está certo”, declarou.


Morando na parada final do Aeroporto Velho, Panthio criticou ainda a gestão municipal e chamou a Câmara Municipal de puxadinho da prefeitura da capital. Além disso, o ativista destacou que a capital está retroagindo. “Tá retroagindo, como o prefeito só trabalha agora no último ano? Procura uma parceria que não tem, quando tem uma obra, o [Bocalom] não convida o autor da emenda para o evento.


O Bocalom foi estratégico e a Câmara é um puxadinho da Câmara Municipal de Rio Branco e a Cantora não faz um enfrentamento contra ele”, ressalta.


Panthio disse ainda que os empréstimos da gestão. “Esse último, o FTM está colocado como garantia, é vergonhoso e espero que a Câmara não aprove”, explicou.


Francisco destacou que os taxistas estão amargando prejuízos por conta dos aplicativos e defendeu a derrubada da taxa dos taxistas e criticou o transporte público. “Os taxistas estão tentando sobreviver pegando lotação. Tem que tirar a taxa dos taxistas que estão sendo prejudicados”.


O comunista declarou ainda que a prefeitura e governo precisam investir nos pequenos negócios no Acre. “Rio Branco não tem indústria. A informalidade tem que ser um negócio”, comentou.


Ao fim da entrevista ao publicitário, Francisco revelou que será candidato a vereador em Rio Branco e afirmou que na cidade tem mais moradores de rua que cachorros. “Tem mais morador de rua que cachorro em Rio Branco, olha que absurdo. No fim do ano eu cortei muito cabelo e cheguei a ser impedido pela direção de lá”, opinou.


ASSISTA AO VÍDEO:

video
play-sharp-fill

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido