Menu

Vamos entregar mais dois milhões de casas até 2026, afirma Lula

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Governo Federal entregou 1.421 casas financiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida, nesta segunda-feira (18/12), em quatro estados brasileiros: Amapá, Minas Gerais, Piauí e São Paulo. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, visitou as novas unidades habitacionais do Conjunto Miracema III e IV, em Macapá (AP), e participou de uma solenidade, junto de ministros, lideranças políticas, movimentos sociais e beneficiários.


O presidente afirmou que, até 2026, o Governo Federal entregará dois milhões de unidades habitacionais no Brasil, e que zerar o déficit habitacional é uma das metas mais importantes da gestão. “Construir casa para o povo mais humilde é uma necessidade urgente. A gente precisa ter um ninho definitivo. […] Nós já fizemos seis milhões de casas e vamos fazer mais dois milhões de casas até terminar o meu mandato para que a gente possa atender a uma necessidade vital do povo brasileiro”, disse.

Publicidade

Em Macapá, foram entregues mil moradias dos dois últimos de quatro módulos contratados inicialmente. O Conjunto Miracema tem apartamentos e casas, de 44,22 m² e 37,72 m², escola, biblioteca e uma creche.


Lula falou também que haverá esforços para geração de emprego e renda e garantia de oportunidades para os beneficiários do Minha Casa Minha Vida. “Eu conheço muito bem o sonho da casa própria, dessas meninas que receberam a chave da casa e choraram de emoção, porque o dia que eu fui ver a minha casa, aquele pedacinho de terra que eu sabia que era meu, foi, possivelmente, o dia mais feliz da minha vida”, lembrou.


Também nesta segunda-feira, em Teresina (PI), foram entregues 26 unidades habitacionais no Residencial Bem Me Quer, com moradias adaptadas a pacientes que passam por tratamentos médicos longos. Em Minas Gerais, na cidade de Entre Rios de Minas, foram 95 unidades. Já no estado de São Paulo, foram entregues 300 chaves no residencial Guanandi, em Bertioga, beneficiando 194 famílias.


O Minha Casa Minha Vida é o maior programa habitacional do País. Desde sua criação, em 2009, foram entregues cerca de sete milhões de unidades habitacionais. Na Faixa 1, que atende às famílias com renda mensal de até R$ 2.640,00, já foram mais de 1,6 milhão de moradias entregues.


Em 2023, o programa foi relançado, com melhores taxas e condições e ampliação da faixa de renda média familiar para até R$8 mil reais mensais. O novo Minha Casa Minha Vida prevê contratar dois milhões de unidades até 2026, conforme anunciado pelo presidente.  A expectativa é de que até o fim do ano sejam entregues cerca de 15 mil unidades habitacionais, beneficiando 49 mil pessoas, em 28 municípios, e outras 21,7 mil obras tenham sido autorizadas para retomada.


Uma das beneficiárias do Conjunto Miracema, Luciléia Teixeira, deu seu depoimento na solenidade, depois de receber as chaves de sua casa, e relatou que, por dez anos, precisou escolher entre pagar o aluguel ou comprar comida com o valor que recebia pelo Bolsa Família. “Presidente Lula, nunca mais eu vou ouvir falar ‘você precisa desocupar o meu imóvel’. Não vou mais ouvir!”, agradeceu.


Redução da tarifa de energia


Durante a cerimônia, o presidente e o Ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, anunciaram que o Governo Federal fará todos os esforços para reverter a proposta da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de aumentar em 44,4% a tarifa de energia elétrica no estado do Amapá. “Estados aqui para resolver um problema muito sério: o povo não pode pagar 44% de aumento de energia, que é o que estava previsto pela Aneel. Nós resolveremos o problema de energia do povo do Amapá, e eles só pagarão a média nacional”, afirmou Silveira.


Por: Agência Gov


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido