Menu

PMs envolvidos na morte de enfermeira são presos e passarão por audiência de custódia

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Dois policiais militares envolvidos na morte de Géssica Melo de Oliveira, 32, foram presos e só passarão por audiência de custódia nesta segunda-feira, 4. A informação inicial foi corrigida pela assessoria da PM ao explicar que a decisão pela prisão dos militares foi da Corregedoria da instituição.


A justiça quer saber o que realmente aconteceu no caso da enfermeira morta, neste sábado, 2, com cinco tiros após um suposto surto psicótico ao ser perseguida por equipes do Grupo Especial de Fronteira (GEFRON).

Publicidade

Os dois policiais, que não tiveram os nomes divulgados, foram levados ao Batalhão Ambiental, onde ficarão à disposição da justiça.


A mãe de três filhos, foi morta a tiros na tarde deste sábado, 2, após desobedecer ordem de parada policial nas proximidades do Posto de Fiscalização de Senador Guiomard, na BR-317.


Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Acre disse que a enfermeira empunhava uma arma. Durante a ocorrência, foi possível visualizar parte de um braço empunhando uma arma de fogo. Neste momento, diante do risco iminente à integridade física da equipe policial, foram efetuados cinco disparos em direção ao veículo”, diz a nota.


A informação tem sido negada por parentes e familiares da Géssica que pedem investigação imparcial do caso.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido