Menu

Ex-alunos do Programa Aprendiz Cooperativo compartilham experiências de sucesso profissional

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Com o objetivo de incentivar alunos do Programa Aprendiz Cooperativo, curso ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Acre (Sescoop/AC), dois egressos do Programa estiveram nesta terça-feira (26), na sede do Sistema OCB para participar de uma roda de conversa com os atuais alunos sobre suas trajetórias de sucesso no cooperativismo. Os ex-alunos foram contratados pela cooperativa onde iniciaram no Programa.


A professora do Aprendiz Cooperativo, Jucirlane Catar, explica que o propósito é incentivar e despertar o interesse dos alunos para a janela de oportunidades que o Programa oferece.

Publicidade

“Às vezes eles ficam se questionando como será depois que terminar o curso, se conseguirão oportunidade no mercado de trabalho, trazer ex-alunos que tiveram sucesso é uma forma de incentivar e demonstrar que todo esforço e dedicação valem e apena e, sobretudo, que quem se destaca como aluno tem mais chances de conseguir um trabalho. A ideia é de um bate-papo, uma roda de conversa, algo bem informal, para que eles se sintam à vontade para tirarem todas as dúvidas e possam compartilhar experiências, foi muito proveitoso o encontro”, disse.



Cases de sucesso


Júlio Araújo, estudante de Administração, foi aprendiz de 2019 a 2021, atualmente trabalha como Agente de Atendimento na cooperativa de crédito Sicoob Uni Acre, ele enfatiza que o programa mudou a sua vida e exaltou a importância do cooperativismo como instrumento de mudança na sociedade.


“O Aprendiz Cooperativo foi fundamental na minha vida, entrei no programa aos 15 anos, recebi muita ajuda pessoal e profissional, conselhos, aprendizado diário. Fiz dois anos permitidos pelo programa, depois mais um ano de estágio, até ser efetivado na cooperativa que trabalho até hoje, o Sicoob Uni Acre, também sou Pessoa de Apoio Estratégico (PAE), estou exercendo o cooperativismo na linha de frente da cooperativa, participo das ações sociais, que é algo extraordinário e que muda a vida das pessoas, inclusive esse é um dos princípios do cooperativismo, o interesse pela comunidade. Posso afirmar que o cooperativismo mudou a minha vida!”, disse.



Wisliane Aparecida Lima da Silva está no último período do curso de Ciências Contábeis, ela fez parte da turma do Aprendiz Cooperativo de 2017 a 2018, hoje exerce a função de Supervisora de Crédito, Cadastro e Cobrança no Sicoob Uni Acre, local onde iniciou como Aprendiz.


“O programa foi uma experiência maravilhosa que me impulsionou a conseguir um trabalho, estou no Sicoob Uni Acre até hoje, sou Supervisora de Crédito, Cadastro e Cobrança, responsável pelo setor onde iniciei como Aprendiz. Viemos mostrar para os atuais aprendizes que eles podem confiar no Programa e que todo esforço e dedicação valem a pena, foi um bate-papo com dicas, conselhos e troca de experiências”, afirmou.


Aprendiz Cooperativo


O Programa Aprendiz Cooperativo, executado desde 2015 pelo Serviço de Aprendizagem Nacional ao Cooperativismo (Sescoop/Acre) atua no incentivo a formação e qualificação de mão de obra para atuar no mercado de trabalho, e visa a qualificação de jovens de 14 a 24 anos com aulas sobre Cidadania e Trabalho, Linguagem e Comunicação, Empreendedorismo, Informática, Cooperativismo, Matemática Comercial Financeira, Formação Humana e Científica, Introdução à Administração, Auxiliar Administrativo, Apresentação para o Mercado de Trabalho e com aulas práticas nas cooperativas três vezes por semana, em consonância ao que rege o quinto princípio do Cooperativismo, que se refere a “Educação, Formação e Informação”.

Publicidade

Inclusão social e desenvolvimento de competências


Trabalhando em uma cooperativa, os jovens aprendem uma profissão e entram em contato com a cultura cooperativista, pautada em valores como igualdade, solidariedade, honestidade e transparência. Além da formação técnico-profissional, o programa contribui para a inclusão social e o desenvolvimento das comunidades.



Quem pode ser aprendiz?


✔️Adolescente ou jovem entre 14 e 24 anos, contratado e encaminhado por cooperativas registradas no Sistema OCB/Sescoop Acre;


✔️Caso o aprendiz seja pessoa com deficiência, não haverá limite máximo de idade para a contratação (art. 428, § 5º, da CLT);


✔️Estar matriculado e frequentando a escola, caso não tenha concluído o Ensino Médio;


✔️Frequentar a escola em horário não coincidente com o oferecido pelo programa;


✔️Submeter-se aos critérios de seleção definidos pelas cooperativas contratantes.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido