Menu

Cruzeiro do Sul soma 12 mortes em acidentes de trânsito até agosto de 2023

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

De domingo (24) até esta terça-feira, 26, ao menos 12 acidentes de trânsito foram registrados em Cruzeiro do Sul, onde o trânsito é municipalizado desde dezembro de 2017. Em 9 casos, houve o envolvimento de motocicletas e ninguém morreu, mas duas pessoas tiveram ferimentos graves.


Até agosto deste ano, foram registrados 294 acidentes de trânsito no município e 12 mortes. Cruzeiro do Sul, a terra das ladeiras, que completa 119 anos nesta quinta-feira, 28, tem 16 semáforos, sendo que 14 estão em pleno funcionamento, 1 em alerta por ter sido implantado há pouco tempo e 1 em fase de instalação.

Publicidade

As causas apontadas pelas autoridades para este grande número de acidentes são muitas, como a quantidade de ladeiras na cidade, o grande número de condutores não habilitados (sem o conhecimento das regras de trânsito e da sinalização), o uso de celular no trânsito, a velocidade empregada pelos motociclistas entregadores, imprudência, imperícia e falta de conscientização dos condutores.


Motociclista foi jogado para o alto e caiu sem capacete


Um dos casos que mais chamou a atenção dos últimos acidentes em Cruzeiro do Sul, foi no último domingo, no Bairro Vila Rica, onde não há sinalização. Um vídeo mostra quando a motocicleta conduzida por Francisco Silva Julião, 31 anos, e o carro guiado por Gustavo Silva Said, 31 anos, cruzam nas vias e se chocam.


Com o impacto, o motociclista é arremessado para o alto e cai já sem o capacete, que rola pelo chão. Com o choque, Francisco rola pelo asfalto e sofre uma fratura no calcanhar.


O comandante do Pelotão de Trânsito (Peltran). da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, tenente Alessandro, diz que supostamente os dois motoristas estavam com velocidade média de 60 quilômetros por hora e deveriam ter parado no cruzamento.


“A regra é que a preferência é para quem está à sua direita, e neste caso, o motociclista estaria certo, mas os dois deveriam ter parado. E o capacete do motociclista não devia estar afivelado corretamente, porque saiu da cabeça dele na hora do impacto”, comentou.


Gustavo permaneceu no local do acidente e chamou o Serviço Móvel de Urgência (Samu) para prestar socorro a Francisco.


O gari Francisco Rogério de Souza Brito também ficou ferido em um acidente na madrugada de terça-feira, 26, quando o caminhão de coleta da prefeitura desceu ladeira abaixo e invadiu uma casa.


Mais motos do que carros


Cruzeiro do Sul, com 91.888 mil habitantes, tem uma frota de 40.421 veículos e mais motocicletas do que carros. São 12.386 automóveis e caminhonetes e 26.375 motocicletas.

Publicidade

Para o tenente Alessandro, o número maior de motos do que carros não chega a ser fator determinante para a causa dos acidentes. “Vejo mais problema do condutor do que do veículo em si. Os acidentes se tornam mais perigosos porque os motociclistas são mais vulneráveis”, afirma.


E a frota de veículos deve continuar aumentando, o que poderá resultar em mais casos. Segundo o comandante da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, tentente-coronel Edvan Rogério, o município está em desenvolvimento e crescimento e a frota acompanha esse movimento.


“Os órgãos atuam de forma educativa e preventiva no município e os motoristas devem ter uma maior consciência, individualmente, com relação ao trânsito. Acabamos agora a Semana Nacional de Trânsito com muitas ações. Mas, no final, a decisão de ter cuidado no trânsito é do próprio motorista”, afirmou, destacando que este ano a PM de Cruzeiro do Sul já fez mais de 8 mil Autos de Infração, incluindo 1.143, de carros não licenciados, 797 de motoristas não habilitados e 325 por embriaguez ao volante.


“A geografia de Cruzeiro do Sul é diferenciada e não temos como proibir que caminhões e carros pesados subam ladeiras. A frota de veículos tende a aumentar e só agora o comércio começa a garantir estacionamento para os clientes. São muitos os problemas de trânsito em Cruzeiro do Sul, mas a frota ainda é compatível com o tamanho da cidade, tendo em vista que não temos engarrafamento. Vamos avançar com as ações educativas e repressivas e esperamos que os motoristas tenham a consciência de que cada um deve fazer sua parte para garantir um trânsito seguro”, enfatizou o comandante.


O chefe da 1° Circunscrição Regional de Trânsito- Ciretran, Isaías Queiroz, diz que o órgão alcançou este ano, cerca de 30 mil pessoas com palestras de conscientização e ações educativas nas ruas, instituições e escolas. “As crianças e os jovens, que serão os futuros motoristas, estão recebendo muitas informações importantes e certamente cobram os pais. No futuro serão condutores mais conscientes”, afirma.


Trânsito Municipalizado


Em Cruzeiro do Sul, o Trânsito é municipalizado desde dezembro de 2017. O secretário Municipal de Trânsito, Jonas Torres, afirma que o prefeito Zequinha Lima tem investido muito em sinalização. “É perceptível que Cruzeiro do Sul está bem sinalizada, tanto na sinalização horizontal, vertical e aérea. Temos também investido na educação no trânsito com palestras e blitz educativa, mas infelizmente a gente tem visto muitos acidentes cuja principal causa é a imprudência. Vamos seguir atuando firmemente na fiscalização do trânsito de Cruzeiro do Sul”, concluiu.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido