Menu

Mulher trans atacada por empresário é presa com mandado de prisão por furto na Capital

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A mulher trans ‘Lis’, identificada pelo nome de registro como Luiz Alberto Ferreira Lima, de 38 anos, que foi vítima de uma tentativa de homicídio na noite do dia 6 deste mês, após ser alvejada a tiros pelo empresário Marcos Ferreira da Costa, de 42 anos, foi presa na noite dessa segunda-feira, 15, no Segundo Distrito de Rio Branco, por ordem de um mandado judicial.


Já o empresário morreu após trocar tiros com a Polícia Militar. Segundo a polícia, ‘Lis’ que já tem passagens pela justiça pelo crime de roubo, não compareceu mais na rotatória da via Chico Mendes, nas proximidades do Arena da Floresta, onde trabalha como ‘garota de programa’, desde o dia que o empresário tentou contra sua vida.


No dia do ocorrido, ‘Lis’, que foi alvejada com 10 tiros, saiu ilesa durante o ataque, pediu ajuda a um Policial no Estádio Arena da Floresta que acionou a Polícia Militar e não registrou a tentativa de homicídio, ignorando o que havia acontecido e se evadiu do local.

Publicidade

Desde então, a Polícia Civil, por meio da Equipe de Pronto Emprego e a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), vinha tentando identificar a travesti e tentar colher seu depoimento.


Na noite dessa segunda-feira, a Polícia Militar estava fazendo um patrulhamento de rotina na região do Segundo Distrito de Rio Branco, quando visualizou ‘Lis’ em fundada suspeita. Foi feita a abordagem e nada de ilícito foi encontrado com a travesti, porém, durante uma consulta no sistema, foi constatado que ‘Lis’ estava com um mandado de prisão pendente de cumprimento pelo crime de furto, o que teria a motivado a não registrar um Boletim de Ocorrência e ter se evadido do local no dia do crime.


Diante dos fatos, foi dada voz de prisão e a travesti foi encaminhada à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos.


O Delegado responsável pela Delegacia de Homicídio foi informado da prisão e em breve colherá o depoimento sobre o ocorrido na noite do dia 6, o que poderá esclarecer a morte do empresário, inclusive o porquê da tentativa de homicídio contra a travesti.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido