Menu

Após STJ negar anulação da Ptolomeu, Gladson recepciona ministro Fachin no Acre

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O governador Gladson Cameli foi o primeiro a recepcionar o Ex-Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ministro Edson Fachin, na sede do Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC), em Rio Branco, na manhã desta quinta-feira (20). A agenda oficial ocorre um dia após o pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negar os recursos em que o chefe do executivo pedia a anulação da Operação Ptolomeu, desencadeada a terceira fase pela Polícia Federal no início de março. Os advogados de Cameli requeriam também que o ação fosse transferida a competência de julgamento para a Justiça Eleitoral, o que também foi negado.


Com os recursos negados, os advogados do governador informaram por meio de nota que vão recorrer das decisão no Supremo Tribunal Federal, instância ao qual Fachin é membro.


O Ministro chegou por volta das 10h40 e foi recebido por uma série de autoridades da Corte da Justiça acreana. Desembargadores também cumprimentaram o ex-presidente do TSE.

Publicidade


A vinda de Fachin se deu à convite do próprio judiciário acreano para ser homenageado com a Ordem do Mérito do Judiciário, a maior honraria do Judiciário acreano, na ordem Grã-Cruz.


Às 17 horas, ele também irá para o plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AC), onde além de homenageado com a Medalha do Mérito da Justiça Eleitoral acreana, irá proferir a palestra “Desafios da Justiça Eleitoral”.


Ambas homenagens estão concedidas em reconhecimento à contribuição que o ministro Edson Fachin tem dado à Justiça brasileira, em especial durante as Eleições 2022, com a unificação do horário de votação.



INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido