Menu

Pesquisar
Close this search box.

Fluminense massacra o Flamengo, reverte desvantagem e é bicampeão carioca

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Fluminense deu a volta por cima com muita classe, goleou o Flamengo e se sagrou campeão do Campeonato Carioca 2023. A indiscutível vitória tricolor hoje (9), no Maracanã, por 4 a 1 foi o troco após a derrota por 2 a 0 no jogo de ida, semana passada.


Os gols foram de Marcelo, Cano, duas vezes, e Alexsander. O Fla descontou com Ayrton Lucas. O resultado premia com louvor um organizado Fluminense, mesmo com Fernando Diniz fora do banco por causa da expulsão na primeira partida.

Anúncios


Este é o 33º título carioca do Fluminense, que fica com a taça pelo segundo ano consecutivo. Já o Flamengo parou nas 37 conquistas do estadual.


A derrota, ainda mais pela maneira que foi, eleva ainda mais a temperatura dentro do Flamengo: o técnico Vitor Pereira perdeu o quarto título neste começo de temporada e foi xingado pela torcida pouco antes do fim do primeiro tempo e já no segundo tempo, depois do quarto gol do Flu. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, também foi xingado.


Marcelo com golaço


Marcelo só participou de um jogo ao longo da campanha do Carioca, o que hoje. E foi decisivo, já compensando o investimento do clube nele. Ele fez o primeiro gol do Flu na partida, em um belo chute de fora da área, que morreu no canto de Santos.


No meio de semana, ele já tinha feito a diferença na virada tricolor sobre o Sporting Cristal, pela Libertadores, com um passe de trivela que clareou a jogada de um dos gols do Flu em Lima.


A atuação do Fluminense, como um todo, foi espetacular, contrastando com um Flamengo perdido em campo.


Acabou a paciência com VP


Vítor Pereira voltou a escalar Pedro e Gabigol juntos, ao contrário do que aconteceu no jogo de ida da final.


Embora Gabi tenha reclamado com o treinador e dito que queria jogar mais adiantado, a função dele de início foi uma réplica do que vinha acontecendo anteriormente. Um Gabigol atuando pela faixa direita do campo, com funções de articulação e marcação. Nada daquele centroavante que concorreria com Pedro.


Depois da parada técnica do primeiro tempo, houve um ajuste: Gabi inverteu com Cebolinha e passou a atuar pelo lado esquerdo. Em ambas as situações, o ajuste tático do Flamengo não funcionou.


O desajuste com Gabigol é o resumo de como o treinador não conseguiu acertar o time. Eram 44 minutos do segundo tempo quando a insatisfação se transformou em xingamentos ao treinador: “Vitor Pereira, vai se f…, o meu Flamengo não precisa de você “Torcida do Flamengo no Maracanã”.


Gabigol? Nem voltou para o intervalo.


Como o Fluminense dominou

Anúncios


No primeiro tempo, o Flamengo foi dominado amplamente pelo Fluminense. Atordoado, levou os dois gols em um intervalo de tempo de cinco minutos, entre os 26 e os 31. Àquela altura, VP já tinha colocado os reservas para aquecer (desde os 24 minutos).


O roteiro da vitória do Fluminense passou pelo domínio do meio-campo, troca de passes precisas e eficiência nas finalizações.


Ao mesmo tempo, o Fla não tinha quem colocasse a bola no chão e nem mesmo a alternativa com Ayrton Lucas pela esquerda funcionou.


Flu fecha a conta e comemora


VP tentou corrigir as deficiências colocando, de uma vez só, Everton Ribeiro e Matheus França, sacando Gabigol e Léo Pereira. Fim do esquema com três zagueiros.


E daí? Gol do Fluminense, o terceiro, com Cano aproveitando rebote no pênalti defendido por Santos.


A penalidade foi marcada após intervenção do VAR, que flagrou toque de bola na mão de Fabrício Bruno após cobrança de escanteio.


O êxtase da torcida do Fluminense com a situação contrastou com o desespero dos rubro-negros, que chegaram a gritar o nome de Bruno Henrique. O atacante foi relacionado pela primeira vez desde a grave lesão no joelho, em maio do ano passado. Não teve quem aparecesse para salvar o Flamengo.


Pelo contrário. Aí veio o quarto gol, com um belo chute de Alexander, e a confirmação da conquista no Maracanã.


A torcida tricolor gritou olé e “é campeão”. O gol de Ayrton Lucas, já aos 50 minutos do segundo tempo, foi o desconto do Flamengo no placar. Mas nada que atrapalhasse a festa tricolor.


Outros lances importantes


Na trave! Aos 14 minutos, Alexander recebe de Marcelo na entrada da área, bate fraco, mas no canto de Santos. A bola caprichosamente bate na trave direita do goleiro do Flamengo


Passou perto! Descida do Fluminense pela esquerda, aos 16 minutos, termina com um cruzamento de Keno que passa rente ao gol do Flamengo. Ayrton Lucas corta para escanteio e ainda tromba com a trave.


Salva, Santos! Jogada de Alexsander no bico da área, o volante sai cara a cara com o goleiro, finaliza no alto, mas o rubro-negro se estica e manda para escanteio. Chance claríssima.


Fábio! Na primeira chance clara de gol do Flamengo, Matheus França ganhou na velocidade e na dividida com o marcador, mas na hora de finalizar, já dentro da área, parou no goleiro tricolor.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido