Menu

Vereador que já foi preso por agredir esposa vai usar tornozeleira

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O vereador da cidade de Brasiléia, no interior do Acre, Rogério Pontes de Souza vai ter que usar tornozeleira eletrônica após descumprir medida protetiva contra a ex-esposa. A decisão é da Vara Criminal da Comarca da cidade.


No dia 23 de agosto deste ano, o juiz havia concedido medida protetiva à mulher e estabeleceu o limite mínimo de distância entre ela e o agressor de 500 metros; além de proibi-lo de manter contato com ela, seus familiares e testemunhas por qualquer meio de comunicação; de frequentar a casa dela a fim de preservar sua integridade física e psicológica.


Ao G1, a defesa do vereador disse que ele teve sim alguns problemas com a ex-esposa que frequentemente o denuncia por crimes e pede medida protetiva, mas nega que ele tenha descumprido.

Publicidade

Mas, a vítima denunciou que ele havia descumprido a ordem judicial e em audiência nessa sexta-feira (26), o juiz negou o pedido de prisão preventiva feito em desfavor do vereador, e manteve as medidas, além de determinar o uso da tornozeleira e mais o pagamento de fiança no valor de R$ 5 mil.


Souza chegou a ser preso em flagrante, em junho de 2020 por violência doméstica. Na época, a esposa estava grávida de 8 meses e acionou a Polícia Militar (PM-AC) dizendo que tinha sido agredida pelo vereador.


“Realmente o vereador teve alguns problemas com a ex-esposa que sistematicamente o denuncia por crimes e pede medidas protetivas e, tão logo decididas pela justiça, ela procura o vereador, direta e indiretamente. Quanto aos fatos em si, assim como nas outras vezes, meu cliente afirma que não descumpriu qualquer medida protetiva. Agora, em razão de votação e intimação em audiência, iremos apresentar a defesa dele e aguardar o desfecho do processo”, disse o advogado Francisco Valadares.


Com informações do G1.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido