Menu

TSE mostra baixa participação de mulheres na política do Acre

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Em 2016, dez municípios do Acre não tiveram candidaturas femininas e, em 2020, foram nove sem mulheres candidatas a prefeitas. Em 2016, em 91% dos municípios as mulheres não foram eleitas. A taxa caiu para 86% em 2020.


Já para as Câmaras de Vereadores todos os 22 municípios registraram candidaturas de mulheres em 2020. Marechal Thaumaturgo teve o maior percentual no total de candidaturas -39% eram mulheres -e Sena Madureira, com 32%, a menor taxa.


Em 2020, apenas 3 municípios não tiveram vereadoras eleitas -mas de 2.874 candidaturas apenas 21% eram femininas. Apesar de pouco é 7% a mais que em 2016, quando foram eleitas 14% mulheres entre 2.150 candidaturas.

Publicidade

Os são da plataforma TSE Mulheres, que reúne uma visão geral sobre a atuação das mulheres na política e nas eleições ao longo da história do Brasil. Por meio de diversos dados estatísticos, é possível saber, por exemplo, que, entre 2016 e 2022, o Brasil teve, em média, 52% do eleitorado constituído por mulheres, 33% de candidaturas femininas e 15% de eleitas.


O portal também reúne informações sobre a trajetória das mulheres pelo mundo e pelo Brasil até a conquista do direito ao voto. Uma linha do tempo traz curiosidades acerca das primeiras eleitoras e políticas do país, bem como marcos históricos importantes, como a edição da lei que permitiu o alistamento eleitoral a todas as mulheres.


Aparentemente as cotas para mulheres são cumpridas. Nesta legislatura, não há senadoras, por exemplo, e apenas duas deputadas federais.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido