Conecte-se agora

Sine do Acre oferta 35 vagas de emprego nesta quarta-feira, em Rio Branco

Publicado

em

O Sistema Nacional de Empregos do Acre (Sine), está disponibilizando 35 vagas de emprego para várias áreas em Rio Branco, nesta quarta-feira, 07 de dezembro.

As oportunidades de trabalho são rotativas, ou seja, são divulgadas para o dia, podendo ou não estar mais disponíveis para a data seguinte. O atendimento está sendo feito exclusivamente via telefone, mas presencialmente continua sendo na Organização em Centros de Atendimento (OCA).

Para se candidatar, é necessário que o candidato esteja com o cadastro atualizado. Aqueles que precisam fazer o registro na instituição, devem ter em mãos os seguintes documentos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão poderá verificar se a vaga ainda está disponível através dos telefones (68) 3224-5094 (68) 3224-1519, (68) 3223-6502 ou (68) 0800 647 8182.

Cotidiano

Prefeitura de Rio Branco inicia entrega de kit fardamento para alunos da rede municipal

Publicado

em

Em um gesto simbólico, a Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Seme), realizou a primeira entrega do kit fardamento escolar para a escola de ensino infantil Marília Mansour, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac), na manhã desta quinta-feira (26).

Foram entregues, inicialmente, 260 kits. Cada um com duas blusas, um short e uma calça para meninos, e duas blusas, um short-saia e uma calça para meninas. São mais de 25 mil kits confeccionados para serem distribuídos em toda rede municipal. Um investimento de R$ 3,5 milhões em recurso próprio da prefeitura.

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, expressou sua imensa alegria em poder participar dessa revolução que está ocorrendo na educação municipal: Anúncio de reformas nas unidades de ensino, entrega de tablets para alunos e notebooks para professores e, agora, a entrega gratuita do fardamento escolar.

“Os pais das nossas crianças estão muito felizes porque não vem mais aquele bilhete da prefeitura pedindo para comprar o uniforme. Alguns deles não tinham condições e até tiravam dinheiro da comida, mas agora as crianças, de famílias humildes, estarão com o uniforme da mesma qualidade daqueles que têm mais condições”, ressaltou o prefeito.

Segundo a secretária municipal de Educação (Seme), Nabiha Bestene, a entrega desses kits é a realização de um sonho, onde ela teve a grande alegria de receber no dia de seu aniversário. A gestora ainda falou sobre a gratidão das crianças em receberem as fardas, um sorriso que diz mais que palavras.

Para os pais, a entrega do fardamento é mais uma prova de que a gestão segue empenhada em mudar a realidade da capital.

“Estou feliz porque vou economizar no bolso. Esse ano eu não sabia se eu ia conseguir comprar fardamento para todas. Quero agradecer ao nosso prefeito pelo trabalho que tem feito na cidade e por lembrar de nossas crianças que precisam muito dele”, explicou Maria Gigliane Ribeiro, mãe de uma aluna.

“A farda tem um significativo no orçamento, então imagine que no início do ano acumula um monte de conta e a farda veio na hora certa. A prefeitura está de parabéns”, declarou Alcione Ferreira, pai de João Lucas que também recebeu o fardamento.

Continuar lendo

Cotidiano

Aberto processo administrativo de policial acreano preso com mais de 57 quilos de droga

Publicado

em

O delegado geral de Polícia Civil do Acre, Henrique Maciel, publicou no Diário Oficial desta sexta-feira, 27, a determinação para abertura de processo administrativo disciplinar em de Renato Cavalcante de Figueiredo. O policial civil foi preso na última segunda-feira, dia 17, em Ji-Paraná, Rondônia, flagrado pela Polícia Rodoviária Federal com mais de 57 quilos de drogas, R$ 2 mil em espécie e mais uma pistola e um carregador com 15 munições.

De acordo com a portaria, os membros da Comissão Disciplinar são o Delegado de Polícia Civil Thiago Fernandes Duarte, Corregedor-Geral da Polícia Civil, como presidente; A Escrivã de Polícia Civil Cláudia Elizângela Martins de Matos Marques e a Agente de Polícia Civil Milene Bezerra Germano, como membros titulares. Os suplentes são, Presidente: Delegada de Polícia Civil Juliana de Angelis Carvalho Drachenberg, Corregedora-Geral Adjunta da Polícia Civil e os Agentes de Polícia Civil Luiz Otávio Guedes Naylor Filho e Helen Rafaela Duarte.

O prazo para a conclusão da comissão é de 60 dias, tendo a possibilidade de prorrogação por igual período.

Continuar lendo

Cotidiano

Delegado diz que análise preliminar em criança morta não confirma maus tratos

Publicado

em

O delegado do município de Sena Madureira, Marcos Frank, afirmou que uma análise preliminar feita por legista do Instituto Médico Legal (IML) de Rio Branco não confirmou, como se suspeitava, que a criança indígena de 2 anos que chegou sem vida ao Hospital João Câncio Fernandes teria sofrido maus tratos ou violência sexual.

De acordo com uma análise preliminar, foi identificada pelo legista que a criança apresentava desnutrição e as marcas que pareciam hematomas seriam, na verdade, provocadas por uma doença hepática. O laudo final deve ser concluído em 30 dias.

Apesar da polícia não trabalhar mais com a possibilidade de maus tratos, os pais podem ser responsabilizados por maus cuidados com a criança.

“Não teve violência sexual, a criança estava num quadro de desnutrição e desidratação, o que pensei que era uma queimadura era uma doença de pele e ela tem uma doença hepática que foi o que originou aqueles hematomas. Então, descartou hipótese de morte violenta e foi uma morte natural. Não foi maus-tratos, foi um mau cuidado dos pais e teve essa doença do fígado. Pode-se apurar a responsabilidade deles por não terem cuidado da criança”, disse o delegado Marcos Frank ao G1.

Continuar lendo

Cotidiano

Governadores vão cobrar de Lula a compensação por perdas com ICMS

Publicado

em

Os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal terão uma nova reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira (27), no Palácio do Planalto. No início do mês, eles vieram em peso a Brasília, mas para prestar solidariedade e condenar os atos golpistas que destruíram os prédios dos Três Poderes. Agora, o encontro é de trabalho e havia sido solicitado pelo próprio presidente da República, como forma de relançar o pacto federativo no novo mandato.

Na tarde desta quinta-feira (26), em evento preparatório, o Fórum de Governadores se reuniu em um hotel da capital federal para definir as demandas que levarão ao governo federal. O principal assunto deve ser a perda de arrecadação com a redução das alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), um tributo estadual, sobre combustíveis e outros serviços essenciais.

“Estamos destacando um tema urgente, que diz respeito à recomposição da receita dos estados, em decorrência da perda brutal, originada da mudança na legislação, consignada na Lei Complementar 192 e na Lei Complementar 194. Legislações essas que foram aprovada no ano passado, sem nenhum debate com os estados e que ocasionou e vem ocasionando uma queda brutal na receita dos nossos estados”, disse a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, ao final da reunião.

A Lei Complementar 194 determina a aplicação de alíquotas de ICMS pelo piso (17% ou 18%) para produtos e serviços essenciais quando incidir sobre bens e serviços relacionados a combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. Já a Lei Complementar 192 unificiou a forma de apuração do ICMS, espcificamente sobre combustíveis, que passou a ser por unidade de medida, em vez de um percentual sobre o preço médio do produto vendido nos postos.

Segundo o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, somente em 2022, após a entrada em vigor das legislações, as perdas de arrecadação nos cofres dos estados ultrapassaram R$ 33 bilhões. Ele afirmou que o Fórum de Governadores vai pedir que o governo federal regulamente um dispositivo da Lei Complementar 194 que estabelece compensação, por parte da União, quando a perda de receita de um estado exceda 5% em relação à arrecadação de 2021.

“O caminho é regulamentar a lei, que diz que se passar de 5% de perda de receita, a União tem que compensar os estados. Não teve a recomposição de receita no ano passado, e é preciso que haja recomposição”, observou.

A pedido do próprio presidente da República, os governadores também deverão apresentar, na reunião desta sexta-feira, uma lista de obras e ações prioritárias em cada estado e região. Os consórcios interestaduais também apresentarão suas demandas.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.