Menu

“Queremos a pacificação entre o meio ambiente e o agronegócio”, diz Jorge Viana em Brasília

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O ex-senador Jorge Viana (PT) esteve na tarde desta quarta-feira, 16, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília (DF), para se inteirar sobre a transição do novo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que deve ser empossado em 1⁰ de janeiro de 2023. O nome de Viana foi confirmado pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) em coletiva como um dos membros do grupo de trabalho de transição na área de Meio Ambiente.


Viana, que já sabia que faria parte da transição, afirmou ao ac24horas que foi se inteirar o Alckmin e a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT), quais serão as diretrizes de trabalho do grupo. O petista do Acre participará do grupo seleto formado pelos ex-ministros Carlos Minc, Izabella Teixeira e Marina Silva.


“Hoje foi o primeiro dia que visitei lá o CCBB onde está instalado o governo da transição e tive lá um encontro com o Alckmin, o Mercadante e uma reunião com a Gleisi. Fui lá saber como vai ser o grupo. Eles haviam anunciado meu nome e eu já havia sido informado e eu fui saber como ia funcionar o grupo”, disse Viana, informando que retorna ao Acre na próxima sexta-feira, 18, e deve retornar em Brasília logo após o retorno de Lula e Marina Silva da COP-27, no Egito.

Publicidade

“Eu quero colaborar com o desenvolvimento sustentável da Amazônia, para uma economia de baixo carbono do Brasil para ver se conseguimos pacificar essa relação entre meio ambiente com quem trabalha na pecuária e agronegócio. A minha contribuição vai ser nosso propósito”, disse.


Relator do Novo Código Florestal, que está em vigor desde 2012, Viana afirma que o maior aliado de quem planta e cria é o meio ambiente. “Nesse tempo de mudança climática, isso é fundamental. Porque os prejuízos vão vir, seja na relação comercial com o mundo, que vai exigir a origem de tudo, de onde vem os produtos, de onde vem a carne, também do mesmo jeito que o presidente Lula assumiu compromissos muito sérios na COP-27, sobre o papel do Brasil de deixar de ser problema e passar a ser solução e a Amazônia tá bem no meio desse debate”, frisou.


Ao lado de Marina Silva, Viana é um dos cotados para assumir a pasta do meio ambiente. O anúncio oficial deve ocorrer no início de dezembro.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido