Menu

Marina Silva registra boletim de ocorrência em Belo Horizonte após ser chamada de vagabunda

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

A acreana Marina Silva, eleita deputada Federal em São Paulo no último dia 2 de outubro, passou por uma situação delicada na noite da última sexta-feira, 21, em um restaurante de Belo Horizonte, em Minas Gerais.


Silva, que já foi senadora, ministra do Meio Ambiente, candidata à presidência na república e considerada uma das mulheres mais influentes de todo o mundo, estava na capital mineira fazendo campanha para a candidatura do petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade

De acordo com o boletim de ocorrência registrado em uma delegacia na cidade e confirmada pela Polícia Civil de Minas Gerais, Marina estava com alguns assessores jantando no restaurante do hotel que está hospedada quando apoiadores da candidatura do presidente Bolsonaro passaram a gritar “mito, mito, mito” e também a chamá-la de vagabundo e traidora.


Marina Silva disse que o episódio representa a violência política de gênero no Brasil.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido