Conecte-se agora

Confira a agenda dos candidatos ao governo do Acre neste domingo

Publicado

em

O ac24horas reúne diariamente informações sobre os encontros, reuniões e compromissos dos candidatos do Estado do Acre neste período oficial de campanha.

Aqui você fica sabendo de tudo sobre as eleições 2022.

Veja abaixo a agenda dos candidatos ao governo acreano neste domingo, 21:

Gladson Cameli (PP)

– 08h : Reunião de mobilização com os candidatos proporcionais dos partidos aliados, no Auditório da Livraria Paim.

Jorge Viana (PT)

– Mobilização nos 22 municípios do Acre com reuniões, encontros, adesivaços, bandeiraços;

-Pela manhã os candidatos Jorge Viana, Marcus Alexandre e Nazaré Araújo participam de agendas na zona rural de Rio Branco, nas comunidades da Estrada Velha, na Rodovia Ac 10 e Adalto Frota;

– A tarde, participam de reuniões com a comunidade do Polo Walter Acer, no município do Bujari.

Mara Rocha (MDB)

– 09h: Reunião com apoiadores na Câmara Municipal de Assis Brasil;

– 10h: Visita ao comércio local.

Márcio Bittar (União Brasil)

Visita ao município de Xapuri pela manhã.

– 09h: Entrada na Estrada da Variante, km 110, no município de Xapuri e produção de vídeos com candidatos do município que o apoiam;

– 10h: Reunião com os produtores do Polo da Variante;

– 11h: Visita à obra de construção da ponte da Sibéria, acompanhado dos candidatos da região.

Sérgio Petecão (PSD)

– 9h: Reunião administrativa com a coordenação da campanha;

– 10h: Análise das propostas apresentadas após a realização da Caravana da Inclusão e das Oportunidades para apresentar para à população acreana;

– 14h: Visitas a Lideranças Comunitárias de Rio Branco.

*A assessoria de David Hall e Professor Nilson não informaram as agendas dos candidatos.

Coluna do Astério

Tucanos querem Minoru na Câmara Federal

Publicado

em

Depois da artilharia pesada de ataques levianos e mentirosos nas eleições de 2020, quando disputou a eleição para prefeito de Rio Branco, o ex-reitor da Ufac, professor Minoru Kinpara, busca uma vaga de deputado federal pelo PSDB. Kinpara é responsável pela maior revolução já vivenciada pela Universidade Federal do Acre, que redundou na sua ampliação e modernização.

Em 2020, o professor Minoru liderava as pesquisas de opinião pública, porém, aos poucos foi sendo minado pelos adversários que acusaram falsamente de ser comunista, a favor do aborto, bem como contrário a pautas morais que fazem o terror das eleições no Brasil nos últimos anos. Minoru é cristão há mais de 30 anos, inclusive, membro da organização Gideões Internacionais que atua em todo o mundo distribuindo Bíblias levando conforto e alento às pessoas.

Inicialmente Minoru disputou o Senado obtendo excelente votação. Em seguida disputou a prefeitura da capital. Este ano os tucanos o lançaram candidato a deputado federal. Faz uma excelente campanha. É considerado um candidato bastante competitivo. Há uma expectativa sobre a capacidade da chapa tucana em atingir os votos necessários. A direção do PSDB garante que sim.

““A política não é para mim senão o duro cumprimento do dever”. (Dom Pedro II, o imperador do Brasil)

. A campanha do médico Eduardo Veloso (União Brasil) pegou vento sob a coordenação da publicitária Charlene Lima.

. Não resta mais dúvida de que o deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTA) estará entre os deputados mais votados da história do Acre.

. Nicolau não é de falar muito, mas de fazer amigos; firme na palavra e nos compromissos; alguém em que se pode confiar.

. Terá votos em todos os municípios do Acre.

. traduzindo pesquisas para votos:

. O Acre tem 580.700 eleitores; abstenções, brancos e nulos chegam a 20%, ou seja, sobram 464.000 eleitores.

. Gladson teria 250.560 eleitores; Jorge Viana 116 mil; Mara 27 mil e Petecão 23 mil votos.

. Os votos de Mara e Petecão mal elegeriam um deputado federal sendo eles candidatos majoritários.

. O MDB não crer que Mara tenha apenas 27 mil votos; nem o PSD que Petecão tenha apenas reles 23 mil votos.

. Esta é a razão do questionamento da pesquisa.

. Ou as pesquisas estão certas ou serão desmoralizadas no Brasil e no Acre.

. O PT de Lula, Jorge, Marcus e Nazaré anda eufórico com a possibilidade de um segundo turno no Acre.

. Já a coordenação da campanha de reeleição do governador crer que não.

. Pelo sim, pelo não vamos todos esperar as urnas abrirem no dia dois de outubro a tarde.

. O Macunaíma acha que uma operação paralela das urnas por militares é para tumultuar todo o processo.

. “A terra arderá em fogo”, João de Pátimos, sobre uma guerra nuclear no final dos tempos.

. Se depender do Putin…

. Xô bicho!

. Bom dia!

Continuar lendo

Blog do Crica

Balsa para Manacapuru, o simbolismo dos políticos derrotados e mandados ao exílio

Publicado

em

QUE ME LEMBRE, e lá se vão décadas, quem primeiro vi forjar nas suas crônicas do jornal “O RIO BRANCO” o simbolismo da Balsa para Manacapuru (município do interior do Amazonas), como transporte fluvial dos candidatos derrotados para fora do Acre (uma espécie de exílio), foi o saudoso advogado e cronista Aloisio Macedo Maia. Isso no início da década de setenta. Fomos companheiros de redação.

 Foi dele o jargão de que os derrotados iam na balsa ouvindo o “choro do surubim”. Quem é pescador sabe que o peixe surubim quando fisgado, costuma emitir um ruído como o som de suspiro de um choro. O certo é que a Balsa para Manacapuru entrou no registro histórico da política acreana. E ela, solene, silenciosa, altiva, já se aproxima para atracar no dia 2 de outubro no Porto da Gameleira, para pegar uma leva de políticos derrotados. 

A balsa não perdoa. Não adianta espernear. A entrada é obrigatória. Boa viagem para Manacapuru, senhores e senhoras derrotados.  E, até a próxima eleição.

APRENDAM DE VEZ

CONFIAR nos que têm mandatos no Executivo para garantir uma eleição de senador, deputado federal, deputado estadual, é uma roubada. Não existe nada mais difícil na política do que a transferência dos votos.

POLE POSITION

O DEPUTADO Manoel Moraes (PP) chega nesta reta final da eleição, com uma campanha redonda. Deve ser o mais votado em Xapuri, seu reduto eleitoral. E tem razão de ser o favorito no município, ninguém mais que ele fez discurso na ALEAC a favor da construção da ponte de Xapuri.  Moraes, estará entre os mais votados do PP.

SOUBE CONSTRUIR

CANDIDATURA a deputada estadual tem que ser linear no começo da campanha, meio e na reta final. E, foi o que conseguiu. Além de Xapuri, Manoel Moraes deverá ser muito bem votado na capital.

BRIGA DOS NÚMEROS

É FERRENHA a briga dos números das pesquisas internas dos partidos. Há consenso entre as lideranças da oposição de que o quadro não é este das pesquisas divulgadas, e que há clima favorável de segundo turno.

EXISTE PRECEDENTE

EXISTE um precedente recente das pesquisas não conseguirem registrar a voz rouca das ruas, a disputa para a PMRB, onde o Bocalom figurava como uma carta fora do baralho e quase se elege no primeiro turno.

CADA ELEIÇÃO É UMA ELEIÇÃO

Cada eleição é diferente, porque é disputada dentro de um outro contexto. Aguarde-se as urnas. Citei o caso da disputa da PMRB para mostrar, que existem pontos fora da curva. Quem podem aparecer ou não numa votação.

PUXA A FILA

QUEM DEVE encabeçar a corrida por uma vaga dentro do PP para deputado federal, é a Socorro Neri. A briga por uma provável segunda vaga embolou entre José Adriano, Gérlen Diniz, Zezinho Barbary e Samir Bestene.

DE DIFÍCIL PREVISÃO

PELA lógica das pesquisas o candidato a senador favorito para ganhar a eleição, é o Alan Rick (União Brasil), mas não se sabe o que pode acontecer no chamado “Dia D”, com adversários bem estruturados financeiramente, como os que disputam com ele a única vaga do Senado.

TAPINHA NAS COSTAS NÃO ELEGE

SE DE FATO o Palácio Rio Branco queria fazer do Ney Amorim (PODEMOS) senador, deveria ter entrado com a máquina estatal com mais vigor, é o que se viu foi mais tapinha nas costas, jogo de cena nos atos políticos, só que isso, numa eleição disputada; não soma votos necessários para eleger um candidato, que tem um adversário poderoso, que caiu na graça popular, como o deputado federal Alan Rick (União Brasil).

EMPENHADO E COLADO

PODE se acusar o Ney Amorim (PODEMOS) de qualquer coisa nesta eleição; menos de que não colou o nome do candidato do poder ao governo nos atos da sua campanha para o Senado. Teve um momento da campanha que colocou a sua candidatura em segundo plano. Vamos aguardar para ouvir a voz das urnas.

TEM MUITO QUE APRENDER

NA POLÍTICA, cada eleição é um aprendizado diferente. E, o senador Márcio Bittar (União Brasil) não assimilou isso. Ninguém mais do que ele trouxe recursos para o estado, e acabou abandonado pelo poder; não conseguindo emplacar a Márcia Bittar (PL) como vice e nem como a candidata ao Senado da máquina estatal.

EXPULSÃO CERTA

O melhor, que os prefeitos do PT que não estão apoiando o Jorge Viana (PT) ao governo podem fazer, é pedir desligamento do partido. Depois da eleição a expulsão por infidelidade partidária de todos é certa.

FRASE BASILAR

HÁ UMA FRASE pragmática e basilar do deputado federal Flaviano Melo (MDB) de que, em termos de recursos, um prefeito precisa mais de um deputado federal e um senador do que de um governador.

DIFÍCIL VIRAR

COM poucos dias para a votação, e com o Lula (PT) abrindo uma boa vantagem, como registrou ontem a pesquisa do DATA-FOLHA, tudo indica que a reeleição do presidente Bolsonaro está indo para o sal. Difícil virar.

MOSTROU FORÇA

QUEM mostrou força ontem com um ato na Praça do Juventus, foi o candidato a deputado estadual pelo PSD, Jeferson Pururuca. Briga na cabeça dentro da chapa.

CAMPANHA PORTENTOSA

TODOS os caminhos são no sentido do deputado Nicolau Junior (PP) sair desta eleição, como o mais votado para a ALEAC. Sua campanha está fincada do Juruá ao Alto Acre. 

BISA OS MANDATOS

O grupo do ex-prefeito Vagner Sales (MDB) deve bisar os mandatos da mulher Antônia Sales a deputada estadual; e da filha Jéssica Sales para deputada federal.

DEBATE NA AGULHA

O PRÓXIMO debate entre os candidatos a governador está marcado para o dia 27, na TV-GAZETA. A emissora deverá trazer um mediador de fora para a condução.

DETALHE PARA SER LEMBRADO

A mídia não elege ninguém, mas quando bem usada pode criar um perfil positivo do parlamentar, no meio da população. O Alan Rick (União Brasil) é um exemplo; qualquer ato do seu mandato de deputado federal divulgava nos mais variados meios de comunicação. Foi o melhor da bancada federal que soube se comunicar.

MASSA DE MANOBRA

NINGUÉM está sendo mais usado como massa de manobra por políticos nesta eleição do que os servidores terceirizados, votando teleguiados para não perderem os seus empregos.

FRASE MARCANTE

“O trabalho afasta de nós três grandes males: o tédio, o vício e a necessidade”. Voltaire.

Continuar lendo

Extra Total

Preço do gás pode reduzir no Acre para R$ 126

Publicado

em

A partir desta sexta-feira (23), o preço médio de venda do gás de cozinha da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 4,02 o quilo para R$ 3,78/kg, equivalente a R$ 49,19 por 13kg, refletindo redução média de R$ 3,15 por 13 kg.

No Acre, o maior preço encontrado na praça de Rio Branco é de R$ 130 pela botija de 13 kg, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Se as distribuidoras repassarem o desconto integral, o preço máximo ao consumidor será de R$ 126,85.

Essa redução, diz a empresa, acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio.

“De forma a contribuir para a transparência de preços e melhor compreensão da sociedade, a Petrobras publica em seu site informações referentes à formação e composição dos preços de combustíveis ao consumidor”, repete a Petrobras.

Continuar lendo

Destaque 2

Contratação de parentes de Gestores da Sepa por empresa terceirizada vira alvo do MP

Publicado

em

Não é de hoje que as empresas terceirizadas são acusadas de serem usadas como cabide de emprego para acomodação de indicações políticas.

Nesta semana, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) recebeu a denúncia de que a empresa terceirizada TECNews estaria beneficiando gestores da secretaria de Produção e Agronegócio (SEPA) com a contratação de parentes de diretores e chefes de departamento da secretaria para a qual presta serviço.

Ao todo, pelo seis nomes foram enviados ao MPAC em uma denúncia de um servidor que afirma que prefere não ser identificado com medo de represálias.

A lista enviada ao MPAC contém os nomes de Rúbia Maria Pessoas da Costa, que seria nora de Raimundo Lima, conhecido como Raimundo Sabonete, diretor da SEPA; Vinicius Melo Sarkis, filho do chefe de setor de convênios, Walmar Marcellos Ramos Sarkis; Larissa Vitória Alves Januário, filha da chefe do setor de protocolo Maria do Socorro Gomes Alves; Thalyta Castro Silva, filha da chefe do setor de R.H., Marcleide Tavares de C. Silva; Pablo Ramos dos Santos, esposo de Suhelen Alves, chefe de departamento; e Rafaela de Lima Ferreira, filha de Angelina de Lima Ferreira, apontada como assessora de diretoria.

Ilegal ou imoral

O denunciante citou ao MPAC a proibição de contratação contida no Edital de Licitação do Pregão Eletrônico pelo Sistema de Registro de Preços n.º 197/2020 – CPL 04. Item 39.1.51, página 92, onde afirma “não contratar empregados, após a data da licitação e para executar os serviços contratados, ligados por laços de parentesco até o 3º grau a servidores da administração contratante, ativos ou aposentados há menos de 5 anos”.

O secretário de Produção e Agronegócio do Acre, Edivan Maciel, foi procurado pela reportagem e afirmou que as contratações são de responsabilidade da empresa, mas que iria fazer consulta ao seu departamento jurídico.

“Na verdade, quando se contrata serviços de uma terceirizada, se contrata os serviços, quem contrata as pessoas é a empresa. De qualquer forma, irei fazer uma consulta jurídica sobre o caso”, explica.

Já a TECNews negou que as contratações sejam feitas por indicação de qualquer membro da SEPA. “A empresa Tec News informa que toda e qualquer contratação é realizada através de processo seletivo que conta com a avaliação da qualificação do contratado e que não realiza contratação por indicação . Informa ainda que as contratações não são relacionadas a cargo de direção, chefia ou assessoramento”, disse em nota.

Um advogado também consultado pela reportagem afirmou que não considera as nomeações ilegais, apenas imorais. “O que não pode é o gestor indicar as pessoas a serem contratadas pela terceirizada. É nepotismo quando o gestor contrata seu parente. Como é pela terceirizada, considero apenas “imoral”.

O ac24horas também procurou o MPAC para saber se há o mesmo entendimento ou se o órgão entende que há alguma irregularidade. A reportagem aguarda o posicionamento do órgão fiscalizador.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.