Menu

Direção da UPA do 2° Distrito admite falta de comunicação que resultou na confusão

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O Gerente-geral da UPA Segundo Distrito de Rio Branco, Ualison Oliveira Pontes, emitiu uma nota nesta terça-feira, 28, explicando a confusão envolvendo uma mulher que aguardava atendimento na unidade de saúde na noite de segunda-feira, 27.


O gerente destacou que a criança de 8 meses foi atendida por volta das 9h18 com sintomas gripais há 15 dias. O paciente foi avaliado e recebeu classificação verde (não urgente). “O médico pediatra solicitou exames laboratoriais e raio-x e a criança permaneceu em observação. Por volta das 17h30, ao retornar para uma nova avaliação da criança, o médico solicitou o resultado dos exames”, ressaltou.

Publicidade

LEIA MAIS:  Mulher arma confusão após demora de 12h no atendimento em UPA


O responsável admitiu que houve uma falha de comunicação entre os dois funcionários e paciente – o que resultou no desentendimento. “Por um erro de comunicação do setor de acolhimento da unidade, não foi entregue o exame de sangue da criança à mãe, o que gerou uma revolta que logo foi contornada. Os exames foram entregues em seguida e a criança recebeu alta. Em momento algum o menor ficou desassistido pela equipe”.


Ualison Oliveira Pontes salientou que a UPA do Segundo Distrito realiza em média 300 atendimentos diários, mas nas últimas semanas esse número aumentou para 500. “A direção, médicos e profissionais da unidade trabalham para prestar um atendimento de excelência à população e nos colocamos à disposição para sanar quaisquer dúvidas”, encerrou a nota.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido