Conecte-se agora

Falando em “botar para moer”, Petecão alfineta Gladson: “atual governo é perseguidor”

Publicado

em

Durante o Encontro Nacional do Partido Social Democrático (PSD) realizado na tarde deste sábado, 21, no Rancho Boi Cagão, em Rio Branco, foi apresentada oficialmente a chapa majoritária encabeçada pelo pré-candidato ao governo, Sérgio Petecão. No ato, que contou com milhares de pessoas, o senador disse que durante o pleito, deverá montar acampamento nos bairros do Estado.

Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, agradeceu o excelente trabalho feito pelo prefeito Tião Bocalom em Rio Branco e disse que a sigla poderá eleger 8 parlamentares – sendo 2 deputados federais, 5 estaduais e a vaga ao Senado. “Ele aposta que o PSD vai fazer 2 federais e 5 estaduais. Eu gosto da vida pública e tenho um pouco de experiência. Eu tenho certeza que aqui estamos dando largada a um projeto que vai dar certo. A Vanda está preparada para ser senadora e será a melhor ao lado da Vitória e vão fazer a diferença no Congresso Nacional”, argumentou.

Kassab rasgou elogios ao colega de partido, Petecão. “Tá na hora do Petecão ser governador. Ele merece. Você vai ser candidato e vai ganhar essa eleição e vai continuar sendo essa pessoa humilde, além de poder trazer recursos para o Acre”, ressaltou.

O anfitrião do evento, senador Sérgio Petecão, foi aclamado ao lado da militância, pré-candidato ao governo sob as bençãos do presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab. Em seu discurso, visivelmente emocionado, ele começou atacando a falta de união do vice-governador Wherles Rocha com o chefe do executivo, Gladson Cameli. “O Tota vai ser o governador do Juruá, mas é de verdade, né de mentira não”, alfinetou.

Continuando as declarações contra o governo, Petecão revelou que a atual gestão é “perseguidora”. “Algumas pessoas não vêm aqui com medo de retaliação. Muitos queriam vir aqui, mas tinha medo de sair na foto e perder o emprego. Isso vai mudar. O Kassab me pediu que eu não seja mentiroso”, comentou.

Em determinado momento, o parlamentar garantiu que este ano será eleito governador com objetivo de acabar com os desmandos no Estado. “Vamos botar para moer. O governo que tá aí quer a reeleição, mas no primeiro mandato o homem já foi um desastre, imagina no segundo. Mas não imaginem não, que não vai ser”, afirmou.

Ao fazer uso da palavra, a pré-candidata a senadora, Vanda Milani (PROS), disse que se encontra contente em ser a pré-candidata majoritária da chapa de Petecão. Além disso, Milani contou que, se eleita, será a melhor senadora em prol do Acre. “O Petecão é o melhor governador que o Acre poderá ter. A Vanda será a melhor senadora para ajudar Petecão a trazer emprego e renda a nossa gente Temos que andar de porta em porta e se não fizermos assim, não faremos mudança”, ressaltou.

O advogado de Cruzeiro do Sul e escolhido como pré-candidato a vice-governador na chapa de Petecão, João Tota Filho, enalteceu o convite feito pelo PSD e garantiu estar focado na nova empreitada. “Eu disse sim ao convite para fazer a boa política e ajudar a população. Também quero servir minha cidade de Cruzeiro do Sul”.

Tota, aproveitou a oportunidade para alfinetar o atual governador Gladson Cameli em relação ao uso de recursos públicos. “Não adianta trazer recursos e ele ser perdido, então, temos que andar pra frente”, comentou.

A suplente de senadora, Maria das Vitórias, que deverá assumir o mandato na vaga de Petecão, garantiu que deverá realizar um excelente trabalho no Senado Federal. “Irei dar continuidade aos trabalhos que vão contribuir para o futuro dos jovens do Estado do Acre. Vocês mulheres, nunca se vitimizem, vão a luta em pé de igualdade com qualquer candidato ainda tem preconceito com a mulher na vida pública”, comentou.

Chapa de deputados estaduais e federal do PSD

Sob os olhares do presidente nacional do partido, ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, foi apresentada a chapa de deputados estaduais e federais. Para a Câmara Federal são 9 nomes: Jesuíta Arruda, a vereadora Lene Petecão, Rosana Nascimento,.Suelen Carlos, Clerton Souza, Juarez Leitão, Francisco Piyãko, Gessi Capelão e Moisés Medeiros.

Já a chapa que concorrerá às 24 cadeiras da Assembleia Legislativa estão 25 nomes, dentre eles, Eduardo Ribeiro, Experidião Taxista, Heitor Júnior, Isaac Piyãko, Jeferson Pururuca, José Augusto, Judson, Kassio Araújo, Márcio Bernardo, Marquinhos, Mário Marcelo, Pablo Bregenge, Raimundo Pinheiro, Rubens Ver, Romano Gouvêa, Paulo Ximenes, Weber de Lima, Aline Nicole, Ana Cunha, Celia Mendes, Fátima Maciel, Janaina, Joice Nobre, Maria de Nazaré e Yael Saraiva da Assembleia de Deus.

O evento contou com a presença da suplente de senadora, Maria das Vitórias, do pré-candidato a vice-governador, João Tota Filho, e da pré-candidata a senadora, Vanda Milani, a vice-prefeita da capital, Marfisa Galvão, além dos pré-candidatos a deputados estaduais e federais do PSD.

 

Destaque 4

Sesacre diz que não há técnicos de enfermagem em concurso por falta de vacância

Publicado

em

Pouco depois de o governo do Acre publicar o edital com 622 vagas para nível médio e superior na secretaria estadual de saúde em concurso público efetivo, a gestora da pasta Paula Mariano, explicou a falta de técnicos de enfermagem no certame.

Segundo Mariano, não há vagas para a área porque a vacância não permitia. “A gente sabe da grande necessidade desses profissionais e estamos vendo outra possibilidade”.

Devido à dificuldade de profissionais de nível médio, a secretaria optou por oferecer número significativo de vagas. “A gente vê a necessidade que o estado tem, então focamos também nesses profissionais, como agente administrativo, que a gente precisa em todas as unidades”.

De acordo com a secretária, foi dado ainda olhar especial para outros profissionais, como especialidades em médicos, fisioterapeutas, técnicos em laboratório etc, “sabendo da necessidade do funcionamento adequado da nossa rede de assistência”.

A Sesacre afirma que trabalhou nesse concurso em cima das possibilidades do que era possível fazer e das vacâncias.

Continuar lendo

Destaque 4

AME lança aplicativo com SOS, famoso botão do pânico para seus sócios, e Sistema de Gestão

Publicado

em

Uma nova era se inicia na AME-AC, com o lançamento do Sistema e App AME-Acre Digital, ferramenta que aproximará o sócio da Entidade e fornecerá vários recursos como:

SOS – pedido de socorro com localizador, e contato rápido com o solicitante. Famoso botão do Pânico. Já imaginou, vc estando em perigo iminente, e puder solicitar auxílio de todos os seus irmãos ao mesmo tempo, enviando um localizador, que pode ser aberto nos wazer, Google Maps, etc e levar o socorro com agilidade até você? Bem você sócio da AME terá agora essa ferramenta. Para aumentar nossa segurança, agilizar o socorro e fazer valer o ditado, mexeu com um, mexeu com todos!

Além disto o app trará as funções:

Agendamento do hotel de trânsito;

Convênios com endereço e localizador;

Entre Irmãos (programa pra que os sócios divulguem seus serviços e empresas);

Prestação de contas da Entidade;

Atendimento Jurídico;

Atendimento com o presidente e secretária da AME.

Queremos Saber: onde faremos consultas, que somente os sócios da Ame poderão responder.

Carteira de sócio digital, com autenticação com QR Code.

Cadastro de dependentes, entre outros.

Instale o teste e viva essa nova experiência o app estará disponível em breve na Play Store e na Apple Store

Login é o CPF (somente sócios da AME-ac terão acesso). Senha padrão 1a6.

Continuar lendo

Destaque 4

Mãe de mais um bebê que morreu de suspeita de Síndrome Respiratória se desespera no PS

Publicado

em

O pequeno Heitor Raphael de Oliveira, 1 anos e 4 meses, veio a óbito na manhã deste domingo, 26, em decorrência, supostamente, do vírus sincicial respiratório – síndrome respiratória grave, nas dependências do Pronto-Socorro de Rio Branco. Caso a suspeita se confirme, chega a 11 o número de óbitos em decorrência do vírus no Acre.

Bastante abalada com o falecimento do filho, a mãe da criança, Bianca Aguiar de Oliveira, 19 anos, conversou com a reportagem do ac24horas e afirmou que Heitor veio a óbito em decorrência da doença e que houve negligência do Estado. “Ele estava com falta de ar e tossia bastante. Eu nunca havia visto ele assim. Na UPA de Sobral, a mulher encaminhou ele ao Hospital da Criança. No caminho, ele teve duas paradas cardíacas e morreu”, ressaltou.

De acordo com mãe, a criança estava doente havia pouco mais de 4 dias, contudo, recebeu atendimento, porém, não melhorou e teve insuficiência respiratória na manhã deste domingo. “Ele estava gripadinho e foi ao médico. Na Upa, deram xarope e dipirona. Ele começou a se sentir mal ontem a noite”, explicou.

Bianca reclamou do diagnóstico dado pelo médico na certidão de óbito. “Eles alegaram causa desconhecida, eu acho que foi causa respiratória, mas não querem assumir”, declarou.

O outro lado

Em contato com a diretora do Pronto-Socorro, Dora Vitorino, a profissional disse que a criança já havia chegado ao hospital em estado gravíssimo, contudo, não soube precisar se a morte ocorreu por síndrome respiratória. Vitorino pediu que a reportagem procurasse o médico pediatra que atendeu a criança identificado por Gibson, no entanto, o profissional não atendeu ao telefonema.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Destaque 4

Bittar diz a emedebistas que não vai mais procurar Gladson e sinaliza candidatura própria

Publicado

em

O senador licenciado Márcio Bittar (União Brasil) resolveu jantar na noite deste sábado, 25, no Jarude Restaurante, localizado no bairro Aviário, em Rio Branco, com a cúpula do MDB formada pelo dirigentes Aldemir Lopes, Vagner Sales, João Correia e o vice-governador Major Rocha.

Bittar levou um vinho para o encontro enquanto os emedebistas pediram um combinado árabe e porções de quibe frito. Apesar das iguarias, o prato principal da prosa foi política com o tempero apimentado das eleições de 2022.

Na roda, Bittar, que havia horas antes exposto, por meio de seus interlocutores, que o governador Gladson Cameli havia convidado a sua ex-esposa Márcia Bittar (PL) para ser vice na chapa do governo, revelou ao ao grupo que o cercava que não iria mais procurar o chefe do Palácio Rio Branco, pois a questão já estaria resolvida. “Se ele cumprir o que prometeu, eu vou com ele. Se não cumprir, eu posso me lançar ao governo”, disse.

Ao cogitar candidatura própria, os dirigentes emedebistas, que tem como-candidata ao governo a deputada federal Mara Rocha, agiram rápido e já soltaram a seguinte frase: “Que legal, quem sabe você e a Mara possa ir para o segundo turno”. Com a reação do MDB, Bittar esperava que conversa com o Glorioso pudesse ganhar outros contornos, mas não passou dali e nem os dirigentes também propuseram nenhum aliança já que a primeira opção dele é ser candidato caso Camelo não cumpra a palavra.

Continuando a conversa, Rocha, que irmão de Mara, disse apenas que se Bittar fosse candidato, que deveria ser pactuado um acordo de não agressão, pois o adversário de ambos é o governador Gladson. Bittar concordou.

Proseando ainda mais, Bittar revelou que tem sobre sua órbita partidos União Brasil, PL, Republicanos e até mesmo o PSDB e colocou na mesa novamente que o deputado federal Alan Rick (União Brasil) só seria candidato ao senado, se ele quisesse, reforçando que a influência do atual chefe do Palácio Rio Branco em Brasília é praticamente zero. “Está queimado com muita gente e o Alan não conseguiu tomar o partido”, disse.

O jantar terminou por volta da meia-noite. Bittar e os emedebistas se despediram e logo em seguida, via WhatsApp, os dirigentes falaram sobre suas impressões sobre o encontro, adotando uma postura de espera para o que vai acontecer nos próximos dias.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!