Conecte-se agora

Presidente da Câmara de Tarauacá nomeia estudante de medicina da Bolívia como gerente

Publicado

em

O estudante de medicina Alexsandro da Silva Oliveira, que cursa faculdade na Bolívia, apareceu como o mais novo nomeado a gerente de departamento na Câmara de Vereadores do munícipio de Tarauacá. A informação consta no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (24).

A nomeação que causou estranheza foi realizada pelo presidência da Câmara de Vereadores de Tarauacá, o vereador Chico Batista (PDT). O estudante, também conhecido como “Dico”, já foi candidato à vereador nas últimas eleições pelo partido do presidente da casa legislativa,  mas atualmente estuda medicina na Universidade Amazônica de Pando e, como, consta em suas redes sociais, mora em Cobija.

Alexsandro foi nomeado no cargo de gerente de Departamento da Câmara Municipal com salário de R$ 2, 3 mil reais.

A reportagem do ac24horas procurou o vereador Chico Batista para que o mesmo pudesse explicar a nomeação. Batista disse que o estudante está em Tarauacá e que, se decidir voltar para Cobija, será exonerado. “Ele tá aqui em Tarauacá, por isso foi nomeado. Se amanhã ele decidir ir embora estudar, vai ser exonerado”, afirmou.

Alexsandro também foi procurado. Num primeiro momento, respondeu que estava de férias no município. Após ser questionado se achava correto ser nomeado apenas durante seu período de férias na universidade, declarou que não sabe se vai voltar a cursar medicina. Caso decida continuar com os estudos, garantiu que irá pedir exoneração. “Eu estou aqui em Tarauacá no momento e não sei se irei retornar, mas se for fazer o curso, vou pedir demissão, jamais faria algo diferente, afinal é um cargo público”, afirmou.

Destaque 2

Bocalom sanciona novo Refis 2022 com desconto de 90% em débitos de empresários e anuncia isenção do IPTU

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), sancionou na manhã desta sexta-feira, 13, o projeto de lei que trata do Programa de Recuperação Fiscal (Refis) 2022, que concede descontos de até 90% para regularização de débitos de pessoas físicas e jurídicas que estejam inadimplentes com o fisco municipal. O PL foi aprovado no início da semana na Câmara Municipal.

Em seu pronunciamento, o prefeito Tião Bocalom fez questão de defender a importância dos empresários na cidade. Segundo ele, a classe empresarial é responsável pela geração de emprego e renda. “O que a gente está fazendo é entender que não se pode quebrar empresários. Eu nunca pensei assim, porque são eles que gera emprego e renda. Estou feliz em sancionar essa lei”, declarou.

Bocalom também anunciou que deverá encaminhar um projeto de lei para a Câmara Municipal de Vereadores que visa isentar pessoas jurídicas no Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). O secretário de finanças, Cid Ferreira, contou que vai atender apenas aos empresários que residem no Parque Industrial. “É uma isenção para os empresários que se encontram instalados dentro do Distrito Industrial de até 100% em 2022 e de 50% no próximo ano”, explicou.

O gestor explicou que com o projeto sancionado, a gestão faz uma renúncia de receita em torno de R$ 16 milhões. “No ano passado muita gente não aderiu a iniciativa e a gente entendeu isso. Por isso, apresentamos a nova proposta. O município não vive só de repasses federais. A nossa gestão tem feito um bom trabalho”, disse.

O secretário de finanças, Cid Ferreira, lembrou que a proposta é superior ao do ano passado e que isso é um marco que beneficia os grandes e pequenos empresários. “A prefeitura este ano torna, novamente, a levar esse benefício para àqueles que se encontram inadimplentes junto ao fisco municipal, e possam se regularizar. Espero contar com o apoio de todos”, destacou.

O empresário Marcelo Moura, presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviço e Agrícola do Acre (ACISA), exaltou a iniciativa da prefeitura na concessão de descontos à classe empresarial. “Essa união é muito proveitosa. No ano passado muitos empresários aderiram, e infelizmente todos os segmentos foram afetados. Temos que abrir oportunidade para os empresários saírem da crise.”

Moura, disse ainda que a proposta deverá aquecer a economia local, beneficiando a população. “O empresário começa a apostar mais. Isso vai ter reflexo na geração de emprego e a população vai ficar satisfeita”, ressaltou.

O presidente em exercício da Federação da Indústria e Comércio ( FIEAC), João Paulo Pereira, disse que o novo Refis será de fundamental importância para os empresários. “Essa proposta representa um fôlego para que empresários e demais cidadãos consigam quitar seus débitos com o municípios”, comentou.

O novo Refis vai beneficiar tanto pessoas físicas quanto jurídicas, que estiverem em débito com a prefeitura e aderirem ao projeto. As Microempresas Individuais (MEI) e as Empresas de Pequeno Porte (EPP), também poderão aderir ao Refis, com descontos que variam entre 65% a 90%.

Continuar lendo

Destaque 2

Caso Jonhliane: Advogados de Alan Lima dizem que investigação policial foi mal feita, parcial e seletiva

Publicado

em

Marcado para os dias 17 e 18 de maio, terça e quarta da próxima semana, o julgamento dos dois denunciados pelo Ministério Público como responsáveis pelo acidente de trânsito que causou a morte da comerciária Jonhliane Paiva de Souza, de 30 anos, no dia 6 de agosto de 2020, promete ser um dos mais movimentados dos últimos tempos na capital acreana.

Ícaro José da Silva Pinto e Alan Araújo de Lima foram pronunciados pela justiça no dia 12 de maio do ano passado, pelo juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco. Pela decisão de pronúncia, Ícaro responde pelo homicídio doloso, omissão de socorro e embriaguez ao volante. Já Alan, será julgado apenas pela morte da jovem.

Nesta quarta-feira (11), o ac24horas conversou com dois dos advogados do acusado Alan Araújo de Lima, que a exemplo de Ícaro Pinto também aguarda o julgamento preso. Helane Christina da Rocha Silva e Carlos Venícius Ferreira Ribeiro afirmaram que o trabalho de investigação policial foi mal feito e realizado de maneira tendenciosa e seletiva.

Helane Christina destacou que de trinta e seis câmeras de monitoramento existentes no trecho da avenida Antônio da Rocha Viana onde ocorreu o acidente, o perito analisou apenas três, o que, na opinião dela, prejudicou o conjunto de provas relacionado à velocidade que os veículos desenvolviam nos momentos que antecederam o trágico acontecimento.

“Foi tão parcial o trabalho do delegado, somente com o intuito de acusar, que ele pegou as câmeras do Posto Village até o momento que o beneficiava, até o momento em que o Alan passava. Mas quando o Alan voltava [para prestar socorro à vítima], ele não juntou no processo e nem mostrou na mídia. Ele teria a obrigação de levar a verdade ao processo e à opinião pública”, disse.

Carlos Venícius Ribeiro reforçou a afirmação de que houve parcialidade na condução das investigações por parte do delegado Alex Danny, que à época era da 1ª Regional da Polícia Civil, e chegou a dizer que o procedimento foi vergonhoso. Ele também disse que se tenta mostrar que houve a disputa de um racha para se justificar uma acusação de homicídio com dolo eventual.

“A polícia investigou muito esse caso, e muito mal. É preciso que se diga isso. Uma investigação seletiva, vergonhosa e que hoje, certamente, obsta aquilo que é o direito mais importante do ser humano, que é o direito de defesa. Em meio a isso tudo, há um ‘racha imaginário’ que foi criado para transformar um homicídio de trânsito em um homicídio com dolo eventual”, afirmou.

O advogado também afirmou que existem diferenças entre os dois acusados que precisam ser observadas na análise do processo e consideradas no âmbito do julgamento. Para ele, Ícaro e Alan não podem ser julgados como se fossem a mesma pessoa como, segundo ele, tentam mostrar a investigação e a denúncia formulada pelo Ministério Público.

“Há nesse processo um responsável pela morte da Jonhliane, que é o Ícaro. Nós temos um culpado, que é confesso. Então nós permitir que eles sejam condenados como se fossem uma pessoa só. São condutas absolutamente distintas. E se até hoje as defesas de Ícaro e Alan não tiveram coragem de falar dessa diferença abissal de condutas, isso agora está sendo admitido”, acrescentou.

A advogada Helane Christina ainda disse que por conta da posição social de Ícaro e Alan a mídia acreana reservou um espaço para repercutir o caso como não fez em outros episódios semelhantes ou mais graves, segundo ela, do que o acidente que vitimou Jonhliane. Ela também afirmou que em dois desses casos, os acusados não estão presos e deles a imprensa pouco ou nada fala.

Helane se referiu aos casos de Lucas Oliveira, que foi acusado pela então namorada, Emely Juliana, de tê-la jogado de um carro em movimento durante uma briga, em dezembro do ano passado, e de Gabrielly Lima Mourão, que atropelou e matou a dentista Maria Josilayne Ferreira Duarte, também no ano passado, depois de perder a direção de seu carro na Estrada da Floresta, na capital.

O MP acusa os dois motoristas de estarem disputando um “racha” quando Ícaro, que dirigia uma BMW a mais de 150 km/h, segundo a perícia, atingiu a motocicleta na qual a vítima, que tinha 30 anos na época do acidente, se dirigia ao seu trabalho, no supermercado Araújo do Segundo Distrito. A tragédia aconteceu na avenida Antônio da Rocha Viana nas primeiras horas da manhã.

O julgamento está marcado para começar às 8h da próxima terça-feira (17) e deverá ser encerrado apenas no dia seguinte, em razão da grande quantidade de testemunhas. A repercussão do caso fará com que a sessão seja muito concorrida e para ter acesso ao júri se necessário cadastramento, tanto para familiares da vítima e dos acusados quanto para a imprensa e o público em geral

O juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Alesson Braz, limitou o número de vagas para que o júri possa ser acompanhado pelos familiares dos réus e da vítima, além da imprensa e comunidade. Serão disponibilizadas quatro cadeiras para os familiares dos réus; quatro para os familiares da vítima; quatro para a imprensa e 31 vagas para o público em geral.

Continuar lendo

Destaque 2

A vida de Francisca, grávida do 11º filho e que há mais de 4 anos espera por uma laqueadura

Publicado

em

Neste dia das mães, 8, o videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, vai mostrar a história de Francisca Rodrigues, moradora do bairro Rosalinda, que tem apenas 39 anos e é mãe de 10 filhos. Aliás, de 11, já que Francisca está grávida de 7 meses.

Apesar de cuidar de todos os filhos, Francisca e o marido sobrevivem com dificuldade, já que são muitas “bocas” para sustentar.
Sem conseguir se adaptar a contraceptivos, Francisca é a prova do quanto é falho o programa de planejamento familiar do SUS, já que há mais de quatro anos, a mãe de 11 luta por uma simples cirurgia de laqueadura.

Assista ao vídeo a seguir e conheça a rotina de Francisca, que apesar de ser mãe de 10, consegue cuidar dos filhos e não abre mão de ser uma dona de casa zelosa manter.

Francisca precisa ainda de ajuda com fraldas, roupas e produtos de higiene para a criança que vai nascer. Assista e veja como ajudar.

video

Continuar lendo

Destaque 2

“O governo deu 5%, nosso menor foi 12%”, diz Bocalom ao alfinetar Gladson e sancionar reajuste

Publicado

em

Após uma semana da aprovação na Câmara de Vereadores de Rio Branco, o prefeito Tião Bocalom sancionou nesta sexta-feira, 29, os Projetos de Lei que reajustam o salário dos servidores públicos municipais.

Os secretários municipais fizeram questão de destacar que sentaram com todos os sindicatos para ouvir todas as demandas. Procuraram deixar claro que o grande desafio foi equiparar a justiça com a valorização dos servidores e o equilíbrio das contas da prefeitura. “Esse foi o nosso grande desafio, valorizar o servidor não só com palavras, mas na parte financeira e assegurar que a folha salarial não teria nenhum comprometimento”, afirmou Jonathan Santiago, secretário de administração do município.

“É um sonho, um avanço para a categoria. Eu não estou nem acreditando e vendo a hora de receber. Só temos que agradecer”, disse Elizângela Souza, diretora da escola Ione Portela.

Ainda falaram em nome dos servidores, representantes do pessoal de apoio da educação, auditor fiscal, enfermeiros e Sindicato dos Médicos. Todos repetiram que os reajustes valorizam os servidores públicos de todas as categorias.

O primeiro secretário da Câmara de Vereadores, Antônio Morais (PSB), lembrou que é tempo de reajustar também o salário de Bocalom. “É uma questão de justiça. O prefeito Tião Bocalom é o que tem o menor salário entre os prefeitos das capitais e é preciso pensar nisso também”, afirmou.

Bocalom encerrou a solenidade repetindo o discurso de que a valorização do servidor só foi possível graças à economia feita pela prefeitura no ano passado e chamou o momento de sublime. “É um momento muito sublime, só que a gente não promete o que não tem. O que fizemos só foi possível porque economizamos e eu não sou irresponsável de comprometer as finanças na prefeitura”, disse.

Bocalom cobrou uma nova postura dos servidores públicos a partir do aumento. “Estou muito feliz e tenho certeza que vamos viver uma nova fase. Acabou a desculpa de algum servidor dizer que ganha mal. Olha o exemplo dos médicos que passamos o salário na carteira de menos de 2 para 9 mil reais. Eu sempre disse, se não roubar, o dinheiro dá”, disse o prefeito.

Bocalom ainda alfinetou o governo do estado. “O governo deu 5% de aumento, o nosso menor foi 12%. Essa cidade vai virar um grande canteiro de obras e a partir de agora é só vitória”, disse.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Conteúdo protegido!