Conecte-se agora

Acre se mantém na faixa verde, mas comitê alerta para aumento de síndrome gripal

Publicado

em

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 do Acre (CAECOVID) manteve nesta sexta-feira, 26, a classificação das regionais Alto Acre, Baixo Acre e Purus, e Juruá/Tarauacá/Envira na faixa de cuidado (bandeira verde).

Segundo a nota, o funcionamento dos setores e atividades comerciais e sociais continuam com lotação de 80% da capacidade de público.

Apesar da bandeira verde, o Comitê alertou para um aumento importante no indicador de Notificações por Síndrome Gripal no âmbito do Estado do Acre.

“Motivo pelo qual este Comitê recomenda fortemente a manutenção das medidas sanitárias já implementadas até o momento e propagadas pelas autoridades de saúde, a fim de se manter o cenário epidemiológico e assistencial estável”, afirmou o comitê em nota.

Destaque 4

Gladson diz que aulas só irão reiniciar quando a maioria dos estudantes estiverem vacinados

Publicado

em

O governador Gladson Cameli publicou um vídeo nas redes sociais na tarde desta sábado, 22, falando sobre o crescimento dos novos casos de Covid-19 e reforçando o pedido para que as pessoas se vacinem.

“Estamos passando por um momento crítico, onde é preciso a consciência e a participação de todos. A pandemia não acabou e a variante ômicrom é muito mais contagiosa. O resultado da vacinação está aí, desta vez temos muito menos em internações graves e UTIS. Quem ainda não se vacinou, corre muito mais perigo. Então quem ainda não se vacinou, que procure um posto de vacinação e se imunize”, afirma Gladson.

O governador mandou um recado aos pais dos alunos da rede pública. Gladson disse que as aulas não começam enquanto a maioria das crianças não estiverem vacinadas. “A vacinação infantil já começou e quero avisar que as aulas na rede estadual só irão começar quando a grande maioria das crianças forem vacinadas”, explica.

O governador fez questão de lembrar que o governo está ampliando o número de leitos e contratando mais profissionais, mas pediu ajuda da população. “Faça a sua parte, continue usando máscaras em locais fechados, mantendo um distanciamento social e vacine-se. É por você e por todos nós”, afirmou Gladson.

Continuar lendo

Destaque 4

Dentista é acusado de espancar ex-namorada em Posto de Combustível em Rio Branco

Publicado

em

O cirurgião dentista Jucelio Trindade de Oliveira Júnior é acusado de agredir brutalmente a ex-esposa, Mikaelly Souza da Cunha, na noite do último dia 16 de janeiro nas dependências do Auto Posto Village, em Rio Brancol. A vítima registrou as agressões através de um boletim de ocorrência na Delegacia de Flagrantes de Rio Branco.

Ao ac24horas, Mikaelly contou que Trindade é usuário de drogas e por essa razão ela resolveu pôr fim ao relacionamento. A mulher acredita que a abstinência do entorpecente pode ter influenciado nas agressões. No dia do incidente, a jovem relembra com muita tristeza o espancamento. Mikaele relatou que estava separada há 15 dias e após uma discussão foi acusada de traição pelo autor da agressão, que logo após passou a agredir fisicamente com socos em seu rosto e na cabeça, depois enforcou-a e passou a bater a sua cabeça contra a parede.

A vítima contou ainda que sangrou pelos ouvidos e ficou com lesões em sua face. “Eu não quero que isso fique impune. Eu temo pela minha vida”, declarou.

Após o boletim de ocorrência, Mikaelly realizou o exame de corpo e delito que constatou lesão corporal. Em seguida aos fatos, a mulher procurou a justiça em busca de uma medida protetiva.

Alegando caráter de urgência, a juíza de direito, Shirley de Oliveira Hage Menezes, da Vara de Proteção a Mulher da Comarca de Rio Branco, enquadrou Trindade na Lei Maria da Penha além de determinar medidas protetivas cabíveis que visa proteger a vítima. “Determino que o promovido seja atendido pela Equipe Multidisciplinar deste Juízo, para providências cabíveis, que deverá elaborar parecer psicossocial com o fim de analisar a situação e fazer os encaminhamentos cabíveis às unidades da rede de proteção”, diz o despacho da decisão da última terça-feira, 18.

Continuar lendo

Destaque 4

Aprovada reforma que cria 150 cargos e vagas devem ser divididas entre vereadores

Publicado

em

Em sessão extraordinária na Câmara de Vereadores de Rio Branco nesta quinta-feira, 20, os vereadores aprovaram o projeto de lei complementar que propõe uma reforma administrativa na prefeitura da capital. A matéria seguirá para a sanção do prefeito Tião Bocalom.

A matéria da reforma administrativa foi aprovada por 10 votos favoráveis e 4 contrários, sendo eles: Emerson Jarude, Adaílton Cruz, Michelle Melo e Ismael Machado. Os que se posicionaram favorável ao prefeito foram Antônio Moraes, Arnaldo Barros, Célio Gadelha, Fábio Araújo, Hildegard Pascoal, Joaquim Florença, Raimundo Castro, Raimundo Neném, Rutênio Sá e Samir Bestene.

Nos bastidores, Informações repassadas ao ac24horas aponta que dos 150 cargos comissionados, 40% deverá ser dividido entre os 10 parlamentares favoráveis ao projeto. A proposta, apresentada por Bocalom, foi entregue à Câmara no último dia 11 de janeiro e passou pela Procuradoria do parlamento antes de ser aprovada pelas Comissões de Constituição e Justiça e a de Orçamento e Finança.

A prefeitura de Bocalom propõe no projeto a criação de 150 cargos comissionados e secretarias, além de fazer alterações na estrutura administrativa. A reforma prevê um aumento de cerca de R$ 15,6 milhões nos gastos da máquina pública.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Raimundo Castro (PSDB), justificou o projeto de reforma administrativa afirmando que Bocalom pegou a cidade com estruturas inadequadas. Castro contou que o prefeito precisa dessas mudanças para trabalhar melhor e mostrar melhores resultados na administração pública.

Contrária a matéria, a vereadora Michele Melo (PDT) se posicionou alegando que o objetivo não será para benefício da população. Na ocasião, Melo elogiou a ex-prefeita Socorro Neri que administrou com a máquina pública reduzida. “Se a antiga gestão passada conseguiu fazer com essa estrutura, por que essa não? É mais cargos que na gestão do Marcus Alexandre. Os cargos é para apadrinhamento político em pleno ano eleitoral”, desabafou.

O vereador Antônio Moraes defendeu a reforma administrativa de Tião Bocalom, para ele, é normal um chefe do executivo realizar mudanças. “Como vereador eu tenho que dar condições para ele trabalhar. Só para se ter uma ideia, vai chegar mais de 60 máquinas. Nunca votei contra servidor, e quando chegar o PL dos servidores eu vou lutar”, ressaltou.

A despesa da atual gestão com pagamento de pessoal está na casa de R$ 6,8 milhões, caso o PL seja aprovado o aumento de novos cargos e secretarias deverá fazer a prefeitura gastar um valor extra de R$ 15 milhões – totalizando um valor superior de R$ 22 milhões, por isso, também está incluso o projeto de lei que a altera a Lei Orçamentária para o exercício de 2022.

Continuar lendo

Destaque 4

“Nunca prometi ônibus novos”, diz Bocalom sobre frota de ônibus vinda de São Paulo

Publicado

em

O prefeito Tião Bocalom (Progressistas) negou durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 20, que os ônibus adquiridos junto a empresa Rico Transporte – por meio de contrato emergencial, tenham relação com os 291 coletivos proibidos pela SPTrans de São Paulo por conta de ter mais de dez anos de fabricação – o que é proibido pelos contratos de operação na cidade paulista.

Para Bocalom, os veículos não têm mais de 10 anos de duração e na sua opinião tudo isso não passa de boatos infundados. No entanto, ele fez questão de avisar que nunca havia prometido que chegaria ônibus novos em Rio Branco. “Os ônibus são seminovos, eu nunca disse que são ônibus novos, os outros estados brasileiros acima de 10 anos eles não operam mais, mas os que estão vindo para cá não tem 10 anos, isso é conversa para boi dormir, pode ter certeza que são ônibus bem mais novos, mas eu não quero entrar nesse mérito, porque a melhor coisa do mundo é esperar chegar o veículo”, declarou.

O chefe do executivo disse ainda que veículos com 5 anos de fabricação parecem novos e afirmou que em gestões anteriores, outras empresas já haviam trazidos ônibus ‘velhos” para circular na capital. “Um veículo com 5 anos de uso parece novo, porque aqui já trouxeram veículos usados dizendo que era novo, e não vai acontecer isso. A gente é muito claro nisso. Na hora que chegar vamos dá o documento de cada ônibus para passar pra imprensa, para saber que não é isso que estão falando. Vamos responder às críticas com trabalho e resultado”, garantiu.

Entre os veículos, suspensos para circular em São Paulo, estão os chamados PBC – Piso Baixo Central com dez anos ou mais, que são aqueles que têm escadas nas portas da frente e de trás, mas no interior, há degraus para a parte do meio que é rebaixada.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Content is protected !!