Menu

Ufac se posiciona sobre críticas dos alunos de medicina e culpa MEC pela redução de bolsas

Entrada da Ufac - Foto: Sérgio Vale
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Após o ac24horas publicar uma nota de repúdio dos alunos do curso de medicina da Universidade Federal do Acre (UFAC), relatando a situação que chamam de caótica por conta da redução de preceptores que inviabilizam o estágio nas unidades de saúde do SUS, a instituição federal de ensino se posicionou por meio de uma nota de esclarecimento.


A UFAC alega que que desde 2016, por meio do Plano de Trabalho da universidade, são disponibilizadas 480 bolsas por ano, aprovadas pelo Programa de Desenvolvimento da Preceptoria em Saúde (Prodesp), vinculado ao Ministério da Educação (MEC), para residência de estudantes do curso de Medicina; em virtude de não contar com um hospital universitário, a Ufac recorre ao sistema público de saúde para internato de seus alunos.

Publicidade

Diz ainda na nota que a redução de bolsas de preceptoria causou impacto nas atividades desenvolvidas no internato.


A UFAC afirma que a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e a Reitoria mantêm negociações com a Secretaria de Educação Superior do MEC no sentido de restabelecer o quantitativo de bolsas anteriormente disponíveis, além de estudar outros caminhos que possam compensar e amenizar o prejuízo causado aos estudantes do curso de Medicina.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido