Conecte-se agora

O eleitor bolsonarista não tem patrão!

Publicado

em

O bolsonarismo é um movimento que sobreviverá ao próprio presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A direita conservadora que emergiu das urnas em 2018 veio para ficar e tem identidade própria. Na hipótese absurda de Bolsonaro mudar de lado, o bolsonarismo continuaria no mesmo lugar. A direita encontrou o seu espaço e não tem patrão, mas é um voto fragmentado entre várias lideranças, especialmente no Acre.

O senador Márcio Bittar (MDB), ex-comunista na juventude, é hoje a principal voz da direita e do bolsonarismo, mesmo assim não seria o único líder do movimento. Diferente, por exemplo, do ex-senador Jorge Viana (PT) que capitalizaria nas urnas todos os votos da esquerda progressista.

O eleitor da direita no Acre pode votar tanto na reeleição de Gladson Cameli como no senador Sérgio Petecão em 2022, ou, em outro candidato sem grande expressão. A questão é localizada.

Não há coesão no descarregamento de votos nas urnas. A votação do coronel Ulisses em 2018 pode muito bem servir de exemplo. Excluindo a militância fanática que chama o presidente de mito, é fácil perceber que o voto da direita é por convicção, espontâneo e livre. Se a esquerda não enxergar isso, vai continuar malhando em ferro frio.

“A delicadeza e a dignidade é o próprio coração que ensina e não um mestre de dança”. (Dostoievski em O Idiota)

. Matou a mãe e cometeu suicídio na delegacia de Cruzeiro do Sul; o que representa a mãe para um doente de drogas e álcool?

. Representa o lado são, a bondade que tanto odeia, o amor em meio ao caos, a culpa, a máxima culpa!

. Suicídio em delegacia será sempre duvidoso, principalmente para quem comete crimes hediondos como matar crianças e a mãe.

. Mas, a vida segue!

. A CPI não acabou em pizza porque nem teve CPI; era só um jogo dentro do parlamento.

. Quem negociou, negociou; quem não o fez como os deputados do MDB ficou sem nada.

. “A ver navios”; foi o que Napoleão Bonaparte viu quando invadiu Portugal e a família real fugiu para o Brasil.

. “Só os navios”!

. Dona Raimunda me disse que trocou o JN pelo Jornal da Band; “até meu humor melhorou”, suspirou!

. A Globo intoxica!

. Segundo ela, nada contra os profissionais, mas o modelo civilizatório que a Globo sempre quis impor aos brasileiros, inclusive durante o Regime Militar.

. “Até o Faustão tá indo para a Band”, argumentou.

. Mas assistiu o BBB 21 todinho torcendo pela paraibana Juliette, até a segue nas redes sociais.

. A Juliette, ganhadora do BB21, tem um grau de parentesco com o príncipe Liév Nikolaevich Míchkin, personagem do livro O Idiota, de Dostoievski.

. Da Rússia dos czares para Campina Grande na Paraíba.

. Bom dia!

Coluna do Astério

A prioridade do PP é Mailza e não Gladson!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Aumenta a pressão para que Jorge Viana dispute o governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Um dezembro diferente!

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Leo de Brito diz que prefeitos não deixarão o PT

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas