Conecte-se agora

Prefeituras do Alto Acre decidem se ajustar à faixa vermelha do Pacto Acre sem Covid

Publicado

em

Após regredir para faixa vermelha (emergência) do Pacto Acre Sem Covid, os quatro municípios que compõem a regional do Alto Acre decidiram se ajustar às restrições sanitárias impostas pelo nível de risco a que foram reclassificados pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Em reuniões realizadas nos últimos dois dias em Epitaciolândia e Brasiléia, com a participação do Ministério Público do Acre (MP-AC), Polícia Militar e Secretarias Municipais de Saúde, os gestores municipais resolveram suspender imediatamente as atividades consideradas não essenciais.

“Lamentavelmente, estamos na bandeira vermelha, o que significa que só poderão funcionar serviços essenciais. Estamos perdendo vidas, as aglomerações estão grandes em bares, restaurantes e mercados e, por isso, vamos tomar todas as medidas sanitárias previstas”, disse a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem.

“Não temos vacina suficiente para atender toda a população. Em Xapuri chegaram apenas 100 doses, o que deu somente para profissionais de saúde e alguns idosos. Não é simples resolver uma situação dessa sem a tomada das medidas necessárias”, afirmou o prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos.

“Ontem perdemos duas pessoas, um membro de nossa equipe, então precisamos estar unidos para vencer essa pandemia. Temos 22 óbitos e precisamos sair da bandeira vermelha, mas a responsabilidade não é apenas dos prefeitos”, enfatizou o vice-prefeito de Epitaciolândia, Antônio Soares.

Os relatos dos prefeitos denunciam a situação do atendimento de saúde nos quatro municípios, que se agrava a cada dia com o aumento de uma demanda que tem sido ainda mais ampliada por conta da elevação dos casos de dengue, causando superlotação das unidades hospitalares e a sobrecarga dos profissionais.

Em toda a regional, já são mais de 5.500 casos confirmados de Covid-19. Pelos dados oficiais da Secretaria de Estado de Saúde (Boletim Sesacre), Assis Brasil tem 836 casos e 9 mortes; Brasiléia 1.578 casos e 24 mortes; Epitaciolândia 759 casos e 20 mortes; e Xapuri 2.210 casos e 14 mortes.

Todavia, se forem contabilizados os dados mais recentes das secretarias municipais, que não são atualizados de maneira imediata pelo processamento da Vigilância em Saúde da Sesacre, os números de casos positivos e de óbitos por Covid-19 registrados no Alto Acre já são muito superiores.

Apenas em Xapuri, foram confirmados mais três óbitos, nas últimas 24 horas, de pacientes que haviam testado positivo para o novo coronavírus. Duas das mortes ocorreram em casa e outra no hospital Epaminondas Jácome. O município também teve um aumento considerável no número de novas hospitalizações.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas