Conecte-se agora

Acre pede fechamento das fronteiras com a Bolívia e Peru

Publicado

em

O governo do Acre encaminhou um ofício nesta segunda-feira, 26, solicitando que a União feche a fronteira do Estado com a Bolívia e o Peru devido a alta demanda de doentes por causa do covid-19 desses países que estão sobrecarregando o sistema de saúde dos hospitais da região do Alto Acre, motivo que a região se encontra na faixa vermelha, na classificação de risco da pandemia do novo coronavírus.

Uma reunião entre o governador Gladson Cameli e o Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, ocorrerá na tarde de hoje virtualmente. Na oportunidade, o chefe do Palácio Rio Branco pedirá sensibilidade da União com relação a situação que vem colapsando o atendimento de saúde na região.

O ac24horas apurou que diariamente centenas de bolivianos e peruanos estão atravessando a fronteira em busca de atendimento na rede pública de saúde no Acre nas cidades de Assis Brasil, Brasiléia e Epitaciolândia, em tratamento da covid-19. Como os hospitais da região estão lotando, os estrangeiros estão sendo enviando para a capital Rio Branco sobrecarregando ainda mais o sistema.

Anúncios

Cidades

Loja de celulares e acessórios é arrombada pela quarta vez em Xapuri

Publicado

em

Um grupo de quatro criminosos arrombou uma loja de telefones celulares e acessórios localizada na rua 24 de Janeiro, em Xapuri, na madrugada desta segunda-feira (1).

As imagens de uma câmera de monitoramento mostram o momento em que os quatro indivíduos arremessam tijolos, às 4h10 da manhã, contra a porta de vidro que foi imediatamente abaixo.

Três dos ladrões entram na loja enquanto o quarto fica do lado de fora monitorando a movimentação. Eles passam menos de dois minutos dentro da loja, mas têm tempo suficiente para encher mochilas com vários produtos.

Eles roubaram diversos tipos de acessórios, caixas de som e alguns aparelhos celulares de clientes da loja que também presta serviços de assistência técnica.

De acordo com o proprietário, que pediu para não ter o nome divulgado, essa é a quarta vez que o seu estabelecimento é arrombado nos últimos cinco anos.

O empresário conta que em duas dessas ocasiões teve um prejuízo superior a R$ 35 mil. No roubo desta segunda-feira, ele ainda não tem um cálculo do prejuízo, mas estima em cerca de R$ 5 mil.

O dono da loja também relatou a dificuldade para acionar a Polícia Militar, uma vez que as ligações para o números de emergência estão sendo atendidas em Rio Branco e depois direcionadas aos municípios onde as chamadas são originadas.

O comerciante disse que precisou ir até o quartel da PM ainda de madrugada avisar do ocorrido. Ele também informou que registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil da cidade.

Veja o vídeo:

Continuar lendo

Cidades

Covid-19 se expande em Assis Brasil, maior foco proporcional da pandemia no Acre

Publicado

em

Situação dos imigrantes retidos na fronteira causa preocupação também do ponto de vista sanitário

Comparada com a média do restante do estado, a incidência da Covid-19 com relação à população é alarmante em Assis Brasil, que tem 7.534 habitantes, segundo estimativa atual do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Com taxa de 15.211,0 por grupo de 100 mil habitantes, o que representa mais 1,5 pessoas infectadas em cada 10 desde o começo da pandemia, o município tem, segundo os dados mais atuais do Boletim Sesacre, 1.146 casos de Covid-19.

Entre os demais municípios acreanos, apenas Xapuri, o de maior número absoluto de casos na regional do Alto Acre, se aproxima de Assis Brasil em incidência por grupo populacional, com taxa de 12.630,1/100.000 habitantes.

Questionado a respeito dos números da Covid-19, o prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, atribui a situação que o município à crise imigratória que afeta o município paralelamente com a questão sanitária do novo coronavírus.

Segundo noticiou a Agência de Notícias do Acre, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), enviou 600 testes rápidos para Covid-19 ao município para serem disponibilizados aos imigrantes. A testagem dos estrangeiros já está sendo realizada.

De acordo com o secretário de Saúde, Alysson Bestene, a Sesacre enviou o material para testagem com o objetivo de que se tenha um acompanhamento e monitoramento da situação para evitar uma possível elevação de casos de covid-19 na região.

Por meio de uma parceria entre governo e prefeitura, foram montados abrigos, com um local de referência para testagem e espaço de isolamento, para quem testar positivo e não necessitar de internação ficar isolado, recebendo a assistência necessária.

Na última quinta-feira, o general da Força Nacional do SUS, Ridauto Fernandes, foi até a fronteira avaliar as unidades de saúde e o trabalho que vem sendo realizado pelas equipes, assim como as condições dos imigrantes nos abrigos e na ponte.

De acordo com o coordenador do abrigo dos imigrantes, Bruno Fiales, o local tem capacidade para 90 pessoas e oferece alimento e espaço para dormida. Os imigrantes se alternam na casa de passagem entre a ponte e o abrigo.

Ainda de acordo com a agência estatal, a primeira-dama Ana Paula Cameli, acompanhada da senadora Mailza Gomes e do presidente Nacional da Cruz Vermelha, Júlio Cals, foram até o município de Assis Brasil na última sexta-feira, 26.

Acompanhados do prefeito Jerry Correia, eles conheceram a realidade que o município vem enfrentando com os imigrantes que estão nos abrigos. Cerca de 500 imigrantes estão alojados e 60 estão na ponte vivendo em situação de vulnerabilidade.

Ana Paula Cameli, por intermédio da Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM), enviará 150 colchões, cestas básicas e material de higiene para ajudar a amenizar a situação dos abrigos.

“É uma situação difícil que Assis Brasil está enfrentando. Estamos trazendo assistência, serão 3 toneladas de alimentos, colchões e outros donativos para ajudar a prefeitura, e torcer para que o governo federal ajude a resolver a situação dessas pessoas”.

Além de Assis Brasil, a primeira-dama Ana Paula Cameli foi também aos municípios de Epitaciolândia, Brasiléia, onde entregou cestas básicas destinadas a mulheres em situação de vulnerabilidade e violência doméstica.

No decorrer da semana, as doações também foram feitas em Xapuri, onde uma comitiva formada por membros da Assistência Social do município, Poder Judiciário e entidades que assistem as mulheres no município receberam as cestas básicas.

Continuar lendo

Cidades

Brasiléia vacinou 150 idosos com mais de 75 anos em ação realizada no sábado

Publicado

em

O ato de vacinação foi realizado no sábado, 27, na quadra poliesportiva José Felício Pereira, localizada no bairro Ferreira da Silva, com a participação de 23 profissionais de saúde e 4 vacinadores.

Em menos de 8 horas mais de 150 idosos do município foram imunizados. A prefeita Fernanda Hassem acompanhou a equipe e disse que está extremamente feliz em ver os idosos sendo vacinados.

“É a vacina da esperança, de dias melhores para que a gente possa voltar à nossa normalidade. Estamos fazendo tudo de forma transparente, fazendo busca ativa e respeitando as normas do Ministério da Saúde”, disse a gestora.

Uma novidade foi o lançamento do formulário eletrônico, por meio do qual são lançadas informações no sistema nacional de vacinação, deixando de lado o formulário manual, o que minimiza os índices de erros e dá mais agilidade no atendimento, evitando aglomerações, segundo a assessoria da prefeitura.

“É uma ação mais robusta da Secretaria Municipal de Saúde relativo à vacinação. Recebemos 470 doses para idosos maiores de 75 anos e fizemos um trabalho organizado e planejado. Nos emociona muito estarmos podendo fazer esse trabalho com os idosos do nosso município”, destacou o secretário Joãozinho Melo.

Após iniciar a vacinação contra a Covid-19 para os profissionais de saúde, a prefeitura de Brasiléia segue realizando a vacinação dos idosos no município com base no cronograma do Ministério da Saúde. Ainda de acordo com a Assessoria, a ação está sendo desenvolvida também por agendamento.

Continuar lendo

Cidades

Xapuri registrou neste ano 749 casos de Covid-19 com 8 mortes pela doença

Publicado

em

Numa demonstração da maior força da chamada segunda onda da Covid-19 no Acre, apenas nos dois primeiros meses deste ano o município de Xapuri registrou mais de 40% do número de casos confirmados durante os nove meses em que a pandemia afetou o estado no ano passado – no município o primeiro caso do novo coronavírus foi registrado no dia 27 de abril de 2020.

Em janeiro e fevereiro de 2021, foram diagnosticados 749 casos de Covid-19 em Xapuri, contra 1.851 do ano passado, de abril a dezembro. O número de mortes no município em decorrência de complicações da doença também é maior nos dois primeiros meses deste ano, quando ocorreu mais que o dobro dos óbitos do ano passado – foram 15 mortes em 2020, contra 8 em 2021.

Até a última atualização do Boletim da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Xapuri havia registrado 2.600 casos do novo coronavírus com a ocorrência de 23 mortes, números ainda não confirmados pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) em seu boletim diário. Desde o ano passado, os dois informativos possuem divergência quanto ao número de óbitos no município.

Com taxa de 12.630,1 por grupo de 100.000 habitantes, o município de Xapuri é o segundo do Acre em incidência da Covid-19. São mais de 12 pessoas a cada 100 contaminadas pelo novo coronavírus desde o começo da pandemia. Essa taxa é quase o dobro da média do estado (6.410,2/100.000) e menor apenas que a do município de Assis Brasil (15.211,0/100,00).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas