Conecte-se agora

Governo recebe 50 novos respiradores para o tratamento de pacientes com Covid-19

Publicado

em

A saúde pública do Acre ganha reforço importante para salvar a vida de pacientes acometidos pela Covid-19 em estado grave de saúde.

Nesta quinta-feira, 3, o governo apresentou os 50 novos respiradores mecânicos adquiridos por meio de uma parceria entre o Governo do Estado do Acre e Ministério Público do Trabalho (MPT).

Os aparelhos importados da China foram comprados com recursos próprios do governo acreano e da conversão de multas destinadas pelo MPT que haviam sido aplicadas pela Justiça do Trabalho. Já o processo de aquisição se deu por meio do Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops), órgão operacional da Organização das Nações Unidas (ONU). Cada unidade custou R$ 79,4 mil, um dos valores mais baixos do país desde o agravamento da crise do coronavírus.

Os ventiladores mecânicos serão enviados para os quatro hospitais de referência no tratamento de pacientes com Covid-19. Em Rio Branco, o Pronto-Socorro e Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into) receberão 15 equipamentos, cada. Outros 15 aparelhos vão para o Hospital Regional do Juruá, em Cruzeiro do Sul. Já o Hospital Regional do Alto Acre, em Brasileia, contará com 5 novos respiradores.

Mesmo com a dificuldade mundial para aquisição de respiradores em meio à pandemia, mais de 100 aparelhos já chegaram ao estado por meio do Ministério da Saúde, aquisição própria e doações. O equipamento é um componente fundamental na luta contra a Covid-19. Utilizado em casos críticos, o aparelho auxilia, por meio de ventilação mecânica, para que o oxigênio chegue até os pulmões dos pacientes.

Em seu discurso, Gladson voltou a afirmar que a luta contra o coronavírus precisa ser de toda sociedade. “Nós vamos continuar lutando mais e mais porque é assim que as pessoas e as famílias que nesse momento estão lutando contra o coronavírus também estão fazendo. Essa luta é minha! Essa luta é nossa! E precisa ser também de toda a sociedade”, enfatiza Cameli.

De acordo com a procuradora do Ministério Público do Trabalho, Marielle Cardoso, os modernos respiradores mecânicos estão de acordo com os padrões estabelecidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), possuem dois anos de garantia, seis meses de assistência técnica e, além da instalação, a empresa fará a capacitação dos servidores para o correto manuseio dos equipamentos.

“Essa é uma prova do compromisso que o MPT tem com o estado acreano e desejamos que o Estado faça bom uso desses respiradores. Entendemos que era necessário unirmos esforços em prol da saúde e sociedade. Com isso, esperamos que os profissionais tenham melhores condições de trabalho e a população tenha uma condição de sobrevida melhor”, argumentou.

O deputado Alan Rick representou a bancada federal acreana no evento. A intervenção do parlamentar junto ao Ministério da Saúde foi importante para o transporte aéreo dos respiradores de São Paulo ao Acre. “Nos empenhamos, junto com o ministro Eduardo Pazuello, que rapidamente nos atendeu e colocou os aviões da FAB [Força Aérea Brasileira] para fazer essa entrega desses respiradores aqui no nosso estado”, explicou.

Com informações da Agência de Notícias do Acre

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas