Conecte-se agora

Novembro é mês de Festival Pachamama em Rio Branco

Publicado

em

festival-pachamama_cinema-de-fronteira_talita-oliveira-21

O Festival Pachamama divulgou a data de abertura da sétima edição do evento, que ocorre no próximo dia 19, às 19h, no Cine Teatro Recreio. A programação gratuita apresenta sessões de filmes latinos, oficinas de formação, palestras, lançamentos de livros e homenagens a ilustres colaboradores. A Pacha Festa encerra o evento no dia 26.

Nesta sétima edição, o tema é “Cinema de Fronteira para um Mundo sem Nenhuma”, uma filosofia que também é adotada na possibilidade de acesso de novos públicos, já que a curadoria mantém a proposta de criar espaços de exibição dentro das comunidades de Rio Branco.

Das 12 mostras, três são competitivas nas categorias de Longa, Curta e Cinema Comunitário. Ao todo, são mais de 60 obras de 11 países para adultos e crianças. “É uma alternativa para conectar a região com filmes de qualidade que normalmente não circulam nos nossos cinemas”, explica Marcelo Cordero, curador do festival.

Até hoje, foram exibidos mais de 250 filmes para uma média de 70 mil expectadores, incluindo as edições itinerantes. Os títulos que passaram por aqui são de países como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, México e Peru. Com o passar dos anos, o Pachamama sagrou-se como ponto continental de encontro e troca de experiências.

“Incentivar, promover e divulgar a produção e a distribuição de cinema latino-americano em todas as suas formas, essa é a nossa missão”, comenta Cordero. O festival é executado em parceria pela Fundação Elias Mansour (FEM) e Saci – Conteúdo em Movimento, com produção da Yaneramai Filmes e do Ministério da Cultura (MinC).

Destaque 3

Gerlen Diniz descarta qualquer reaproximação com Mazinho Serafim: “virou meu inimigo”

Publicado

em

O deputado estadual Gerlen Diniz (Progressistas) em entrevista ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta terça-feira, 19, rechaçou qualquer tipo de reaproximação com o atual prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB).

Gerlen e Mazinho vivem uma intensa troca de farpas públicas que vem antes de 2018 e que se intensificou nas eleições de 2020, onde o deputado estadual acabou saindo derrotado pelo atual prefeito de Sena Madureira que disputava a reeleição.

Na entrevista, o parlamentar lamentou a falta de apoio de membros do Governo e do próprio governador Gladson Cameli (Progressistas) a sua candidatura para prefeitura de Sena.

“Não venci, mas fui bem votado e sem o apoio que eu gostaria de ter. A diferença foi de três mil votos. E eu digo uma coisa a vocês: Gerlen e Mazinho jamais estarão juntos novamente, eu ajudei o atual prefeito a chegar na prefeitura com o compromisso de apoiar a minha reeleição, não honrou o compromisso e pelo contrário, virou o meu inimigo”, afirmou.

video

Continuar lendo

Destaque 3

Deputado diz que Bolsonaro errou no combate à pandemia e defende 3ª via para 2022

Publicado

em

O deputado estadual Gerlen Diniz (Progressistas) em entrevista ao Boa Conversa, exibido pelo ac24horas, na noite desta terça-feira, 19, afirmou que não é Bolsonaro e nem Lula e defendeu a construção de uma terceira ou até mesmo uma quarta via para as eleições presidenciais de 2022.

Na entrevista, o parlamentar lamentou a conduta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no combate à pandemia da covid-19. “Eu penso que o nosso presidente errou muito, principalmente, no combate à pandemia. O governo era pra está surfando na onda, bastava o presidente defender a vacina, distanciamento social, uso de máscaras e ser o primeiro a tomar vacina pra dar exemplo, mas não fez, fez tudo contrário”, lamentou.

“Eu já fiz algumas críticas ao governo Bolsonaro e também ao governo Lula. Eu defendo uma terceira ou quarta via. Eu quero pessoas que tragam solução e ideias e não pessoas que digam que não é culpado por isso ou que não pode fazer nada”, acrescentou o parlamentar.

Em seguida, o parlamentar comentou a possibilidade de Bolsonaro se filiar ao Progressistas e destacou que não tem medo de perder votos do bolsonarismo por criticar o presidente.

“Se for contra o PT ou o Lula, iremos trilhar nesse caminho. Agora, se tiver a possibilidade de outra pessoa com as ideias que eu acredito, irei apoiá-la. Eu não tenho medo de perder apoiadores por conta de defender aquilo que acredito”, encerrou.

video

 

Continuar lendo

Destaque 3

Com salários de até R$ 4,5 mil, Semsa divulga edital de processo seletivo com 105 vagas

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), divulgou nesta segunda-feira, 18, no Diário Oficial do Estado (DOE) abertura de processo seletivo simplificado para contratação temporária de servidores para atuação na atenção básica de saúde do município.

Com salários que variam desde o mínimo até R$ 4,5 mil, a Semsa oferta 105 vagas para cargos de nível fundamental, médio e superior.

O processo seletivo simplificado tem validade de um ano e pode ser prorrogado por igual período, segundo o edital.

As vagas são para auxiliar em farmácia, agente de vigilância em saúde, educador social, técnico de laboratório, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico clínico geral, ginecologista, pediatra, psiquiatra, nutricionista, psicólogo e terapeuta ocupacional.

As inscrições iniciam no dia 20 de outubro e seguem até o dia 22 e devem ser feitas exclusivamente pela internet, por meio da site da prefeitura: www.processoseletivosemsa20212.ac.gov.br

Para mais informações, clique aqui e veja o edital. 

saúdesemsa23
Continuar lendo

Destaque 3

Bocalom pretende criar empresa municipal para assumir parte do transporte coletivo da Capital

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), na manhã desta segunda-feira, 18, sinalizou no evento que tratava da assinatura do decreto que permite a redução da tarifa de R$ 4,00 para R$ 3,50 do transporte coletivo da capital, a criação de uma empresa municipal para assumir parte do sistema.

A ideia, segundo o gestor, se encontra em fase de elaboração e pediu aos vereadores presentes, uma reunião para tratar do assunto.

De acordo com Bocalom, a gestão tem feito convites a outras empresas para assumir o transporte coletivo, mas que as próprias afirmam que não tem condição de assumir em razão da crise causada pela Covid-19.

“Na hora do osso, ninguém quer. Só que as que estão aí, não estão dando conta. E aí nós estamos tomando uma decisão e queremos sentar com vocês vereadores, para discutir a criação de uma empresa municipal do transporte coletivo. Não tem saída. Diversos municípios brasileiros em função da Covid-19, estão pensando a mesma coisa”, afirmou o gestor.

“Não iremos assumir todo o sistema, mas só uma parte do sistema. Pelo menos, a gente não deixa a população na mão. Vocês viram o que as empresas fizeram na pandemia, se fosse da prefeitura, estaria tudo rodando”, acrescentou.

Por fim, o gestor afirmou que viajará junto com o secretário de meio ambiente, Normando Sales, para Escócia com o intuito de participar da COP-26, mas que antes, passará na Alemanha para analisar a frota do transporte coletivo elétrico do país.

“Nós estamos sonhando, inclusive com ônibus elétricos. Eu e o Orlando iremos para Escócia e iremos fazer uma ponte na Alemanha onde a frota do transporte coletivo é elétrico”, encerrou Bocalom.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas