Conecte-se agora

Comando da PM e da Policia Civil ignoram convite da Câmara para tratar de violência

Publicado

em

Mesmo diante de números assustadores do aumento da violência pública, os gestores do governador Sebastião Viana, responsáveis pela Segurança Pública do Acre, Cel. Anastácio e Emylson Farias, não atenderam ao convite da Câmara Municipal de Rio Branco na manhã de hoje (3) para sabatina sobre o aumento da violência na capital. O vereador Marcelo Jucá (PSB) autor do requerimento, mostrou o protocolo dos convites feitos aos gestores.

“É lamentável, os presidentes de bairros compareceram, assim como os representantes das categorias militares e os gestores sequer enviaram representantes”, disse Jucá.

O assessor de imprensa da Policia Civil, jornalista Pedro Paulo, esteve presente na galeria da Câmara, mas não se manifestou sobre a ausência de Emylson Farias no debate. Ele ouviu o presidente do Sindicato da Policia Civil, Itamir Lima, reclamar da falta de efetivo de policiais civis. Segundo Lima, o novo concurso não vai suprir 50% da necessidade da corporação.

O presidente da Associação dos Militares do Acre, Isaque Ximenes, cobrou a presença dos gestores. “Espero que a ausência deles não seja porque é a Câmara Municipal que convocou”, disse Ximenes.

Com a ausência dos principais operadores da segurança, a Mesa Diretora quebrou o protocolo e abriu o microfone para os representantes de bairros presentes na galeria. O representante do bairro União, Manoel Almeida, disse “que falar de segurança pública sem a presença dos gestores é complicado, fica um sentimento de violência”, relatou.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas