Conecte-se agora

Ladrão! Este foi o termo que o irmão de Sebastião Viana usou para rebater o advogado Sérgio Quitanilha: “Ele roubava R$ 150 mil a cada três dias quando ele estava na Casa Civil”

Publicado

em

Luciano Tavares – da redação de ac24horas
[email protected]

Ataques a imprensa, a Polícia Federal, a Justiça e aos adversários políticos é a arma usada pelo vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC), na defesa de seu irmão, o governador do Acre, Sebastião Viana, que enfrenta há três semanas uma crise em seu governo ocasionada pela prisão de secretários de Estado, servidores públicos e empreiteiros acusados de fraude em licitações e desvio de dinheiro público.

Neste sábado (25), no auditório da Secretaria Estadual de Educação, no encontro do PT, em seu discurso com um misto de desabafo e raiva, o senador só não atacou seus aliados.

JORGE_123Viana começou dizendo a platéia petista que conhece bem seu irmão Sebastião, e que jamais o governador seria tolerante com a corrupção. “Ninguém conhece o Tião como eu conheço. E eu digo uma coisa a vocês: o Tião não tolera a corrupção. O Tião não está sob suspeição, mas o governo que ele lidera está. O nosso partido está. Nós estamos”.

Depois, o senador petista disparou contra a oposição, principalmente, o PMDB ao fazer comparações administrativas. “Teve um tempo que esse Estado era governado pelo PMDB, que a Mendes Junior fazia 100% das obras desse Estado e nessa cidade de Rio Branco. Quem tava era o PMDB no governo, e nós mudamos isso. Isso sim é roubar, isso sim é se aproveitar.

Sem citar nomes, mas deixando a entender que se referia a Sérgio Quintanilha, Jorge Viana o atacou de forma veemente por causa de um artigo (leia aqui o artigo) sobre o G-7 escrito pelo advogado.  “Eu outro dia vi um advogado de quinta categoria, ladrão, escrevendo um artigo. Ele roubava R$ 150 mil. R$ 1,5 milhão, pode multiplicar por dez. A cada três dias quando ele estava na Casa Civil. Ta lá na Justiça, ou… Desculpa a correção: ta na injustiça. Nada, nunca aconteceu nada! Mas ta aí agora como o porta voz da moralidade. Devia ta preso no lugar dos inocentes!”.

Na seqüência de ataques, o senador disparou contra o 1º secretário da Câmara dos Deputados, Márcio Bittar (PSDB-AC) devido às críticas que o tucano fez na TV em relação à atitude de Sebastião Viana de não ter afastado os secretários envolvidos no G-7. De acordo, com Viana, o tucano não tem moral para dar lições, já que seu irmão Mauro Bittar era um dos comandantes da conta Flávio Nogueira, um esquema de desvio de dinheiro público no governo de Flaviano Melo. “Outro dia vi um deputado federal querendo dar lição de moral no Tião: o seu Márcio Bittar. Eu vou responder na mesma TV (Gazeta). Chega lá e diz: se o governador não sabe, é incompetente, se sabe, é corrupto. Logo ele falando isso. O irmão dele era um dos chefes da conta Flávio Nogueira. Só que a conta Flávio Nogueira não era uma suspeita. Funcionários nesse estado não recebia salário no dia. Recebia um salário de miséria, porque o dinheiro era roubado. O Acre não tinha obras, a população tinha um salário de miséria”, completou.

Depois de proferir ataques contra seus opositores, o senador tentou mostrar a inocência dos membros do primeiro escalão do governo que foram presos, fazendo questionamentos sobre seus bens. “Depois de dois anos, cadê o secretário de nosso governo que é sócio de alguma empresa, cadê o dinheiro apreendido, cadê o pagamento que foi feito. Eu só queria que essas perguntas fossem respondidas?”

Senador insinua influência política no inquérito da Polícia Federal

Referindo-se a Polícia Federal, agora com um discurso bate e assopra, Jorge Viana disse que não a põe “sob suspeição”. Mas logo depois fez o contrário ao colocar em xeque as investigações quando se referiu a um parente do deputado Flaviano que trabalha no órgão. 

“Vocês sabem que um dos chefes da perícia da Polícia Federal do Acre?

É parente do Flaviano Melo!

É uma pessoa parente do Flaviano Melo que já ocupou uma série de cargos. E se essa pessoa estiver fazendo uma ação dirigida? Eu só quero que investigue.

E questionou também: E se alguém tiver fazendo escutas sem autorização da Justiça?”. O senador se referiu ao perito federal Roberto Feres, que é casado com a prima de Flaviano Melo.

Ele também propôs uma auditória nos equipamentos de interceptações telefônicas das polícias federal e civil. “É preciso fazer uma auditoria definitiva nesses equipamentos instalados aqui. Não importa se é no Estado, se é federal. Nós precisamos ter uma auditoria pra ver se não estão fazendo mau uso pra acabar com vida  de pessoas, de gravações, de uso de grampos”.

Ironicamente, um desses aparelhos de grampo telefônico do Estado a que Jorge Viana se refere foi comprado quando ele era governador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acre

Em visita ao polo de Cruzeiro do Sul, Jorge garante investimentos

Publicado

em

Cumprindo agendas no vale do Juruá neste fim de semana, o candidato ao governo do Acre pelo PT, Jorge Viana, visitou funcionários das empresas do Polo Moveleiro de Cruzeiro do Sul, nesta sexta-feira, 23, acompanhado pelo deputado estadual Jonas Lima (PT).

Jorge Viana conversou com empresários sobre as dificuldades que estão afetando desde os pequenos até os grandes empreendedores. O candidato acredita que há falhas na oferta de políticas públicas para o setor.

“Nós implantamos polos moveleiros quase em todos os municípios. Aqui em Cruzeiro do Sul, implantamos as unidades de industrialização da madeira, as movelarias, as marcenarias, que estão abandonadas hoje pelas políticas públicas. Nós vamos garantir o suprimento, o manejo e políticas fiscais de incentivo para reduzir os impostos”, disse Jorge Viana.

No passado, o polo moveleiro empregava mais de 200 trabalhadores. Cerca de 15 marcenarias funcionavam no local, mais metalúrgicas, fábricas de café, de argamassa, de derivados de concreto, de bebidas, de alimentos e uma indústria de beneficiamento de madeireira.

“Facilitar a vida dos produtores e combater qualquer tentativa de criminalização a atividade dos marceneiros do Acre. Na minha época, eles podiam trabalhar. Eles tinham suprimentos, apoio do governo e mercado garantido. Agora, eu e Marcus Alexandre vamos fazer mais e melhor”, garantiu o candidato a governador.

Jorge Viana segue em agendas em Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima neste sábado, no domingo visita os municípios de Jordão e Santa Rosa.

Continuar lendo

Acre

Bittar e Geórgia apresentam propostas aos gestores e técnicos

Publicado

em

Os candidatos a governador, Márcio Bittar, e a vice-governadora, Geórgia Micheletti, pelo União Brasil reuniram-se com gestores e técnicos que fazem parte do quadro do Estado para apresentar propostas de melhorar diversos setores com o objetivo de dar maior eficiência à máquina pública. Na ocasião, eles dialogaram com diversos profissionais que atuam em diferentes setores no serviço prestado para a população. O encontro foi realizado no escritório político dos dois candidatos.

“Junto com o meu futuro governador, tivemos um bom diálogo com esses trabalhadores essenciais para todos nós. As ideias que o Márcio tem para o nosso estado são projetos que eu gostaria que todos tivessem a oportunidade de ouvir e conhecer. Planos que podem melhorar e muito o nosso estado. Se conseguirmos reeleger o presidente Bolsonaro, o senador que ele escolheu aqui e um governador do gabarito do Márcio, o Acre vai crescer muito, será melhor para toda a população”, destacou a vice.

Segundo Geórgia, foi firmado o compromisso junto aos servidores públicos de promover as melhorias que o Acre necessita em uma eventual gestão. Ela ressaltou ainda que o Estado precisa agir com maior celeridade e eficiência para cumprir de forma concreta todas as atribuições necessárias para promover o bem estar da população e o desenvolvimento econômico. A candidata reforçou que trabalhará duro ao lado de Bittar para fazer o que é preciso para cumprir todas as propostas do Plano de Governo.

“Nós estamos falando de governo de Estado, algo muito sério e que precisa ser bem gerido. Já passou da hora de termos gestores realmente comprometidos com a vida da população e que tenham ética no cumprimento dos deveres como governantes. É isso que eu e o Márcio queremos implementar aqui no Acre, trabalho eficiente e atenção total aos que precisam do Poder Público. Por isso, no dia dois de outubro precisamos escolher com a cabeça, sendo sensatos, e não com o coração”, finalizou Geórgia.

Continuar lendo

Acre

Quase 600 prestações de contas apresentam movimentações suspeitas no Acre, diz TRE

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) publicou, na última quinta-feira (22) a quantidade de indícios ou casos de possíveis irregularidades detectadas nas prestações de contas parciais até então entregues à Justiça Eleitoral em todo o Brasil.

No Acre, de acordo com dados do Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE), foram detectadas 572 situações que podem configurar indícios de irregularidades nas contas parciais de candidatos, a maioria delas relacionadas com fornecedores/prestadores sem capacidade operacional (as chamadas empresas de fachada) ou cujos sócios têm relação de parentesco com candidatos, presumindo situações que podem caracterizar suspeita de desvio de recursos de campanha.

De acordo com a publicação obtida pelo TSE, o resultado do cruzamento dos dados das contas parciais dos candidatos com as informações constantes dos sistemas dos órgãos de fiscalização, como a Receita Federal do Brasil e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), detectou 59 mil casos de potenciais irregularidades no país.

As supostas irregularidades serão submetidas à análise aprofundada para obtenção de evidências suficientes e apropriadas à caracterização de infrações, cujo efeito poderá redundar, inclusive, na desaprovação das contas finais. (TRE)

Continuar lendo

Acre

Petecão faz bandeiraço na 6 de Agosto e promete vitória no 1º turno

Publicado

em

O candidato pela Coligação com a Força do Povo, senador Sérgio Petecão (PSD), participou de um grande banderaço na entrada do bairro 6 de Agosto, em Rio Branco na manhã desta sexta-feira, 23.

Na ocasião, o candidato aproveitou para cumprimentar eleitores no sinal do trânsito e pediu apoio aos considerados “indecisos”. “Vamos continuar trabalhando. A campanha está embalada e não tenho dúvidas que vamos estar no segundo turno”, declarou.

Petecão criticou as pesquisas eleitorais feitas antes do pleito do dia 2 de outubro. “O povo do Acre já decidiu e vamos vencer as eleições”, ressaltou.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.