Conecte-se agora

Em debate dos vices, Calixto crítica postura dúbia do PP; Alysson se defende

Publicado

em

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
lucianotavares@ac24horas.com

Um debate sem muitas propostas, focado em assuntos polêmicos, baseado em parte na boataria dos bastidores da política que envolve as candidaturas majoritárias de PMDB e PSDB. Assim foi o primeiro debate dos candidatos a vice-prefeito da capital, promovido pela TV Rio Branco, no programa Tribuna Livre.

Luiz Calixto, vice de Fernando Melo (PMDB), e Alysson Bestene, vice na chapa de Tião Bocalom (PSDB) abriram a primeira série de debates.

Para começar, Luiz Calixto (PSL) disse que quer ocupar o cargo, caso o peemedebista seja eleito para ajuda-lo a administrar Rio Branco, e que “conhece seu lugar (de vice) na prefeitura”.

Já Alysson Bestene (PP) teve que responder sobre a escolha de seu nome para vice de Bocalom, que teria sido a razão da então debandada do DEM durante o período de pré-candidatura, o que resultou em uma mágoa ainda não resolvida entre Jamyl Asfury e o candidato tucano a prefeito.

Alysson disse, entretanto, que sua escolha foi de forma democrática a partir de conversas com os partidos da coligação da qual faz parte.

Por outro lado, Calixto acha que sua adesão à chapa encabeçada pelo PMDB dá a candidatura de Fernando Melo “verdadeira cara de oposição”. A “verdadeira oposição” foi justificada sob a argumentação de que no PP, partido vice de Bocalom, “a maior parte ainda está no governo”. Ele citou os exemplos do vereador Juracy e dos deputados Elson Santiago e Maria Antonia, membros do Partido Progressista, mas que ainda rezam a cartilha do governo.

Alysson Bestene se defendeu. Segundo ele a prova de que o PP é oposição está na saída de figuras importantes que tiveram que abandonar a sigla pela postura oposicionista do partido como é o caso do vice-governador César Messias e do prefeito de Manuel Urbano, Chico Mendes. Ambos deixaram o PP pelo PSB, assim que os progressistas foram para a oposição. Ainda segundo Alysson os parlamentares que possuem postura dúbia estão livres para “buscar novos ares”.

Apesar de reconhecer a honestidade de Bocalom, pregada por Alysson Bestene durante o debate, Luiz Calixto questionou a capacidade do tucano em cumprir, caso seja eleito, com a promessa de elevar a economia municipal a partir da produção agrícola. Para o vice de Fernando Melo, Bocalom teve chances de mostrar sua qualidade de gestor enquanto foi secretário de agricultura do governo de Jorge Viana, o que para ele o peessedebista não o fez.

Alysson Bestene, por sua vez, tentou mostrar que o projeto de sua coligação não tem por objetivo “salvar a pátria”, mas sim de “plantar uma semente, como foi feito em Acrelândia”

No terceiro bloco, os candidatos enfim falaram de propostas. Calixto prometeu que vai melhorar junto com Fernando Melo a saúde básica, de responsabilidade do município, aumentando a quantidade de profissionais nos postos.

Já Alysson Bestene prometeu que vai lutar ao lado de Bocalom para implantar em Rio Branco os CEOs, que são os centros de especialidades odontológicas, voltado a atender de graça famílias de baixa renda que precisam dos serviços de odontologia.

O último debate acontece no dia 28 entre o professor Adaildo (Psol) vice da professora Pelegrina, também do Psol, e a advogada Valdete, vice de Leoncio Castro, do PMN.

A emissora ainda não definiu que decisão irá tomar quanto ao debate que estava previsto para o dia 21, próximo sábado, que ocorreria segundo o sorteio, entre Josemir Anute, vice de Antônia Lúcia, e Marcio Batista, vice Marcus Alexandre, já que além da desistência de seu vice, Antônia Lúcia não sabe se será candidata devido à impugnação de seu registro pelo TRE.

O Tribuna Livre é apresentado pelo jornalista Archibaldo Antunes e tem ainda como debatedores Narciso Mendes e Osmir Lima. O programa vai ao ar às 21h30, dos sábados.

 

 

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas