Menu

Apóstolo Arão nega que mudança na data da Marcha Para Jesus seja para evitar “guerra santa” com os católicos

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Luciano Tavares, da redação de ac24horas
lucianotavares@ac24horas.com


Para grande parte dos evangélicos a mudança na data da Marcha Para Jesus que todos os anos era promovida no Dia de Corpus Christi, seria para evitar um conflito ou uma “guerra santa”, com a Igreja Católica, que realiza no mesmo dia uma procissão em alusão a data.


“Mudaram para evitar conflito entre as duas correntes. Mas até acho que foi prudente”, diz o pastor de uma importante igreja do Acre, que pediu para não ter o nome revelado.

Publicidade

Mas o coordenador da Marcha Para Jesus, Apóstolo Afif Arão, líder da Igreja Renovada no Acre negou que o evento tenha sido antecipado para evitar problemas com os católicos. “Nós nunca tivemos problemas com os católicos por causa do nosso evento. Na verdade nós mudamos a data por causa do clima que é menos quente, e também porque maio é o mês da família”, argumenta Arão.


Além da mudança na data, a Marcha este ano também terá itinerário e horário diferentes.  A Caminhada sai às 17h, deste sábado, do Calçadão da Gameleira com concentração final na Arena da Floresta.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido