Menu

“Alyson Bestene fala besteiras; eu vou permanecer e vou querer ficar no PP até largar a política”, diz deputado Elson Santiago

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Ray Melo,
da redação de ac24horas
raymelo.ac@gmail.com


Ameaçado pelo vereador Alyson Bestene (PP), de ser levado à Comissão de Ética do Partido Progressista, por supostas declarações de apoio à candidatura de Marcus Alexandre (PT), o presidente da Aleac, deputado Elson Santiago (PP) descartou sua saída da legenda e diz que vai lutar para permanecer nas fileiras progressistas, até o final de sua carreira política.


“Não saio do PP. Eu sou PP, desde pequenininho, como diz a história, né. Do antigo PDS, que eu já fiz parte, até a Arena que minha mãe e meu pai sempre foram. Minha família tem uma história que vem do PSD, PPR e PP. Estou hoje, na minha verdadeira casa, de onde não pretendo sair de forma alguma”, enfatiza Santiago.

Publicidade

Elson Santiago disse ainda, que mantém estreita relação com os dirigentes nacionais progressistas. “Eu gosto muito do partido e tenho boas amizades em Brasília, com o próprio Dorneles, com Pizzolatti, com Mário Negro Monte e o próprio Ronivon , meu irmão que é ligado direto ao PP em Brasília”, destaca.


Sobre as declarações de membros da executiva estadual progressista, o deputado acrescentou que “não tenho interesse nenhum em sair do partido. Nunca dei declaração nenhuma que vou sair do PP. Nunca dei declaração nenhuma que vou ser contra os princípios do partido e ninguém chegou a me oficializar dizendo que eu teria que ser oposição ou situação”.


Sobre o suposto pedido que o partido faria na Justiça para perda de mandato, por infidelidade, Santiago demonstrou tranquilidade. “Eu continuo com o meu estilo, desde o começo do mandado. Portanto, não tenho nada a temer. Por enquanto o presidente Gladson tem sido muito cavalheiro. Ele nunca chegou pra mim, dando ordens. Estou tranqüilo”.


APOIO A CANDIDATURA DE MARCUS ALEXANDRE


Segundo o presidente da Aleac, as declarações de Alyson Bestene, de que ele será levado a Comissão de Ética do PP, não teria apoio da executiva do partido. “Saiu uma matéria nos jornais que eu teria declarado apoio à candidatura de Marcus Alexandre, mas eu nunca falei nada disso. O Alyson Bestene fala besteiras. Eu vou permanecer e  vou querer ficar no PP, até largar a política”, declara Santiago.


De acordo com Elson Santiago, a partir do momento que chegar o ofício do partido dizendo que ele tem que ser oposição, ele estudar qual será sua decisão. “Primeiro tenho que ver para onde a executiva estadual, vai. Nunca tivemos uma reunião para informarem qual seria o direcionamento do PP. O que eu tenho conhecimento é pela imprensa”.


Sobre está possibilidade de seu partido indicar o vice, na chapa de oposião de PMDB ou PSDB, o parlamentar afirmou que ainda não teria opinião formada, “mas vocês podem vir comigo que eu vou dizer o que vou fazer se o PP indicar o vice de Bocalom (PSDB) ou Fernando Melo, do PMDB”.


O presidente ilustrou sua atual situação política, com o caso anterior, quando seu antigo partido, o PMN, legenda que à época era comandada pelo senador Sérgio Petecão (PSD), abandonou a Frente Popular. Santiago entrou com um pedido na Justiça Eleitoral, para mudar de partido sem levar prejuízos ao seu mandato.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido