Conecte-se agora

Opinião: Nariz de palhaço

Publicado

em

Ilis Sandro Ambrósio

Conforme sabemos, tudo começou quando a legislação obrigou as concessionárias de TV a adequarem sua programação conforme o fuso. Grandes, senão a maior, das redes de TV, como a Globo, alegarem que perdiam muito dinheiro, justamente porque os anunciantes já não pagariam valores integrais por propaganda que não abrangesse todo o território, sem falar nas inserções locais, que teriam horários diferentes. Aliado a isso, afirmava (a Globo) que a programação gravada seria passada à população local por dois meios: ou a transmissão local, ou a transmissão (gravada) via satélite. Ambas as opções demandavam mais custos e consequente redução de lucros, sobretudo porque alugar outra banda no satélite não é uma coisa exatamente ‘barata’, mesmo nas mãos das concessionárias de TV.

Após esse ‘imbróglio’ de cunho capitalista, a Globo usou de seu poderoso lobby junto às nossas casas legislativas, e ‘restou’ ao congressista (à época) Tião Viana elaborar e cuidar do projeto que faria a alteração do fuso (para ficar, pelo menos, igual ao de Rondônia, local onde poderiam dividir menos perdas de lucros, as transmissoras de TV).

Conforme sabemos, foi dada pouquíssima divulgação a tal projeto, tanto que em 2008, quando o horário foi mudado, a maior parte da população foi pega de surpresa. Em síntese, estava feita a ‘vontade’ da Globo.

A bem ou mal, outros congressitas, fosse com interesse de cunho político, vaidade, ou o que seja, o político Flaviano Melo, encampou o ‘referendo’. De início, os lobbistas da Globo (se é que assim seja verdade) apostaram na ‘cegueira’ popular, e era uma via para legitimar o ‘novo’ fuso.

Contudo, essa parte da novela, todos já sabem: o referendo deu ‘NÃO’, e ‘sujou’ os planos da ‘plim plim’.

Iniciou-se, então, todo tipo de manobra para evitar a implementação do horário antigo, ou, por assim dizer, a vontade do povo’, em nossa democracia ‘tupiniquim’.

Ocorre, no entanto, que se foi iniciado um empurra-empurra sem tamanho (e sem vergonha). O primeiro passo foi a própria Abert, dizem, ‘informar’ ao senhor presidente do Senado, Sr. Sarney, de que acaso desse prosseguimento ao decreto legislativo, iria às últimas instâncias para torná-lo sem efeito, já que, em tese jurídica, somente uma lei pode revogar outra. Até aí, uma certa coerência, pois ainda que demorasse duzentos anos, um projeto de lei tende a se efetivar, ainda mais tendo por base a ‘vontade do povo’ concretizada em referendo.

E, a partir daí, sabemos o que aconteceu. O projeto andou a passos quase retrógrados, e quando o congressista Taques (do MT !?!?!?!), enfim, elaborou projeto que pretendia devolver o horário antigo. Ledo engano… Se já não bastassem os lentos passos, uma congressista do Amazonas (não vamos citar ‘Graziotin’) e outro do Pará resolveram ‘inserir’ suas respectivas unidades federativas no mesmo ‘projeto’. Aqui surgia algo nebuloso: o projeto elaborado por Taques mencionava apenas o Acre, o que, em tese, estaria perfeito, posto que estava tudo, também, perfeitamente, embasado por um referendo, uma das mais diretas expressões da vontade popular. No entanto, com a inserção do Amazonas e Pará, alguém deveria ter percebido (diga-se, pelo menos, a CCJ) de que o projeto estava, de fato, contaminado.

Ah… daqui extrai-se uma conclusão, no mínimo, muito confusa (e vergonhosa): ou a CCJ não sabe o que faz, ou, desde cedo, já havia manobras inescrupulosas em ‘melar’ tudo ao final (como de fato, sabemos, aconteceu).

Pois bem: o recente capítulo, todos nós já sabemos. Após passar por trocentas pessoas (incluídos os nossos representantes congressistas), ninguém viu a ‘afronta’ ao interesse público. Ou, se viam, silenciavam, e aguardavam (às risadas nos bastidores) o desfecho, com direito a nariz de palhaço em todos aqueles que foram ao referendo dizer o estrondoso ‘NÃO’ ao lobby de quem quer que se beneficia do horário atual. O nariz de palhaço, a grosso modo, está em todos os acreanos (sim, porque o referendo, vontade ‘do povo’, pode agora ser ‘relativizada’ – um perigoso precedente, já que quando as urnas forem contra a interesses particulares, pode-se ‘enrolar’ a população).

Sobre o veto: sabemos que o veto pode ser parcial, o que, no caso do projeto de lei do fuso horário do Acre, era só excluir o Amazonas e o Pará (já que não tiveram referendos). Mas.. pasmem… foi vetado em sua integralidade. Pasmem! Pasmem!

Agora.. vem a parte mais incrédula: ainda que um projeto de lei tenha sido enviado pelo executivo às ‘nossas’ casas legislativas federais, só vai ocorrer qualquer movimento desse projeto a partir de fevereiro. Se já não bastassem as manobras que vão surgir, vimos, recentemente, que o senador bionico, Sr. Anibal Diniz, já conta com um plebiscito nas eleições municipais de 2012! Pasmem de novo! E pelo andar da carruagem, é isso que vai acontecer, porque vão inventar todos os entraves possíveis ao andamento do projeto, e vão acabar empurrando para outro referendo. Detalhe: o plebiscito (como assim foi chamado pelo biônico senador) será no Acre também! (em suma, o referendo de 2010 foi a coroação de qualquer acreano, com um enorme nariz de palhaço).

Acre

Confira a galeria de fotos da torcida acreana no 4º jogo do Brasil

Publicado

em

Fotos de Sérgio Vale:

Continuar lendo

Acre

Acreanas vencem concurso de beleza nacional em Porto Alegre

Publicado

em

Duas acreanas representaram o Estado no concurso de beleza nacional Miss Brasil Mundial, realizado no hotel Continental, em Porto Alegre, neste domingo, 4.

Após três dias de confinamento, Giovana Victoria, de 12 anos, ganhou o título de Miss Brasil Pétit e Joana Cunha, de 19, garantiu o Miss Brasil Juvenil.

“Obrigado meu Deus, eu sonhei com cada detalhe desse momento. Foi tudo muito lindo, agradeço por fazerem parte desse sonho”, disse Joana.

As duas vencedoras foram coordenadas por Izaias Gomes, que com mais essas vitórias, acumula 15 Títulos Nacional e 1 Internacional.

“É um sentimento de gratidão, porque só de nós sairmos do Acre para disputar com todos os outros estados e hoje garantir mais títulos em nome da nossa terra, é maravilhoso”, falou Izaias.

O Miss Brasil Mundial é um dos maiores concursos de beleza do Brasil, os ganhadores terão a chance de representar o país a nível mundial.

Continuar lendo

Acre

Acreanos vão ao delírio com estreia de Weverton na Copa

Publicado

em

Finalmente o goleiro acreano Weverton Pereira, do Palmeiras, fez sua estreia pela Seleção Canarinho nesta segunda-feira, 5, no estádio 974, em Doha, no Catar, pelas oitavas de final da Copa do Mundo 2022 contra a seleção da Coreia do Sul.

O arqueiro substituiu o titular da meta brasileira, Alysson do Liverpool no segundo tempo da partida que já estava com a classificação encaminhada. Na hora da entrada de Weverton, a torcida presente no Via Verde Shopping foi à loucura e aplaudiu a estreia do goleiro acreano.

Veja o vídeo:

play-rounded-fill
Continuar lendo

Acre

Pela primeira vez um acreano joga uma partida de Copa do Mundo

Publicado

em

O goleiro acreano Weverton, 34 anos, entrou mais uma vez para a história nesta segunda-feira, dia 5.

Após ser o primeiro acreano a ser convocado para uma Copa do Mundo, Weverton fez a sua estreia em um mundial ao entrar no segundo tempo da partida de oitavas de final contra a Coreia do Sul, na Copa do Mundo disputada no Catar.

Weverton é nascido em Rio Branco, na região da Baixada da Sobral e tem passagens por clubes como Corinthians, Atlético Paranaense e Palmeiras.

O acreano é um colecionador de diversos títulos, sendo 6 vezes melhor goleiro do Campeonato Brasileiro e em 2020 foi eleito o melhor goleiro a Copa do Brasil e também foi medalha de ouro nas Olimpíadas de 2016.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.