Conecte-se agora

Parlamentares do Acre estão mais ricos a cada ano

Publicado

em

Entre os vários detalhes que os contribuintes precisam observar na hora de acertar as contas com o Leão, nenhum é tão importante para evitar a malha fina quanto à variação patrimonial, alertam os especialistas. Se para um cidadão comum isso é fundamental, para um político, a observação pode ser crucial. Em reportagem divulgada pelo jornal Folha São de Paulo, a revelação patrimonial do ex-ministro Antônio Palloci (Casa Civil), foi como uma bomba no início do governo de Dilma Rousseff. Ele foi o primeiro ministro a cair na era do Brasil governado por uma mulher.

OS SEIS PARLAMENTARES COM MAIOR PATRIMÔNIO NO ACRE

Mas se os acrianos assistiram de forma espantosa o crescimento do patrimônio de Palloci, vão ficar mais abismados ainda com o crescimento patrimonial dos deputados e senadores do Acre. Na Assembleia Legislativa, entre os que lideram o ranking de maior variação entre os 24 deputados estaduais está o ex-governista Gilberto Diniz [PTdoB]. Seu patrimônio cresceu 788,7%. Ele declarou em 2006 bens no valor de R$ 26 mil, em 2010 a avaliação declarada foi R$ 231 mil.

O segundo colocado é o socialista Moisés Diniz, do PCdoB, ele saiu de um patrimônio de R$ 50 mil em 2006, para R$ 322 mil em 2010. O crescimento patrimonial do líder do governo foi de 544,1%. A multiplicação coincide com o período de liderança do parlamentar no governo de Binho Marques, do PT.

Entre os deputados, somente Gladson Cameli encosta próximo da variação patrimonial dos Diniz. Ele acrescentou seus bens em 446,7%. Somados, os patrimônios dos três primeiros deputados mais ricos do Acre, ultrapassa mais de R$ 1 milhão.

Os milionários – O ex-governador e atual senador Jorge Viana é o parlamentar acriano que declarou maior patrimônio. Ele declarou bens em 2010 no valor de R$ 2.326.331,00. O deputado federal Márcio Bittar [PSDB] é o segundo parlamentar mais rico do Acre, com patrimônio de R$ 1.765.026,00 seguido por Antônia Sales, do PMDB [esposa do prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagener Sales] com patrimônio de R$ 1.674.346,00 e pelo atual presidente da Assembleia Legislativa, Elson Santiago [PP], com bens avaliados em R$ 1.470.000,00. Integram a lista de milionários, o deputado Geraldo Pereira [ex-secretário de finanças do prefeito Raimundo Angelim], que declarou R$  1.493.356,00 como patrimônio e a deputada federal Antônia Lúcia, que declarou R$ 1.442.000,00. Os seis parlamentares mais ricos do Acre declararam bens avaliados em R$ 24 milhões.

Valores globais –  O valor total declarado por 44 candidatos eleitos em 2006 foi de R$ 8, 3 milhões. Em 2010, os patrimônios dos parlamentares acrianos quase que triplicou: foi para R$ 20,1 milhões. A reportagem procurou um especialista político da Universidade Federal do Acre, que pediu para não ter seu nome revelado. Ele afirmou que as regalias dadas aos parlamentares de todo o Brasil são fundamentais para o acúmulo de bens.

A variação de patrimônio é bastante superior à inflação acumulada desde 2006 – o IPCA, por exemplo, atingiu 26%. O salário líquido de um deputado estadual, hoje, é de R$ 11.015, mas vai aumentar na próxima legislatura.

Pelo blog, Moisés Diniz explica sua variação patrimonial
O deputado líder do governo, Moisés Diniz foi o primeiro a responder a matéria que aborda  o crescimento patrimonial dos parlamentares acreanos. Depois de postar em seu blog, ele fez uma ligação para a redação do site as 11h32. Leia na íntegra a resposta do deputado.

A minha riqueza “espantosa”, divulgada pelo site AC24HORAS, refere-se a uma casa que eu comprei no ano de 2008 e que pagarei a última parcela em Dezembro de 2016. São 108 parcelas que pagarei mês a mês. Ainda faltam 6 anos.

Não pode haver jornalismo mais indecente do que este. O jornalista Jairo Carioca e o site AC24HORAS induzem o leitor a interpretar que eu tive um crescimento patrimonial de 544% de 2006 a 2010, a partir de um julgamento mentiroso da minha Declaração do Imposto de Renda.Jairo Carioca é assessor do deputado major Major Rocha (PSDB).

Eles pegaram o valor R$ 50,00 (cinquenta mil reais) de uma casa que eu possuía em Tarauacá (também financiada pela Caixa Econômica Federal) e compararam com o valor da minha casa atual, que terminarei de pagar em Dezembro de 2016.

Primeiro, compararam errado, tendo em vista que a casa só será legalmente minha em dezembro de 2016 e, segundo, que fizeram uma comparação com um patrimônio de valor médio, a minha casa de Tarauacá (R$ 50.000,00), que eu até já vendipara a Lucita.

Se eles fossem honestos, como devia ser o jornalismo, deviam calcular de 2006 a 2016, quando termino de pagar a casa aonde moro. Vou cobrar reparação na justiça, por danos morais.

Uma indecência jornalística!

Leia também sobre este assunto no Blog do Calixto: CRIME SEM CADÁVER

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Acre

Com dois novos casos, Acre não registra mortes por covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou neste domingo, 17 de outubro, o registro de dois novos casos da covid-19, elevando o número de infectados para 88.005, em todo o Acre. Segundo o boletim, nenhuma notificação de óbito foi registrada neste domingo, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.842 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 248.608 notificações de contaminação pela doença, sendo que 160.552 casos foram descartados e 49 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. 86.064 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 9 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Acre

Lentidão na reversão e relação ruim motivam saída de chefe do Saerb

Publicado

em

O que era apenas uma especulação, se tornou realidade no final da tarde deste sábado, 16. Em uma carta divulgada, primeiramente, aos servidores do Depasa, Pollyana Souza anunciou que não é mais diretora-presidente da autarquia.

Fontes do ac24horas revelaram à reportagem que dois fatores principais contribuem para que a gestão de Pollyana frente à autarquia fosse encerrada. O primeiro é a lentidão no processo de reversão do sistema de água e esgoto de Rio Branco do governo para a prefeitura.

O acordo entre os poderes públicos foi assinado em maio, mas o município não conseguiu se organizar como deveria para receber o sistema. Sem orçamento e sem servidores suficientes, o Saerb não teve condições de receber o sistema no tempo acordado. O jeito foi o prefeito Tião Bocalom fazer um pedido ao governador para que a reversão fosse adiada para janeiro do ano que vem. O início do trabalho de troca de informações entre as comissões criadas para tratar do tema no Saerb e no Depasa foi marcado por atritos entre as duas autarquias. Tanto que o município chegou a enviar um documento ao estado alegando a demora no envio de documentos importantes.

Um outro problema que colaborou para sua saída foi a relação ruim de Pollyana com alguns dirigentes e servidores. O ac24horas apurou que o desgaste era tamanho com os servidores ao ponto de na manhã desta sexta, 15, ocorrer uma discussão extremamente acalorada com uma funcionária.

Na carta de despedida, Pollyana conta que foi quem pediu sua exoneração, apesar do prefeito ter resistido. Enalteceu que sua saída foi totalmente amigável e diz que deu o melhor com as ferramentas que dispunha.

Ainda diz que se coloca à disposição e que aprendeu “pacas” na gestão pública, exaltando a experiência que teve no Depasa. A prefeitura ainda não anunciou o substituto.

Continuar lendo

Acre

Entrada para o Calafate vira “rio” durante chuva forte neste sábado 

Publicado

em

A entrada do Calafate, que já foi motivo de reclamação de motoristas e motoqueiros por conta dos buracos, foi tomada pelas águas na tarde deste sábado (16). As imagens enviadas pelos internautas mostram que a entrada do bairro virou mais um rio do que de uma rua.

Mesmo sendo acesso a uma das regiões mais populosas de Rio Branco, vários motoristas não tiveram coragem de arriscar a passar com seus veículos.  Como alternativa, quem mora na localidade usou o estacionamento da loja Havan como atalho para não passar pelo trecho inundado.

Continuar lendo

Acre

Sem óbitos, Acre registra quatro novos casos da covid-19

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou na tarde deste sábado, 16, o registro de quatro novos casos de infecção por coronavírus, elevando o número de infectados para 88.005, em todo o Acre. 

Segundo o boletim, nenhuma notificação de óbito foi registrada neste sábado, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 permaneça em 1.842 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 248.583 notificações de contaminação pela doença, sendo que 160.534 casos foram descartados e 44 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 86.064 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 8 seguiam internadas até o fechamento deste boletim.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas