Conecte-se agora

Parlamentares do Acre estão mais ricos a cada ano

Publicado

em

Entre os vários detalhes que os contribuintes precisam observar na hora de acertar as contas com o Leão, nenhum é tão importante para evitar a malha fina quanto à variação patrimonial, alertam os especialistas. Se para um cidadão comum isso é fundamental, para um político, a observação pode ser crucial. Em reportagem divulgada pelo jornal Folha São de Paulo, a revelação patrimonial do ex-ministro Antônio Palloci (Casa Civil), foi como uma bomba no início do governo de Dilma Rousseff. Ele foi o primeiro ministro a cair na era do Brasil governado por uma mulher.

OS SEIS PARLAMENTARES COM MAIOR PATRIMÔNIO NO ACRE

Mas se os acrianos assistiram de forma espantosa o crescimento do patrimônio de Palloci, vão ficar mais abismados ainda com o crescimento patrimonial dos deputados e senadores do Acre. Na Assembleia Legislativa, entre os que lideram o ranking de maior variação entre os 24 deputados estaduais está o ex-governista Gilberto Diniz [PTdoB]. Seu patrimônio cresceu 788,7%. Ele declarou em 2006 bens no valor de R$ 26 mil, em 2010 a avaliação declarada foi R$ 231 mil.

O segundo colocado é o socialista Moisés Diniz, do PCdoB, ele saiu de um patrimônio de R$ 50 mil em 2006, para R$ 322 mil em 2010. O crescimento patrimonial do líder do governo foi de 544,1%. A multiplicação coincide com o período de liderança do parlamentar no governo de Binho Marques, do PT.

Entre os deputados, somente Gladson Cameli encosta próximo da variação patrimonial dos Diniz. Ele acrescentou seus bens em 446,7%. Somados, os patrimônios dos três primeiros deputados mais ricos do Acre, ultrapassa mais de R$ 1 milhão.

Os milionários – O ex-governador e atual senador Jorge Viana é o parlamentar acriano que declarou maior patrimônio. Ele declarou bens em 2010 no valor de R$ 2.326.331,00. O deputado federal Márcio Bittar [PSDB] é o segundo parlamentar mais rico do Acre, com patrimônio de R$ 1.765.026,00 seguido por Antônia Sales, do PMDB [esposa do prefeito de Cruzeiro do Sul, Wagener Sales] com patrimônio de R$ 1.674.346,00 e pelo atual presidente da Assembleia Legislativa, Elson Santiago [PP], com bens avaliados em R$ 1.470.000,00. Integram a lista de milionários, o deputado Geraldo Pereira [ex-secretário de finanças do prefeito Raimundo Angelim], que declarou R$  1.493.356,00 como patrimônio e a deputada federal Antônia Lúcia, que declarou R$ 1.442.000,00. Os seis parlamentares mais ricos do Acre declararam bens avaliados em R$ 24 milhões.

Valores globais –  O valor total declarado por 44 candidatos eleitos em 2006 foi de R$ 8, 3 milhões. Em 2010, os patrimônios dos parlamentares acrianos quase que triplicou: foi para R$ 20,1 milhões. A reportagem procurou um especialista político da Universidade Federal do Acre, que pediu para não ter seu nome revelado. Ele afirmou que as regalias dadas aos parlamentares de todo o Brasil são fundamentais para o acúmulo de bens.

A variação de patrimônio é bastante superior à inflação acumulada desde 2006 – o IPCA, por exemplo, atingiu 26%. O salário líquido de um deputado estadual, hoje, é de R$ 11.015, mas vai aumentar na próxima legislatura.

Pelo blog, Moisés Diniz explica sua variação patrimonial
O deputado líder do governo, Moisés Diniz foi o primeiro a responder a matéria que aborda  o crescimento patrimonial dos parlamentares acreanos. Depois de postar em seu blog, ele fez uma ligação para a redação do site as 11h32. Leia na íntegra a resposta do deputado.

A minha riqueza “espantosa”, divulgada pelo site AC24HORAS, refere-se a uma casa que eu comprei no ano de 2008 e que pagarei a última parcela em Dezembro de 2016. São 108 parcelas que pagarei mês a mês. Ainda faltam 6 anos.

Não pode haver jornalismo mais indecente do que este. O jornalista Jairo Carioca e o site AC24HORAS induzem o leitor a interpretar que eu tive um crescimento patrimonial de 544% de 2006 a 2010, a partir de um julgamento mentiroso da minha Declaração do Imposto de Renda.Jairo Carioca é assessor do deputado major Major Rocha (PSDB).

Eles pegaram o valor R$ 50,00 (cinquenta mil reais) de uma casa que eu possuía em Tarauacá (também financiada pela Caixa Econômica Federal) e compararam com o valor da minha casa atual, que terminarei de pagar em Dezembro de 2016.

Primeiro, compararam errado, tendo em vista que a casa só será legalmente minha em dezembro de 2016 e, segundo, que fizeram uma comparação com um patrimônio de valor médio, a minha casa de Tarauacá (R$ 50.000,00), que eu até já vendipara a Lucita.

Se eles fossem honestos, como devia ser o jornalismo, deviam calcular de 2006 a 2016, quando termino de pagar a casa aonde moro. Vou cobrar reparação na justiça, por danos morais.

Uma indecência jornalística!

Leia também sobre este assunto no Blog do Calixto: CRIME SEM CADÁVER

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
jscarioca@globo.com

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Nível do Rio Acre deve subir, mas sem ameaça de alagação

Publicado

em

A previsão indica que o nível do rio Acre, embora tenha subido muito nas últimas horas deverá baixar rapidamente nos próximos dias. Antes, poderá chegar até 12,5 metros.

As chuvas ocorridas nas últimas 24h não farão seu nível subir exageradamente, pois, nos próximos dias, até quinta-feira, dia 21/1, vai chover pouco.

Situação semelhante ocorre no rio Juruá, onde, em Cruzeiro do Sul, marcava, na segunda-feira, 8,7m, e continuava baixando. Deverá voltar a subir nos próximos dias, mas sem motivos para preocupação alarmante, segundo o portal O Tempo Aqui.

Não será diferente nos rios Tarauacá e Iaco, pelo menos durante esta semana.

Continuar lendo

Acre

Cuidados com a Covid-19 devem continuar após a vacinação

Publicado

em

Com a aprovação das vacinas contra a Covid-19 pela Anvisa, brasileiros têm esperanças renovadas de tudo voltar a ser como antes da pandemia; com abraços apertados, reencontros entre amigos e familiares, além de poder sair de casa sem máscara.

Ocorre que a vida “normal” ainda vai demorar um tempo para acontecer. Pelo menos inicialmente, a população ainda vai ter que usar máscara.

Segundo a epidemiologista da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Ethel Maciel, mesmo com o início da vacinação contra a Covid-19, é preciso que 70% da população esteja vacinada, para atingir a chamada imunidade de rebanho – o que pode demorar. “2021 vai ser um ano que ainda vamos utilizar máscara, vai precisar fazer distanciamento físico. Álcool em gel e a lavagem das mãos vão ser nossos aliados”, recomenda.

De acordo com os especialistas, o dia a dia dos brasileiros só deve voltar ao normal, quando boa parte da população for imunizada, o que não vai acontecer em curto prazo. “Não é para relaxar, não é parar liberar atividades com aglomerações, que aumentem o risco de contágio pelo coronavírus. Provavelmente, uma vida normal até o final do ano, mesmo com a vacina, ainda não teremos. Depende da velocidade com que o Brasil conseguirá vacinar toda a sua população”, comenta o pneumologista e diretor da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, Hermano Castro.

Fonte: Brasil 61

Continuar lendo

Acre

Paciente está perdendo movimentos por falta de remédio na Fundhacre

Publicado

em

José Raimundo de Lima Mota é portador de hanseníase e recebe tratamento na Fundação Hospital do Acre (Fundhacre). Nos últimos meses, a condição de saúde de José Raimundo tem piorado diariamente. José está perdendo os movimentos. Tudo isso causado pela falta da medicação.

O paciente, de acordo com familiares, está há quatro meses sem receber a medicação responsável pelo controle da doença. “Isso é um absurdo. Meu irmão tá perdendo os movimentos, perdendo parte dos dedos e a gente vê a situação dele piorar a cada dia. A gente não sabe mais o que fazer ao perceber diariamente a situação do José se agravar”, afirma o irmão, José Mota.

O mais complicado de acordo com a família é a falta de informação precisa sobre a chegada do medicamento. “O que nos contaram é que esse é um medicamento doado pela Alemanha. Acontece que nos últimos meses não estão mandando mais para o Brasil a medicação que é eficaz para o tipo de hanseníase que meu irmão tem. Aí eu pergunto, se não vão mandar mais, tem que ser disponibilizada um outro medicamento. Com essa desculpa vão deixar meu irmão ir morrendo aos poucos?”, questiona Mota.

A reportagem procurou a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) que repassou o contato do diretor Marcelo de Lima para uma resposta. O ac24horas entrou em contato na tarde da última sexta-feira, 15, com o número de telefone fornecido por ligação e mensagem, mas não obteve resposta até hoje.

Continuar lendo

Acre

Forte chuva provoca alagamentos e queda de árvores em Rio Branco

Publicado

em

Foto: Reprodução/Facebook

Rio Branco foi acometida por uma forte chuva que caiu durante quase todo o dia nesta segunda-feira (18). O dia chuvoso provocou alagamentos em vários pontos da capital acreana, derrubou árvores e muros. Moradores do bairro Conquista compartilharam os estragados causados pela enxurrada.

Pelo menos 30 ocorrências foram recebidas pelo município. Houve ainda quatro quedas de árvores e um muro caiu no bairro Plácido de Castro. Na Vila Betel, uma família ficou ilhada em casa depois que um bueiro transbordou e invadiu a residência. A chuva iniciou por volta do meio-dia e até o final da tarde, já havia caído cerca de 30 milímetros.

Algumas equipes da Defesa Civil municipal foram acionadas para atender ocorrências em alguns bairros, como Conquista, Bela Vista, Vila Betel, Plácido de Castro, São Francisco e Chico Mendes.

Segundo a coordenação de Defesa Civil, não há registro de feridos. Uma das árvores caiu em um igarapé, enquanto as demais caíram sobre fiações elétricas. A Energisa mobilizou equipes para sanar o problema.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas