Menu

Dia do Autismo: veja famosos que foram diagnosticados com o transtorno na fase adulta

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Nesta terça-feira, 2, é considerado o Dia do Autismo, data que foi criada em 2007 pela Organização das Nações Unidas (ONU), possui como o objetivo de tornar o assunto visível, assim como suas informações em torno da condição no ambiente social, e diminuir o preconceito sobre as pessoas que possuem o Transtorno do Espectro Autista (TEA).


Embora o autismo seja identificado na maioria das vezes na infância, essa condição vem sendo diagnosticada com maior frequência em adultos. Confira!

Publicidade

Angélica Martins


Em 2022, a ex-participante do BBB 11, Angélica Martins revelou ter recebido diagnóstico na fase adulta. “Foi muito louco. Quando eu fui diagnosticada pelo psicólogo foi um baque. Eu chorei. Foi um choro ao mesmo tempo de medo, do que significava ser uma pessoa diagnosticada como autista. E ao mesmo tempo foi muito catártico, me trouxe um alívio muito grande porque eu entendi que muita coisa de como eu funciono, como lido com as pessoas tem um motivo. Não é uma questão de personalidade”, contou ela, na época, por meio das redes sociais.


 


De Olhos Bem Abertos - ISTOÉ Independente


Danilo Gentili

Em entrevista com Amanda Ramalho, o apresentador do SBT Danilo Gentili revelou ter recebido o diagnóstico de autismo há mais de um ano. “Se eu sou autista ou não, não quero saber. Pra mim, eu sou assim e já era”, argumentou ele, na ocasião.


 


Danilo Gentili testa positivo para Covid-19 e pede orações aos fãs - ISTOÉ Independente


Letícia Sabatella

A atriz Letícia Sabatella contou ter descoberto que recebeu o diagnóstico de TEA em grau leve, ao procurar ajuda de especialistas como psiquiatras e neurologistas, em 2023.


 


Homenagem a Letícia Sabatella é censurada em TV - ISTOÉ Independente

Publicidade

Leilah Moreno

A atriz e cantora Leilah Moreno, que integra a banda do programa “Altas Horas”, da TV Globo, também já foi dignosticada com quadro de autismo.


“Não fui uma autista não-verbal, fui comunicativa, mas tive momentos de isolamento, ainda tenho. Tinha bastante ressaca social. Convivia bem com a família, brincava, mas, sempre que acabava a festa, precisava me isolar. Isso me deixava encucada. Ficava sobrecarregada com barulho, muitas informações”, disse ela em entrevista ao portal Gshow, em 2021.


 


O autismo não é um castigo', diz Leilah Moreno - Canal Autismo - -


 


Fonte: IstoÉ


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido