Menu

Petecão celebra aprovação de projeto que restringe saída de presos

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O senador Sérgio Petecão (PSD-AC), presidente da Comissão de Segurança Pública (CSP), celebrou, nessa terça-feira (20), a aprovação, pelo Plenário do Senado, do projeto de lei que restringe o benefício da saída temporária para presos condenados, conhecido como “saidão” (PL 2.253/2022). Texto vai a Câmara.


O projeto, originário da Câmara dos Deputados e em tramitação há mais de 13 anos no Congresso Nacional, enfrentou diversas etapas de discussão e emendas, antes de ser submetido ao voto no Senado. Desde o início, o debate em torno do “saidão” tem sido marcado por intensas argumentações e posicionamentos diversos, refletindo as preocupações da sociedade, tanto em relação à segurança pública, quanto à ressocialização dos detentos.

Publicidade

De acordo com o parlamentar, a análise do projeto pelos senadores, iniciada em 2022, ganhou destaque este ano com a retomada dos trabalhos legislativos em meio a um cenário de pressões e expectativas sobre a eficácia das políticas de ressocialização e controle do sistema prisional brasileiro.


O parecer favorável da CSP, relatado pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), reflete a consolidação de um consenso em torno da necessidade de revisão das políticas de concessão de benefícios aos detentos. A discussão sobre as “saidinhas” tem sido um ponto sensível, suscitando debates acalorados e opiniões divergentes, tanto no âmbito legislativo, quanto na sociedade civil.


“Nosso colegiado atuou incansavelmente para encaminhar este projeto ao Plenário, votando e agindo com a maior celeridade possível”, declarou Petecão. A aprovação reflete, segundo ele, não apenas a vontade dos legisladores, mas também uma resposta direta aos clamores da população por medidas mais firmes no controle do sistema carcerário e na prevenção da reincidência criminal.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido