Conecte-se agora

Feijó, no Acre, se consolida como um dos campeões de queimadas do Brasil

Publicado

em

Famoso por produzir o melhor açaí do Acre, o município de Feijó, localizado na região central do estado mais ocidental da Amazônia, carrega nos últimos cinco anos uma marca indigesta para uma unidade da federação que possui forte vínculo histórico com a luta pela preservação ambiental.

De acordo com os dados Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), com base no satélite de referência AQUA Tarde, os índices de queimadas no município triplicaram entre os anos de 2018, quando foram detectados 839 focos, e 2022, que até o momento registra 2.417 ocorrências.

Esses números colocam Feijó no indesejável ranking dos 10 municípios brasileiros com os maiores índices de queimadas em meia década de registros do INPE, ocupando a 8ª posição, a mesma caso sejam considerados apenas os números referentes a 2022, entre janeiro e novembro.

Os altos níveis de queimadas em Feijó tem relação direta com o desmatamento, uma vez que o município, no cenário estadual, também é o que mais desmata e degrada florestas. É uma situação que também cresce a cada ano, fomentando, consequentemente, o crescimento das queimadas.

De acordo com os dados da Plataforma Terra Brasilis, também do INPE, o município de Feijó possui a maior quantidade de alertas de desmatamento emitidos no período de 17 de novembro de 2021 a 17 de novembro de 2022, com 100.83 km² de área total abrangida pelos avisos.

Quanto às queimadas, o Acre já acumula, em 2022, o segundo maior volume desde que o INPE começou a fazer o monitoramento de focos ativos por estado, no ano de 1998. São 11.818 focos de queimadas no ano, quantidade inferior apenas à registrada em 2005, quando ocorreu o grande incêndio da Resex Chico Mendes.

Destaque 2

Advogado é denunciado na Delegacia da Mulher por suposto assédio sexual contra colega

Publicado

em

A advogada Marissa Maciel, que atuou em Xapuri entre os anos de 2016 e 2022, acusa o seu colega de profissão, Maycon Moreira da Silva, de assédio sexual. Ela registrou boletim de ocorrência contra ele na última quarta-feira, 1 de fevereiro, na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), em Rio Branco.

Os fatos, segundo a advogada, ocorreram quando ela atuava na cidade do interior. A profissional do direito comentou a respeito do que passou em uma postagem no Instagram sem, no entanto, citar o nome do advogado a quem denunciou.

“Muitas vezes, nós mulheres, que somos vítimas de importunação, assédio sexual ou ameaças, nos sentimos sozinhas”, ela diz.

“Frases como ‘não vão acreditar em mim’, ‘estávamos sozinhos, ninguém viu’, ‘é melhor eu sofrer em silêncio’ ou “vou fingir que nada aconteceu” ficaram no meu coração por tempo demais”, prosseguiu.

“Após tantos relatos de várias colegas que sofreram com as ações de um único homem, eu criei coragem e fui, para que não houvesse uma próxima”, acrescentou.

Ao apresentar a denúncia, a advogada estava acompanhada da presidente da Comissão da Mulher Advogada (CMA/AC), Tatiana Martins, de quem a reportagem não conseguiu o contato telefônico até o fechamento desta publicação.

Ao a24horas, Marissa se recusou a confirmar o nome do autor do assédio contra ela, mas afirmou que não é a única vítima. Segundo ela, várias outras colegas sofreram, inclusive, ameaças do mesmo advogado.

“Não foi apenas comigo, várias mulheres advogadas sofreram com os atos desse advogado, inclusive já o denunciaram também. Eu sou apenas a ponta do Iceberg. Eu criei coragem para que não houvesse uma próxima vítima”, disse.

A advogada também afirmou que todas as providências já estão sendo tomadas e disse confiar no Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/AC com relação a tomadas de providência a respeito do caso.

“Tenho certeza que após tantos relatos contra o mesmo advogado, este não ficará impune. Eu confio na OAB/AC, na presidência da Ordem e que a justiça será feita”, concluiu a advogada.

O presidente da Seccional Acre da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AC), Rodrigo Aiache, disse ao ac24horas que recebeu um expediente da comissão da mulher advogada sobre o tema.

“Esse expediente tratava de suposta infração ética, razão pela qual o encaminhei ao Tribunal de Ética e Disciplina (TED), que é um órgão independente e competente para cuidar desses casos. Lá os processos correm em sigilo e não tem nenhum tipo de interferência externa”, assegurou Aiache.

A reportagem também não conseguiu entrar em contato com o advogado Maycon Moreira até o fechamento da matéria. O espaço, porém segue aberto para que ele possa se manifestar e essa nota será atualizada assim que isso ocorrer.

Continuar lendo

Blog do Crica

Após sinalizar apoio a Bocalom, Gladson diz que sua candidata em Rio Branco é Socorro Neri

Publicado

em

O GOVERNADOR Gladson Cameli (foto) em contato hoje com o BLOG DO CRICA, justificou a sua ausência dos debates políticos a ter dado um tempo das confusões por cargos, mas que após a posse dos deputados amanhã, na ALEAC, voltará a se reunir com os deputados e a dará maior celeridade nas nomeações do segundo escalão. Se disse tranquilo para cumprir este segundo mandato. Tem a maioria na Assembleia Legislativa e o apoio unânime dos oito deputados federais.

Perguntado sobre quem apoiará para a prefeitura de Rio Branco, na eleição do próximo ano, foi taxativo: “Meu compromisso é com a Socorro Neri, embora, ela ainda não tenha me dito de forma clara que quer ser candidata a prefeita. Este é um assunto que também deve ser discutido dentro do PP. Quero escutar todo mundo”.

No decorrer do curto diálogo pelo celular, Gladson garantiu que vai falar com cada deputado federal e senador de forma individual. Perguntado se falará com o senador Sérgio Petecão (PSD), disse que será o primeiro procurado, e durante o encontro deve buscar uma reaproximação política entre ambos. “A eleição já acabou”, destacou Gladson.

Sobre a eleição para a composição do próximo diretório municipal do PP, Gladson enfatizou que não vai se meter e deixar a votação livre. Quem já se lançou publicamente a presidente do diretório municipal é a deputada federal Socorro Neri (PP). “Eu gosto de ser dirigente partidário e de organizar partido”, justifica sua decisão.

O novo presidente do diretório municipal do PP é quem vai comandar a eleição do próximo ano. Está oficialmente aberta a porteira da eleição para a disputa da
prefeitura de Rio Branco, no próximo ano.

Continuar lendo

Destaque 2

Com 38 anos e mãe de três, acreana que ostenta corpão será destaque do carnaval de SP

Publicado

em

A acreana Chayenne Crystine, que vem ganhando destaque no carnaval de São Paulo, foi convidada mais uma vez pela escola de samba Pérola Negra, para desfilar em 2023. A integrante, de 38 anos, já conquistou um importante espaço na agremiação e na apresentação deste ano deve mostrar todo o seu charme e encanto à frente do carro abre-alas.

Morando na cidade paulista desde 2018, ela é formada em educação física, tem uma loja de roupa no Estado, é personal trainer e também intérprete de libras.

A empresária é natural de Rio Branco (AC), do Bairro 15, foi viver em SP por ser um local com mais oportunidades e de novos horizontes, como assim afirmou e lá realizou o sonho de participar da maior festa nacional. Ela é casada e mãe de três filhos.

“Minha relação com a Pérola Negra começou em 2016, quando vim a São Paulo visitar familiares. Em uma das ocasiões, conheci a escola e participei de alguns eventos. Em seguida, fui convidada a sair por ela em 2017 como passista e em 2019 como destaque de chão em uma das alas”, declarou.

Para Crystine o desfile será de grande responsabilidade, já que a agremiação deve levar no tradicional desfile a homenagem ao grande músico da MPB, Jair Rodrigues.

“A expectativa é muito grande, com direito aquele velho friozinho na barriga, de encarar mais uma vez a avenida do Anhembi, com esta escola que acolheu esta acreana aqui de braços abertos”, afirmou.

A escola de samba da Vila Madalena será a sétima a se apresentar durante o Carnaval paulista, no dia 19 de fevereiro, pelo grupo de Acesso 1.

Continuar lendo

Destaque 2

Vereadora registra Boletim de Ocorrência e pede medida protetiva contra colega de parlamento

Publicado

em

A vereadora de Bujari Eliane Rosita (Progressistas) esteve na manhã desta segunda-feira, 30, na delegacia do município, onde registrou uma queixa-crime contra o também vereador Gilvan de Souza (PCdoB). De acordo com Eliane, Gilvan ameaçou agredi-la fisicamente, tendo que ser contido por outro parlamentar. Gilvan teria dito que se Eliane fosse homem iria “quebrar” a vereadora na porrada. O ac24horas divulgou o caso no último domingo, dia 29.

As agressões verbais e a tentativa de agressão física teriam ocorrido em uma sessão extraordinária na última sexta-feira, dia 27.

Eliane afirmou que não foi a primeira vez que o vereador age de maneira violenta. “Na primeira vez que fui igualmente agredida pelo mesmo vereador, fiz a denúncia, mas entramos em acordo, porque na ocasião o mesmo se mostrou arrependido , e como tenho consideração pela família do mesmo, resolvi aceitar o acordo. No entanto, o mesmo já agrediu a nossa assessora jurídica, a senhora Danyelle, que também registrou um BO. Tenho testemunhas que o mesmo passou longas horas antes da sessão em um bar da cidade ingerindo bebida alcoólica”, disse.

A vereadora foi recebida pelo delegado do município Bruno Coelho e fez o registro da queixa. “Estou aqui na delegacia, fiz um boletim e pedi uma medida protetiva. Agora é esperar o que a justiça vai fazer nesse caso. Eu não vou me calar diante dessas agressões, já é a segunda vez que sofro agressão dentro da casa que é minha”, diz Eliane.

Eliane esteve acompanhada na delegacia de representantes da Secretaria Estadual Adjunta da Mulher e do Conselho Estadual das Mulheres. Na tarde desta segunda-feira, 31, a vereadora vai registrar outra queixa, desta vez na Delegacia da Mulher em Rio Branco.

O delegado de Bujari afirmou que o inquérito já foi instaurado. “Vamos averiguar se as possíveis ameaças foram em decorrência de gênero da vítima por ser mulher, já que não é a primeira notícia crime que é registrada na delegacia em desfavor deste vereador. Iremos aprofundar as investigações em gravidade dos fatos, já que todas as mulheres que registram queixa, pela sua vulnerabilidade, procuramos ser mais céleres e em poucos dias, acredito, finalizaremos as investigações e enviaremos o procedimento ao judiciário”, disse Bruno Coelho.

O ac24horas procurou o vereador Gilvan de Souza, mas o mesmo não se manifestou. O espaço segue aberto para a devida manifestação, caso tenha interesse.

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.