Conecte-se agora

Médico revela que profissionais de saúde estão escolhendo quem vive e quem morre no Acre

Publicado

em

O médico Rodney Brito, que atua na linha de frente do Covid-19 em Cruzeiro do Sul, diz que os profissionais já estão tendo que escolher quem vive e quem morre na fila de espera para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital de Campanha.

“Aqui tá uma situação desesperadora. Pessoas morrendo a todo momento. Fila de espera para UTI e para entrar tem que alguém morrer. Já temos que decidir quem vai ter chance e quem não vai pela idade e pelas doenças que a pessoa tem. Alguns estão morrendo igual peixe fora d’água sem chances de ser entubado. Às vezes duas, três pessoas com paradas cardíacas ao mesmo tempo”, revela.

O profissional destaca que este é pior cenário já vivido em Cruzeiro do Sul desde o início da pandemia de coronavírus no município.

“Estamos enfrentando o pior momento que é esse cenário. São de pessoas que se infectaram há 15, 20 dias atrás. Agora estamos igual a situação que o avião está caindo e o piloto pede para apertarmos os cintos. Nesse momento, só Deus mesmo poderá ajudar”, desabafa o médico.

No Hospital de Campanha, segundo a Sesacre, há 26 leitos de UTI. De acordo com o boletim do hospital, 4 pessoas morreram de Covid-19 nas últimas 24 horas na unidade.

Anúncios

Bombando

Anúncios

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas