Conecte-se agora

Justiça Federal recebe pedido de adiamento do Enem no Acre

Publicado

em

O Ministério Público Federal (MPF), a Defensoria Pública da União (DPU) e o Ministério Público do Acre (MPAC) pediram à Justiça Federal, em caráter urgente, o adiamento da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Acre devido à crise de saúde pública decorrente da pandemia de covid-19 no estado. A aplicação das provas do exame está marcada para 17 e 24 deste mês, em todo o país.

O pedido de adiamento também sugere que a prova seja remarcada para outra data já prevista pelo Ministério da Educação (MEC), em fevereiro, para os alunos que não poderiam realizar o exame em janeiro. A solicitação leva em consideração o fato de o Acre enfrentar aumento no número de casos registrados da doença e de óbitos. A ação foi ajuizada nesta sexta-feira, 15, e os órgãos responsáveis pedem que as provas sejam aplicadas no estado só quando “existir estrutura suficiente e necessária na rede de saúde, pública e privada, para atendimento dos índices de casos relacionados à pandemia de covid-19 – condição que deve ser atestada por órgão técnico do governo estadual”, diz em nota.

O Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 também sugeriu o adiamento da aplicação das provas do Enem. Técnicos de saúde que dão apoio à Secretaria de Saúde do Acre descreveram que situação alarmante que acomete o Amazonas tem alto potencial de reprodução no Estado do Acre.

Para os autores da ação, “as medidas apresentadas pelo INEP se mostram insuficientes para garantir a não propagação dos casos, de modo que não é presumível que serão suficientes para a aplicação do exame sem o risco de contágio entre os participantes”.

Diante de todos os fatos e da argumentação jurídica apresentada na ação, os autores declaram que “insistir na aplicação de provas presenciais em momento tão sensível, em que se deve lidar com perdas de pessoas queridas, além da necessária intensificação das medidas preventivas e combativas, revela-se desumano e, sobretudo, inconstitucional o intento do Ministério da Educação e do INEP, principalmente por potencialmente tolher o pleno acesso dos examinandos ao ensino superior, pois muitos irão privar-se de participar do ENEM.”

Anúncios

Cidades

Xapuri tem 10 pacientes de Covid-19 em estado grave, segundo secretário de saúde

Publicado

em

O secretário de Saúde de Xapuri, Wagner Menezes, disse nesta segunda-feira, 1, que o município vive o pior momento da pandemia de Covid-19 no que diz respeito ao agravamento dos casos registrados a partir do começo deste ano.

De acordo com o gestor, Xapuri já teve uma pior situação quanto à curva de contaminações, mas não tinha chegado a um estágio tão delicado como agora, com cerca de 10 pacientes internados em estado grave em Rio Branco e até fora do estado.

Wagner Menezes diz que a Secretaria de Saúde não consegue acompanhar o estado dos pacientes diretamente nas unidades em que estão hospitalizados, mas procura se manter informada por meio de contato constante com os familiares.

Ainda segundo ele, o município tem tentado contornar a situação por meio do trabalho de conscientização da população e da fiscalização das atividades que estavam impedidas de funcionar até esta segunda-feira em obediência ao Pacto Acre sem Covid.

Nesta segunda-feira, foram registradas mais 23 infecções pelo novo coronavírus em Xapuri. Agora, o município acumula 2.623 casos positivos de Covid-19 desde o começo da pandemia, com 23 mortes informadas pela Saúde Municipal.

Vacinação

No último sábado, 27, o município recebeu mais 400 doses de vacina. Essa remessa é destinada a idosos entre 70 e 74 anos de idade (50 doses) e 75 a 89 anos (350 doses). A primeira faixa será vacinada nesta terça-feira, 2.

Nos dias 3, 4 e 5 será a vez dos idosos entre 75 e 89 anos. A vacinação ocorrerá em três centros de imunização: UBS Tia Vicência, Praça Municipal de Eventos e UBS José Francisco Silva, no bairro Sibéria.

Para obter informações sobre a vacinação contra a Covid-19 em Xapuri, as pessoas devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, acompanhar as mídias digitais da prefeitura ou ligar para os telefones 99977-6296 ou 99942-8200.

Continuar lendo

Acre

Com Covid-19, médico é transferido em UTI de Rio Branco para Mossoró

Publicado

em

O clínico-geral aposentado José Edson da Silva foi transferido para Mossoró (RN), em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) aérea, em decorrência da Covid-19 neste sábado (27). Ao ac24horas, a filha Rosalina Michelle Pinheiro Silva, informou que a transferência do pai ocorreu após o pulmão ficar comprometido por volta de 70% a 74%.

Segundo informações, o quadro dele é estável apesar da gravidade. “Ele não está intubado, e o quadro dele apesar de ser considerado grave, está estável”, afirmou.

Preocupada, a filha conta que a decisão de transferir ocorreu após a família ter tentado interná-lo em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), em Rio Branco, mas que não foi possível devido a falta de leitos. Ela agradeceu o empenho dos colaboradores da Unimed, mas criticou a Unidade em razão da família ter que pagar por uma UTI aérea própria, apesar do plano do pai dá direito a uma transferência gratuita.

“Não há leitos em nenhum local aqui em Rio Branco e as filas de espera estão cada vez maiores. O plano dele é caríssimo e dá direito até a UTI no ar, mas não conseguimos acessar. Sentimos essa dificuldade mesmo meu pai sendo médico cooperado da Unimed daqui. Acionamos a UTI no ar de forma particular, que é um elevado custo e mesmo assim ainda para conseguir vagas fora daqui foi bastante complicado, pois vários lugares estão na mesma situação”, relatou.

Em outro trecho, Rosalina Michelle pediu atenção à população e aproveitou para agradecer as correntes de oração feitas por amigos e familiares.

“Se meu pai ficasse mais um dia aqui infelizmente ia acontecer o pior. O transporte é caro e graças a Deus nossa família teve condições, mas eu sei que não é a realidade da grande maioria. Em todo o país está com falta de leito, foi muito difícil encontrar esse para o meu pai. Serve o alerta para evitarmos ao máximo parar em hospital. Se cuidem e cuidem dos seus, porque essa nova cepa e esse vírus não está para brincadeira”, salientou.

Continuar lendo

Acre

Alan Rick comemora assinatura para reforma em unidade de saúde

Publicado

em

Fotos Diego Gurgel/Secom

O deputado federal Alan Rick (DEM) participou no sábado, 27, em Acrelândia, juntamente com o governador Gladson Cameli, secretário de Saúde do Estado, Alysson Bestene, chefe da Casa Civil, Flávio Pereira, prefeito do município, Olavinho Resende, além de secretários municipais e assessores técnicos, da assinatura da ordem de serviço para reforma e ampliação da Unidade Mista do município.

A obra será realizada com recursos de emendas do parlamentar no valor de R$ 378.027,04 para a reforma, e R$ 1.805.685,91 para a ampliação, no total de R$ 2.183.712,95.

Durante a solenidade, Alan destacou a luta manter os recursos e, consequentemente, a realização da obra. “Eu lutei muito por esse recurso. A gente teve dificuldades no governo passado, mas agora o projeto vai sair do papel. As minhas emendas de bancada são cem por cento do Acre. Sou seu aliado e estou contigo até o fim, governador”, disse o deputado.

Na oportunidade, o governador Gladson Cameli (Progressista) ressaltou o compromisso de Alan Rick com as demandas do Estado. “O Alan tem sido um grande parceiro do governo do Estado. Tenho muito orgulho de ter um deputado igual a ele. A agonia para que essa obra iniciasse era de todos. É uma grande vitória esse momento”, disse.

O secretário Alysson Bestene, também presente no ato, enfatizou que “o investimento na saúde do município chega em um momento vital para melhorar o atendimento e as condições de trabalho dos profissionais”, falou.

Antes da assinatura da ordem de serviço, o deputado Alan Rick, ao lado de Gladson Cameli, Alysson Bestene, prefeito Olavinho Rezende, visitaram a unidade que, atualmente, possui 16 leitos.

Continuar lendo

Cotidiano

Sinpal doa kits de limpeza e alimentos para famílias atingidas pela alagação

Publicado

em

Solidários ao difícil momento que milhares de famílias enfrentam em virtude das enchentes que castigam o Acre, o Sindicato da Indústria de Produtos Alimentares do Estado (Sinpal) e empresas filiadas à entidade se mobilizaram e realizaram na manhã desta segunda-feira, 1º de março, a doação de produtos de limpeza, higiene e alimentos que serão destinados às famílias atingidas pela alagação.

Os itens foram repassados à primeira-dama do Estado, Ana Paula Cameli, em ato no Palácio Rio Branco. Estiveram presentes o presidente do Sinpal, José Luiz Assis Felício, os empresários Adalberto Moreto, Luciana Mendonça e Carlos D’Agostini, e o secretário de Agricultura e Pecuária do Estado, Edvan Azevedo.

“É um gesto de solidariedade que não poderíamos deixar de realizar. Foi uma iniciativa do próprio Sindicato da Indústria de Alimentos, com empenho e colaboração das empresas filiadas, com o objetivo de minimizar o sofrimento das famílias afetadas pelas enchentes. Fizemos contato com o Gabinete da Primeira-dama e pediram que priorizássemos produtos de limpeza e higiene, mas também estamos doando pães, biscoitinhos e outros itens. É uma primeira ajuda e pretendemos colaborar ainda mais”, comentou o presidente do Sinpal, José Luiz Felício.

A primeira-dama, Ana Paula Cameli, externou sua gratidão com a doação e comentou que os produtos serão encaminhados à Secretaria de Assistência Social, que é responsável pela logística de distribuição às famílias. “Ficamos muito felizes com essa doação do Sindicato da Indústrias de Produtos Alimentares. Isso demonstra que os empresários do setor são sensíveis a esse drama e é uma ajuda muito bem-vinda”, frisou.

Indústria Amiga Acreana – O empresário Adalberto Moreto, proprietário do Café Contri, destacou que, além de ajudar as vítimas das enchentes, a mobilização também priorizou as indústrias acreanas na compra dos produtos. “Nosso sindicato tem mais de 30 indústrias filiadas e engajadas que somaram esforços nesse movimento. O Sinpal tem essa responsabilidade social e essa iniciativa é mais um exemplo disso”, acrescentou a empresária Luciana Mendonça, do Frigorífico Annasara.

O presidente do Sinpal ressaltou aproveitou a oportunidade para apresentar à primeira-dama a campanha Indústria Amiga Acreana, que busca valorizar o que é produzido no Acre, mantendo as empresas locais de portas abertas e gerando empregos neste momento de crise. Ana Paula Cameli elogiou o movimento e garantiu apoio à iniciativa.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas