Menu

Governo do Acre entrega Museu da Borracha e Memorial

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

O governo reinaugurou essa semana o Museu da Borracha e o Memorial dos Autonomistas  após passarem por obras de reforma e restauração. Ambos os espaços estavam fechados desde o primeiro semestre deste ano.


Apesar de inaugurado, o Memorial dos Autonomistas só estará aberta para visitação a partir do dia 26.

Publicidade

As reformas dos espaços históricos fazem parte de pacotes de obras para este segmento, que ainda inclui a construção do Museu do Povo do Acre, previsto para ocorrer até o fim do mês.


A reforma do Memorial dos Autonomistas, inaugurado no governo Jorge Viana (1999-2006), custou R$ 426 mil. O local foi construído em memória aos líderes do movimento autonomista, que lutou pela emancipação política do Acre na primeira metade do século passado.


Nele estão os restos mortais do senador Guiomard dos Santos, um dos líderes da Autonomia acreana.


“O Memorial dos Autonomistas é símbolo da nossa história. É o momento que o Acre disse que era o senhor da sua própria história e capaz de determinar o futuro que queria pela via democrática e da institucionalidade. E assim foi feito. O Acre foi elevado à categoria de Estado e aqui está a nossa memória. Fica aqui nossa homenagem ao setor cultural do nosso estado”, disse o governador Sebastião Viana.


Inaugurado em 5 de novembro de 1978 e conhecido por ser o primeiro equipamento de memória do Acre, o Museu da Borracha foi criado com a atribuição de coletar, conservar e expor os testemunhos da história socioeconômica e da cultura material do Acre, voltado principalmente ao produto que dá seu nome, considerado por muito tempo o “ouro branco da Amazônia”.


Ao todo, a obra de restauração do museu custou R$ 1,3 milhão.


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido