Conecte-se agora

APESAR DA DOR, AINDA HÁ ESPERANÇA!

Publicado

em

Você já imaginou passar a virada de ano numa enfermaria de um hospital? Pois foi assim que mais de 90 acreanos assistiram a chegada de 2015. Enquanto milhares de pessoas comiam, bebiam e dançavam para festejar o novo ano, dezenas de pacientes internados no Hospital das Clínicas do Acre lutavam pela vida, nos vários setores da maior unidade de saúde do Estado.

A luta dos pacientes do HC contou com a solidariedade de mais de 80 profissionais da área de saúde, que ficaram de plantão para ajudá-los na recuperação de suas enfermidades. Nos corredores do hospital, o silêncio só era quebrado pelos passos apressados dos enfermeiros e médicos que estavam atentos aos horários da medicação de cada um dos enfermos.

111 Carlos Eduardo foto (7)aA direção dos Hospital das Clínicas trabalhou para que alguns pacientes pudessem ter acesso a um tipo de “indulto” para passar o réveillon na companhia de familiares, retornando após as festividades para continuar o tratamento. O diretor do HC, Carlos Eduardo Alves informa que um programa foi elaborado para minimizar o sofrimento dos pacientes e de seus familiares.

“A escala de cirurgias foi alterada, só teremos procedimento se ocorrer alguma emergência. No dias 31, as pessoas do setor de nefrologia também estão liberados da hemodiálise, tudo sem prejuízos para o tratamento. O objetivo é humanizar os procedimentos para que os pacientes e seus familiares não sintam tanto o impacto de suas passagens no ambiente clínico”, destaca.

Apesar da gravidade do quadro clínico de alguns pacientes, a esperança é a acompanhante inseparável de quem buscam tratamento no HC. A agonia é esquecida quando eles falam de suas esperanças para o ano que se inicia. A magia que exerce a virada de ano, contagia de uma forma positiva, fazendo renascer planos e metas que não foram alcançados no ano que passou.

Percorrendo os corredores do HC, a reportagem de ac24horas pode conversar com pacientes que aceitaram falar de suas expectativas para 2015. A maioria elogia o acolhimento que recebeu no HC, o calor humano dos enfermeiros e médicos e a atenção no tratamento, mas a expectativa é uma só, todos sonham que o ano novo seja marcado pela cura de seus problemas de saúde.

Longe da festa pirotécnica do réveillon popular, um casal de idosos disse que preferia passar a virada do ano no HC. Sebastião Guedes, de 86 anos, que se recupera há 11 dias, de uma queda, acompanhado de sua esposa Joana Guedes, de 60 anos, diz que espera “o melhor, mas que este melhor venha com muita saúde. É melhor ficar aqui do que ir para casa e ter que voltar no outro dia”.

1 pacientes in

O aposentado Valter Cândido, de 65 anos, que sofre com problemas de próstata, reclama da demora do inicio do tratamento. Ele aproveita a oportunidade e manda um recado para as autoridades: “que os governos que vão entrar cuidem mais da saúde do povo. Quero que melhore para todos. Em primeiro lugar saúde, em segundo o trabalho. Tendo saúde, podemos lutar por outros objetivos”.

Mesmo tentando transmitir bom-humor em suas declarações sobre as expectativas para 2015, alguns pacientes ficam com os olhos marejados quando falam da ausência de familiares nas datas festivas. Eles afirmam que trocariam qualquer festa de réveillon, por algumas horas de atenção e carinho para suportarem o sofrimento do tratamento na unidade de saúde.

O barulho dos fogos é quase inaudível nos pavilhões do HC, mas é perceptível que os pacientes que permaneceram acordados para apreciar a chegada de 2015, agradecem as bênçãos divinas pela possibilidade entrar em mais um ano, com vida e disposição para lutar pela saúde. É difícil conter o choro, mas a satisfação dos pacientes que oram baixinho, serve como um alento para todo sofrimento.

 

Anúncios

Cotidiano

Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio principal vai a R$ 50 milhões

Publicado

em

Não houve acertadores das seis dezenas da Mega-Sena no sorteio realizado na noite desta quarta-feira (24) em São Paulo. O prêmio acumulou em cerca de R$ 50 milhões.

As dezenas sorteadas foram 08 – 09 – 17 – 30 – 58 – 60.  O próximo sorteio (concurso2.348) será no sábado (27).

A quina teve 74 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 46.850,78. A quadra teve 5.504 apostas vencedoras; cada uma levará R$ 899,85.

Continuar lendo

Cotidiano

Nível do Rio Acre sobe na noite desta quarta e chuvas podem elevar igarapé São Francisco

Publicado

em

O nível do Rio Acre em Rio Branco oscilou ao longo do dia e da noite desta quarta-feira (24), retomando a tendência de elevação às 21 horas, segundo o monitoramento oficial da Defesa Civil.

Depois de marcar 14,90 metros na medição das 18 horas, o nível subiu para 14,92m.

Se há possibilidade do Rio Acre voltar a subir, outros rios também preocupam. Chuvas intensas ocorreram nas últimas 24 horas nas bacias hidrográficas dos rios Purus, Caeté, Macauã, Chandless e Iaco e do igarapé São Francisco, podendo provocar novo aumento do nível dos rios em Sena Madureira, em Manuel Urbano e em Boca do Acre, assim como dos igarapés na parte norte de Rio Branco, segundo O Tempo Aqui.

Continuar lendo

Cotidiano

Acre anuncia início da 5ª etapa de vacinação contra a Covid-19 para idosos de 70 a 84 anos

Publicado

em

Com a chegada de mais 21,9 mil doses de vacinas contra a Covid-19, sendo a Oxford-AstraZeneca e CoronaVac, na manhã desta quarta-feira, 24, os municípios do Acre darão início à 5ª etapa de imunização, que tem como público-alvo os idosos de 70 a 84 anos.

As doses contemplarão 13% dos idosos de 70 a 74 anos e cobertura de 100% dos idosos na faixa etária de 75 a 84 anos, além de 8% dos trabalhadores da Saúde. A distribuição das vacinas será nos dias 24 e 25 de fevereiro.

Conforme o 3º Informe Técnico do Ministério da Saúde, neste momento, apenas para a vacina Oxford-AstraZeneca (13.500) não há a demanda de que seja reservada a segunda dose, em razão do intervalo entre uma e outra, que no caso desse imunizante é de 90 dias.

Já no caso da CoronaVac (8.400), a reserva para a segunda dose é necessária, pois o intervalo entre as doses é menor, de 28 dias. Por isso, serão utilizadas de imediato 4.200 doses desse imunizante.

Com informações da Agência de Notícias do Acre.

Continuar lendo

Cotidiano

MPAC envia 56 toneladas de donativos para desabrigados em Sena Madureira e Tarauacá

Publicado

em

Por meio da Campanha “SOS Acre”, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) com a ajuda de seus apoiadores vêm promovendo uma grande corrente de solidariedade ao estado do Acre movimentando todo o país. Nesta quarta-feira, 24, foi enviado para as cidades de Sena Madureira e Tarauacá, 56 toneladas de itens de primeira necessidade para a população atingida pelas cheias dos rios. A procuradora-geral de Justiça Kátia Rejane de Araújo Rodrigues esteve pessoalmente em uma das cidades promovendo a entrega, inclusive, nas comunidades ribeirinhas atingidas.

A Campanha SOS Acre é uma realização do MPAC, tendo como parceiro o Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC) e apoiadores, como empresários, artistas, entidades representativas do Ministério Público, da magistratura, MPs, sociedade civil, Associações nacionais, Instituições Federais, entre outros. Até a próxima sexta-feira, novas entregas devem ocorrer nas demais cidades acreanas atingidas pelas inundações dos rios.

Duas carretas, além de carros do MPAC, saíram de Rio Branco levando kits de alimentação, limpeza, higiene pessoal, kit bebê, fralda geriátrica e água mineral para a população. A presidente do TJAC, desembargadora Waldirene Cordeiro, também esteve presente na ação. Ainda pelo MPAC, participam da entrega os promotores de Justiça Thalles Ferreira, Pauliane Mezabarba e Luis Henrique Rolim, além da juíza do TJAC, Andrea Brito.

“Essa é uma força-tarefa que o MPAC vem empreendendo, juntamente com nossos parceiros nessa ação, a fim de não apenas cumprir com a função social que nos compete, mas, acima de tudo, levar um gesto humanitário e de solidariedade à população vulnerabilizada por todo esse caos. Agradeço a cada parceiro que está contribuindo conosco para amenizar um pouco a dor de milhares de pessoas nesse momento”, disse a procuradora-geral de Justiça do MPAC, Kátia Rejane de Araújo Rodrigues.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Até o momento, foi contabilizado R$ 577.452,98 em doações advindas de 4.809 apoiadores de todo o país, que se sensibilizaram com a situação de emergência pública que o Acre enfrenta e que já configura um dos momentos mais críticos de sua história, pois além da inundação dos rios, o estado também lida com o agravamento da pandemia do coronavírus, surto de dengue, e uma crise migratória na fronteira com o Peru.

Numa comunidade Ribeirinha de Sena Madureira, o produtor rural Clebson de Oliveira foi um dos beneficiários da campanha SOS Acre. Na ocasião, ele falou sobre a importância da ação do MPAC e lamentou as perdas que teve com a alagação. “Nós perdemos toda a nossa produção, verduras e hortaliças, essa ajuda é muito importante. É muito importante mesmo pra nós. Minha família tem seis pessoas e nós perdemos tudo”, disse o produtor rural.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas