Menu

Com vazante, atenção agora é com áreas de deslizamentos

Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Com a cheia do rio Acre, na capital acreana, inúmeros prejuízos ainda não contabilizados atingiram o setor agrícola.  De acordo com a defesa civil, algumas regiões afetadas pela manancial vão desde a cidade até acima do lago do Amapá.


unnamed (1)

Publicidade

A Secretaria Municipal de Agricultura e Floresta de Rio Branco (SAFRA) segue os estudos para avaliar os prejuízos e o prefeito Marcus Alexandre visitou neste sábado, 22, as regiões atingidas.


Com o vazamento do rio, a equipe da prefeitura de Rio Branco trabalha com a possibilidade de comprometimento do solo nas margens. Os deslizamentos de terra são comuns. “A preocupação agora é com a descida do rio, que vazou de sexta-feira para o meio-dia de sábado trinta centímetros. O rio volta para sua calha”, explicou o prefeito.


unnamed


Acompanhado do coordenador da Defesa Civil de Rio Branco, Tenente Coronel George Santos, o prefeito percorreu de barco essas regiões e pôde avaliar pessoalmente os danos trazidos com a elevação do nível das águas e levar algum conforto e solidariedade para as famílias atingidas. O Corpo de Bombeiros prestou apoio à inspeção realizada pelo prefeito.


Avaliada a situação e tendo a certeza da necessidade, o objetivo é garantir apoio básico neste período de alagação. No flutuante do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (DERACRE) o prefeito mantém apoio às famílias da comunidade Espalha porque a ponte do Riozinho do Rôla foi coberta pelas águas impedindo o acesso dos barcos.


 


INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido