Conecte-se agora

Sem Ruas, moradores do conjunto Novo Horizonte pedem socorro

Publicado

em

Ray Melo,
da redação de ac24horas
[email protected]

Sem qualquer tipo de benefício na área de infraestrutura, os moradores do conjunto Novo Horizonte, no Bairro Floresta, não aguentam mais o sofrimento provocado pelo inverno. Com as chuvas, as ruas abertas pelos populares estão em estado deplorável, impossibilitando as pessoas que possuem transporte levar seus veículos para suas casas.

A situação se agrava nas casas de moradores que possuem parentes com deficiência que precisam se deslocar para tratamento de saúde. Alguns cadeirantes estão impossibilitados de sair à procura de assistência e fisioterapia. Os populares se dizem abandonados pela prefeitura de Rio Branco, que segundo eles, não se esquece de mandar o carnê de IPTU.

Para sair de suas casas em dias de chuva, os moradores precisam calçar sacolas plásticas. Um protesto está sendo organizado pelos populares, que colocarão nomes de ramais nas ruas que são identificadas como “projetadas”. “Esperamos que neste ano eleitoral, o medo do PT perder as eleições os faça trazerem algum benefício”, diz Rosa Martins, 46.

Francisco Silva, 43, é pai de deficiente afirma que o filho precisa fazer fisioterapia três vezes por semana, para que os músculos não atrofiem, mas desde dezembro vem tendo problemas de deslocamento. “Tenho que levar meu filho nos braços, por mais de 500 metros. Quando chove não saio com medo de levar um tombo e prejudicar ainda a saúde dele”.

Segundo os moradores, por várias vezes fizeram reivindicações na prefeitura da capital, mas nunca foram atendidos. Os populares são unanimes em afirmar que a única esperança é o medo dos administradores do PT perder o poder em Rio Branco. “Não existe desculpas para o descaso. Porque em pouco mais de um ano, o governo fez mais que em oito de prefeitura?”, questiona João Brandão.

Acre

Com um mês no cargo, Gladson troca diretor do Procon do Acre

Publicado

em

Durou muito pouco a passagem do Rodrigo Fernando Rodrigues como diretor do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (PROCON). Praticamente um mês depois de sua nomeação, ocorrida no último dia 9 de setembro, na edição do Diário Oficial desta terça-feira, 19, Gladson exonera Rodrigo.

Na publicação, o governador nomeia para o lugar de Rodrigues, Adriane Ferreira Ximenes Rodrigues.

Gladson Cameli continuou usando com vontade a tinta de sua caneta. Além da mudança no Procon, o governador fez mais mudanças no governo, entre exonerações e novas nomeações. As mudanças principais aconteceram na Secretaria Estadual de Saúde.

Continuar lendo

Acre

Publicada redução da passagem de ônibus no Diário Oficial

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), publicou nesta terça-feira, 19, no Diário Oficial do Estado (DOE) o decreto que permite a redução da tarifa de R$ 4,00 para R$ 3,50 do transporte coletivo da capital.

Segundo o decreto, as tarifas estabelecidas por este decreto entra em vigor, 05 dias úteis após a sua publicação no Diário Oficial, conforme o parágrafo único do art. 107 da Lei Orgânica do Município de Rio Branco, cabendo à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTRANS) e empresas operadoras, desde logo, a adoção das medidas que se fizerem necessárias para o cumprimento deste Decreto.

Segundo a Lei, a redução tem validade até 30 de junho de 2022, enquanto estiver vigente a Lei Complementar nº 118, que permitiu a destinação de R$ 2,4 milhões ao sistema de transporte coletivo. Após essa data, caso o gestor queira manter a redução, a Prefeitura terá que sentar à mesa e realizar um novo aporte ao sistema do transporte coletivo.

Desses R$ 2,4 milhões, 91,87% serão destinados ao pagamento de verbas salariais em atraso das empresas, referente ao período de dezembro de 2020 a abril de 2021, devidamente demonstrado por meio de extrato bancário ou outro meio juridicamente plausível e 8,17% será destinado ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes de Passageiros e Cargas do Estado do Acre (SINITPAC), para pagamento parcial dos débitos decorrentes dos descontos em folha dos trabalhadores.

Continuar lendo

Acre

Bocalom oficializa saída de Pollyana do Saerb e Sheila como interina

Publicado

em

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), publicou nesta terça-feira, 19, no Diário Oficial do Estado (DOE) a exoneração de Pollyana Garcia Lima Souza, do cargo de diretora Presidente do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb).

No DOE, o prefeito designou Sheila Andrade Vieira, secretária municipal de saúde (Semsa) para responder cumulativamente pelo cargo de diretora da Saerb, até ulterior deliberação.

Fontes do ac24horas revelaram à reportagem neste final de semana que dois fatores principais contribuíram para que a gestão de Pollyana frente à autarquia fosse encerrada.

O primeiro é a lentidão no processo de reversão do sistema de água e esgoto de Rio Branco do governo para a prefeitura e o segundo foi a relação ruim de Pollyana com alguns dirigentes e servidores. O ac24horas apurou que o desgaste era tamanho com os servidores ao ponto de na manhã desta sexta, 15, ocorrer uma discussão extremamente acalorada com uma funcionária.

Na carta de despedida, Pollyana conta que foi quem pediu sua exoneração, apesar do prefeito ter resistido. Enalteceu que sua saída foi totalmente amigável e diz que deu o melhor com as ferramentas que dispunha.

Continuar lendo

Acre

Pedido de exames da rede privada passa a valer no serviço público

Publicado

em

Anteriormente, pedido de exames feito por um médico da rede privada não eram realizados na rede pública de saúde. No entanto, o governo do estado publicou na edição desta terça-feira, 19, do Diário Oficial do Estado (DOE) a lei que autoriza as requisições de exames solicitados por médicos da rede privada a serem aceitas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Para que o pedido de exame seja feito é preciso que o usuário esteja sendo assistido por ações e serviços de saúde do SUS; ter o exame sido requisitado por profissional de saúde, no exercício regular da profissão; estar a prescrição em conformidade com a Relação Nacional de

Medicamentos Essenciais – RENAME e os protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas ou com a relação específica complementar estadual, distrital ou municipal de medicamentos e ser o exame executado em unidades indicadas pela direção do SUS.

O decreto diz ainda que a direção do SUS poderá submeter a requisição e o usuário à avaliação de profissionais e equipes de saúde do SUS, com o fim de garantir o uso racional e adequado de recursos públicos, materiais e equipamentos médicos, propedêutica e terapêutica adequada.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas