Conecte-se agora

Professores e técnicos da Ufac decidem negociar com reitoria

Publicado

em

Jornal Página 20

Manchete: Iniciativas públicas e privadas irão garantir o aumento de 400% da produção de peixes
Fomentar uma atividade industrial, aliando produtores familiares, médios e grandes produtores, iniciativa pública e privada, de forma com que o Estado se torne referência na criação de peixes. Este é o grande objetivo da implantação do Complexo Industrial de Piscicultura no Acre. As metas são ousadas e o trabalho já começou. De janeiro a outubro deste ano já foram construídos 700 tanques em 17 municípios, beneficiando diretamente mais de 300 produtores.

Até  o final de 2014, mais de mil produtores farão parte do grupo de criadores de peixes que irão fornecer matéria-prima para o frigorífico. O Complexo Industrial Peixes da Amazônia S.A já está sendo construído no quilômetro 30 da rodovia BR-364, em Senador Guiomard. E inclui um centro tecnológico de reprodução de alevinos, uma fábrica de rações para peixes e um frigorífico para o beneficiamento e estocagem de pescados para a comercialização no mercado interno e exportação. Leia +

Jornal A Gazeta

Manchete: Secretário promete agir com rigor caso se confirme denúncia de ausência de delegados
No último domingo, o jornal A GAZETA revelou a insatisfação de policiais militares que alegavam estar perdendo tempo para formalizar flagrantes nas delegacias por conta de ausência ou atraso dos delegados plantonistas. Houve relatos de que alguns policiais militares esperavam até 3 horas pela chegada do delegado. Um tempo que poderia ser usado no policiamento ostensivo.

Sobre esse assunto, o secretário de Estado de Polícia Civil, Emylson Farias, foi categórico. “Até o ano passado, nós tínhamos apenas uma Delegacia de Flagrantes e agora nós temos duas e fizemos isso justamente para agilizar os serviços”, relata. “Caso se formalize uma denúncia com caso efetivo, atua-remos com o máximo rigor como sempre o fizemos”. Leia +

Jornal A Tribuna

Manchete: Professores e técnicos da Ufac decidem negociar com reitoria
Os professores e técnicos administrativos da Universidade Federal do Acre (Ufac) conseguiram abrir um canal de negociação com a reitoria da instituição, com isso desistiram de realizar a paralisação de três dias marcada para começar ontem.

Segundo o vice-presidente da Associação dos Docentes da Ufac (Adufac), Raimundo Lopes de Melo, a administração da universidade já compôs uma comissão que deverá debater todas as reivindicações dos trabalhadores.

“O canal aberto garantirá a discussão de nossas reivindicações protocoladas, por isso a paralisação não será realizada, uma decisão retirada na assembléia de sexta-feira”, confirmou o educador. Leia +

Jornal O Rio Branco

Manchete: Senador Jorge Viana quer mudanças no código florestal
O novo relatório sobre a reforma do Código Florestal, que está em análise no Senado, traz um capítulo inteiro com normas diferenciadas para as pequenas propriedades rurais. O parecer do senador Jorge Viana (PT-AC), apresentado nesta segunda-feira na Comissão de Meio Ambiente do Senado, traz uma série de mudanças em relação ao projeto que foi aprovado na Câmara. Por acordo entre os parlamentares, o senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) pediu vistas coletivas e o relatório só deve ser votado na próxima quarta-feira.

Por ser um substitutivo – ou seja, um texto que substitui completamente o projeto anterior -, o relatório de Jorge Viana deverá voltar para apreciação da Câmara dos Deputados. Antes, o parecer deve ser aprovado pela Comissão de Meio Ambiente, última instância antes da aprovação pelo plenário do Senado. Leia +

Brasil

Portal G1

Manchete: Chevron pode ser responsabilizada em quatro esferas diferentes, diz OAB
Representantes de órgãos públicos e especialistas ouvidos pelo G1 apontam que a companhia norte-americana Chevron pode ser responsabilizada em ao menos quatro diferentes esferas pelo vazamento de óleo que ocorre desde o último dia 8 no Campo de Frade, na Bacia de Campos (RJ). Leia +

Jornal do Brasil

Manchete: Brasil perde a primeira na Copa do Mundo de Vôlei masculino

A Seleção Brasileira masculina de vôlei conheceu sua primeira derrota na Copa do Mundo do Japão. Nesta terça-feira, em Kagoshima, a equipe sul-americana foi superada pela Itália por 3 sets a 2 (25/16, 20/25, 18/25, 25/21 e 22/20) em sua terceira partida na competição, que fecha a primeira fase. O time europeu contou com excelente desempenho do ponteiro Michal Lasko, que conseguiu 27 pontos. O time do técnico Bernardinho, por sua vez, viu boas atuações de Sidão e Leandro Vissotto. Leia +

Folha de São Paulo

Manchete: Presidente do STJ faz lobby por candidatura de cunhada
A escolha de um novo ministro para o STJ (Superior Tribunal de Justiça) deflagrou uma guerra de lobbies de partidários dos integrantes da lista tríplice levada à presidente Dilma Rousseff, informa reportagem de Vera Magalhães, publicada na Folha desta terça-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

O mais aberto parte do presidente do tribunal, ministro Ari Pargendler, que é cunhado de uma das candidatas, a desembargadora Suzana Camargo, do TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, com sede em São Paulo. Leia +

Mundo

The New York Times (EUA)

Manchete: Gabinete do Egito Ofertas e Quit como Ativistas Urge Protestos Wider
Um dia depois de o gabinete ofereceu sua renúncia à transição do Egito governantes militares, os manifestantes tentaram mobilizar manifestações ainda maior na terça-feira, apesar de uma repressão cada vez mais letais recordando a incerteza que marcou os primeiros dias da primavera árabe. Leia +

O Clarin (Argentina)

Manchete: A companhias aéreas forte ajuste do programa: cortes de vôo
Os ministros anunciaram De Vido e tomadas, e Recalde, diretor da empresa. Deixar de voar rotas não rentáveis ​​e prioriza fora vôos domésticos e regionais. Mudanças no trabalho dos pilotos. Leia +

Le Monde (França)

Manchete: Danielle Mitterrand, um ativista de combate
A viúva do ex-presidente francês François Mitterrand morreu na noite de segunda para terça-feira. O presidente da France-Libertés estava internado desde sexta-feira e colocado em coma induzido. .Leia +

Acre

Ney Amorim agradece fidelidade e epoio de Gladson na campanha

Publicado

em

O candidato ao Senado Ney Amorim (Podemos) ressaltou nessa reta final de campanha, a apenas dois dias para o pleito eleitoral, a sinceridade e o compromisso do governador Gladson Cameli (Progressistas).

Para Ney, uma das maiores provas disso é que durante uma agenda da tarde dessa quinta-feira, 29, em Manoel Urbano, com a presença de milhares de apoiadores, Gladson pegou uma bandeira em que estava estampada a foto de Ney Amorim e passou a vibrar em meio a apoiadores.

Esse foi um dos maiores momentos de felicidade pela composição da chapa majoritária Gladson-Ney que vem unida desde o início da campanha.

“Não há outro candidato. O meu candidato é o Ney Amorim. É dele que eu vou precisar no Senado para continuarmos fazendo a mudança que o Acre precisa”, afirmou Cameli.

Ney garante estar recebendo novas adesões, sobretudo, de grandes lideranças e candidatos a deputado estadual e federal, que há poucos dias ainda eram aliados de outros adversários.

“As pessoas estão entendendo que este é o momento da união. De que o governador tem que ter um senador que seja seu aliado em Brasília, o senador que faz parte da sua composição. E este senador é o Ney Amorim”, destaca a candidata a vice de Gladson Cameli, Mailza Gomes. Ney Amorim segue em campanha, ao lado do governador Gladson Cameli com novas carreatas por Rio Branco, nesta sexta-feira, 30.

Continuar lendo

Acre

Mais de R$ 60 mil em espécie e material de campanha é apreendido

Publicado

em

A Polícia Civil apreendeu na madrugada desta sexta-feira, 30, R$ 60 mil em espécie sem origem comprovada que estavam sendo transportados em um veículo pertencente a um órgão público, juntamente com material de campanha política e uma lista possivelmente destinada a ser preenchida com dados pessoais de eleitores. A ação ocorreu no município de Manuel Urbano, no interior do Acre.

A atuação no caso se encaixa no esforço conjunto de órgãos estaduais e federais na repressão de crimes eleitorais nas eleições de 2022.

Os envolvidos, dois homens de 38 anos e 27 anos, foram conduzidos à Delegacia de Manoel Urbano e prestaram esclarecimentos.

Os materiais foram apreendidos e estão sendo encaminhados à Polícia Federal para dar continuidade às investigações.

Continuar lendo

Acre

MPAC fiscalizará condutas ilegais durante as eleições 2022

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), por intermédio do Grupo de Apoio à Atividade Eleitoral (GT-Eleitoral) estará presente nas eleições 2022, realizando a fiscalização de irregularidades e crimes eleitorais.

O grupo, coordenado pelo promotor de Justiça Teotônio Rodrigues Júnior, é formado por promotores eleitorais titulares e auxiliares, além de servidores do MPAC, que atuarão para inibir e evitar práticas ilegais, por parte de candidatos, eleitores, partidos, mesários e fiscais, garantindo a lisura do pleito.

A fiscalização estará presente em todos os municípios do estado, inclusive nos de difícil acesso, e atuará tanto no dia da votação quanto na véspera. Na capital, sete equipes serão disponibilizadas em diferentes pontos de votação.

A ação conjunta contará com o auxílio das forças de segurança pública e Justiça Eleitoral, vistoriando ocorrências como compra de voto, derrame de propaganda eleitoral, boca de urna, transporte irregular de eleitores, entre outras.

Além da ação presencial, o grupo recebe denúncias de irregularidades e crimes eleitorais, por meio de canais que podem ser acessados no endereço eletrônico www.mpac.mp.br/democraciaconfirma.

As denúncias podem ser também direcionadas ao Ministério Público Eleitoral (MPE), através do site www.mpf.mp.br/pge.

Com informações da assessoria do MPAC.

Continuar lendo

Acre

STF manda que transporte coletivo seja normal nas eleições

Publicado

em

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o transporte público urbano seja mantido em níveis normais no domingo das eleições. A medida liminar, deferida parcialmente na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 1013, proíbe que os municípios que já ofereciam o serviço gratuitamente, aos domingos ou no dia das eleições, interrompam a gratuidade.

A ação apresentada pela Rede Sustentabilidade pediu que, nos dias das eleições, o serviço de transporte público de passageiros fosse gratuito em todo o Brasil e em frequência maior ou igual à dos dias úteis.

Na decisão, o ministro observou que se trata de boa ideia de política pública e com coerência com o texto constitucional. Ele, porém, rejeitou a gratuidade universal porque a medida só pode ser efetivada por meio de lei e com previsão orçamentária específica.

Barroso ressaltou que o empobrecimento da população, como decorrência da pandemia da covid-19 e do aumento da inflação, acentua ainda mais as dificuldades das pessoas pobres para custear seu deslocamento até as seções eleitorais. Idealmente, caberia ao poder público arcar com essas despesas. Contudo, sem que haja lei e previsão orçamentária prévia, ele considerou inviável impor universalmente essa obrigação, especialmente a poucos dias da eleição.

O ministro destacou que os valores necessários para a adoção da política de gratuidade do transporte público no dia das eleições não são conhecidos nem foram considerados pelos municípios ou pela Justiça Eleitoral. “Seria irrazoável determinar esse ônus inesperado ao poder público às vésperas do dia das eleições”, afirmou.

Mesmo sem poder determinar, no momento, a execução da medida, Barroso considerou altamente recomendável que todos os municípios que tiverem condições de oferecer o transporte público gratuitamente no dia das eleições o façam desde já.

Por outro lado, para o ministro, não há razão para que municípios que, nas últimas eleições, já ofereciam gratuidade no dia do pleito interrompam essa prática. “Representaria grave retrocesso social afastar a aplicação de um mecanismo de garantia da plenitude da soberania popular justamente quando o custo do transporte se impõe mais gravemente à população como um obstáculo ao voto”, afirmou.

Da mesma forma, ele considerou que os gestores de sistemas de transporte público de passageiros são obrigados a manter seu funcionamento em níveis normais, na quantidade e na frequência necessárias ao deslocamento dos eleitores de suas residências até as seções eleitorais. (STF)

Continuar lendo

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas

error: Este conteúdo é protegido.