Detentos em greve de fome querem aumentar visitas de 3 para 4 horas nos presídios do Acre

Presídio Francisco de Oliveira Conde - Foto: Reprodução
Receba notícias do Acre gratuitamente no WhatsApp do ac24horas.​

Os presos em greve de fome nos presídios de Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira, querem aumentar a visita dos familiares em uma 1 hora. Passar de 3 para 4 horas o tempo em que podem ter a presença dos familiares nas unidades prisionais. O tempo de estadia da família nos presídios é o mesmo da visita íntima das esposas dos detentos.


Eles querem também direto a ter aparelhos de televisão nas celas, além de outros pedidos.


O Instituto de Administração Penitenciária- Iapen, confirma as demandas dos presos da capital e interior do Estado, mas não responde se vai atender a algum dos pedidos.


O Iapen diz que os presos faccionados são a maioria na greve de fome, mas não informou ainda a quantidade de detentos que recusam a alimentação em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e Sena Madureira. Só em Cruzeiro, nesta segunda, a direção do Presídio Manoel Nery, doou 500 marmitas para instituições filantrópicas da cidade.

Publicidade

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* Campo requerido